Boa tarde!           Quarta 19/09/2018   14:28
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Ecoturismo e Aventura

A 3ª via primitiva de comunicação para as viagens do Rio a Petrópolis foi à construção da “Calçada das Lajes Soltas de Dom João VI”. A Estrada também é conhecida como “Calçada de Pedra do Inhomirim” ou “Caminho do Ouro”  e percorre praticamente a mesma picada de Proença sendo concluída em 1809 e inaugurada pelo imperador “durante  viagem que fez a Baixada, a fim de conhecer as obras que ordenava para a remodelação do obsoleto “Caminho Novo”.

Para quem gosta de trilhas
e caminhadas  na mata,
seguem aqui dicas importantes.
Respeite a natureza.

No início do século XIX, havia a necessidade de se ligar,por via carroçável, dois pólos: a Região Serrana e o Vale do Rio Paraíba do Sul. Petrópolis ainda em formação fazia parte do itinerário aos caminhos que levavam às Minas Gerais. Em 1724, o Atalho do Proença era a única via de interiorização ao Vale.
Localizada entre a Reserva Biológica do Alcobaça e a Reserva Biológica de Araras e Tinguá, a pedra do Retiro é um dos atrativos mais procurados na cidade de Petrópolis. Com cerca de 1.546 m de altura, próximo ao centro, o  local possui  vista panorâmica para Maria Comprida, o maior monólito do Brasil, com 1926 m.
ROTA 22  é um dos Circuitos  de  Turismo  de Petrópolis mais charmosos. Criado no inicio de 2003, a Rota 22 é verdadeiramente uma viagem ao Vale das Serras Históricas de “Santa Catarina” ¹ e de Araras, principal via   de comunicação à Minas Gerais  feita por atalho de Bernardo S. Proença  por volta de 1723 e 1724; o século do Ouro, no Brasil......

A Travessia do Morro do Cobiçado ao Morro da Ventania é  praticamente uma passagem nas cristas  das montanhas  da região. Com uma diversidade de panoramas a trilha exige muita atenção e cuidados, pois expõem  aos trilheiros, abismos e obstáculos naturais.

Localizada no Parque Nacional da Serra dos Órgãos a Travessia Petrópolis a Teresópolis é uma super aventura. O nome Serra dos Órgão deve-se ao formato dos picos que lembram os tubos dos antigos órgão musicais das igrejas. Criado em novembro de 1939 no ecossistema da Mata Atlântica, o Parque possui uma área de 105 Km² e fica no Estado do Rio de Janeiro.

Praticamente um circuito no interior das Matas de Nogueiras, a trilha é uma opção para quem gosta de aventuras. Entre matas e grandes árvores, o percurso foi construído por moradores da região para ligar a parte alta do bairro Águas Lindas ao Calembe  e o centro de Nogueiras.

Localizada no bairro do São Sebastião, antiga Indaiá , em Petrópolis, a trilha da Pedra do Cortiço é a caminhada  com panorama mais fácil a ser  percorrida em Petrópolis. Com apenas 45 minutos de percurso você pode ter uma das melhores vistas do conjunto de montanhas da cidade, da imensa Baía da Guanabara no Rio de Janeiro, da Serra dos Órgãos e muito mais.

No séc. XVIII os caminhos que levavam as Minas Gerais eram vigiados por milícias da Guarda Nacional. O ouro em abundância e o crescimento do comércio fez crescer nas antigas sesmarias,  pequenos pousos, vilas e logo cidades. Mas o contrabando não dava trégua. Nesse contexto havia também, aqueles que não aceitavam a imposição da Coroa Portuguesa quanto as suas imposições  fiscais, sobretudo, na aplicação da derrama, a pior, a mais temida e odiada cobrança Metropolitana. Influenciados e atraídos por ideais particulares, emancipacionista e Iluministas os 18 homens, entre intelectuais, mineradores ,magnatas endividados e idealista como Joaquim Jose da Silva Xavier, que fora tropeiro,minerador, alferes e dentista  conspiraram contra a Coroa Real de D. Maria I de Portugal.

A Trilha ao Açu é uma dos locais para  Ecoturismo mais almejadas do Parque Nacional  Serra dos Órgãos.  Sua visitação,temporada, inicia-se no final de Abril e vai até Setembro, pois nesses meses as mudanças climáticas não são  tão constantes. Oferecendo uma diversidade de panoramas, o trekking e o camping para o  Açu é ideal às pessoas que procuram ambientes naturais e um bom exercício de resistência.

Inserida na APA- Área de Proteção Ambiental de Petrópolis, a Trilha do Alcobaça  tem com proximidade ao Parque Nacional da  Serra dos Órgãos e é uma das trilhas mais difíceis  de se concluir, haja vista sua inclinação. Tendo uma visão panorâmica, o Alcobaça  possui 1811 metros de altitude e separa os bairros do Caxambu e Bonfim.

Inserida na Reserva Biológica do Tinguá próximo a Serra do Couto, a Trilha do Boné possui uma das vistas mais completas do conjunto de montanhas da cidade serrana de Petrópolis.Seu nome liga-se ao formato geológico parecido como a de um boné visto de longe. A trilha é acompanhada por uma vegetação rupestre e solo irregular quase sempre de pequenos  cascalhos lavados da pedra matriz e do solo.

O Morro do Cobiçado, entre a região do Caxambú e Morin, bairros de Petrópolis, possui a melhor vista panorâmica da cidade , do conjunto de montanhas do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, Maria Comprida, Alcobaça, da Agulha do Itacolomi, da Serra da Estrela e da Baía da Guanabara. Com aproximadamente 1.678 m ¹   de altitude, é de suas matas que nasce o Rio Palatino, um dos afluentes do Rio Piabanha.

A trilha do Morro da Cabeça de  Frade fica na região da Serra da Estrela. Principal referência de orientação para os desbravadores do séc. XVIII, vista da Baia da Guanabara, a pedreira possui uma coloração avermelhada sob a luz do sol.
Em seu sopé foi construída a primeira via de ligação entre o  Rio de  Janeiro ao Alto da Serra,área conhecida na época como região dos índios bravios,hoje cidade de Petrópolis.

Localizada no Parque nacional da Serra dos Órgãos a trilha do véu da Noiva é uma caminhada obrigatória a quem irá visitar a região do Bonfim, em Petrópolis. Com um grande volume d’água no verão, e médio no inverno, o Véu da Noiva, como é conhecido, já foi visitado por milhares de turistas nacionais e internacionais.

pousada paraiso
Spa Serra Morena