Bom dia!           Domingo 18/08/2019   10:23
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Ecoturismo e Aventura > Trilha de Tiradentes
Trilha de Tiradentes

No séc. XVIII os caminhos que levavam as Minas Gerais eram vigiados por milícias da Guarda Nacional. O ouro em abundância e o crescimento do comércio fez crescer nas antigas sesmarias,  pequenos pousos, vilas e logo cidades. Mas o contrabando não dava trégua. Nesse contexto havia também, aqueles que não aceitavam a imposição da Coroa Portuguesa quanto as suas imposições  fiscais, sobretudo, na aplicação da derrama, a pior, a mais temida e odiada cobrança Metropolitana. Influenciados e atraídos por ideais particulares, emancipacionista e Iluministas os 18 homens, entre intelectuais, mineradores ,magnatas endividados e idealista como Joaquim Jose da Silva Xavier, que fora tropeiro,minerador, alferes e dentista  conspiraram contra a Coroa Real de D. Maria I de Portugal. A Conjuração Mineira, como foi chamada anos depois,  teve um fim trágico e cruel a somente um integrante, Tiradentes.A Coroa o escolheu para servir de exemplo. Depois de  36 meses preso, 1792, no Rio de Janeiro, Tiradentes foi condenado a morte e seu corpo  foi divido pelo caminhos das Minas. Um desses locais que recebeu seu membros foi a cidade de Cebollas, um antigo pouso do Caminho do Ouro onde Jose da Silva Xavier, ainda alferes tinha uma amante chamada Ana Barbosa, rica fazendeira local. Cebollas era considera um paraíso e foi encontrada por volta de 1724 por Bernardo Soares Proença, construtor do Atalho do Caminho Novo às Minas Gerais. Essa região era muito movimentada e por isso a “venda” um  grande casarão ao lado da trilha era ponto de negociações comerciais e possivelmente um dos locais onde Tiradentes divulgou suas idéias. Até hoje podemos encontrar os restos mortais de Tiradentes e seus pertences na cidade.Mas Tiradentes não morre, se transforma em Herói Nacional, logo ele vive.

pousada paraiso
Programação dos filmes em cartaz