Boa noite!           Domingo 07/03/2021   18:33
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Transporte > A Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro e a Prefeitura de Petrópolis
A Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro e a Prefeitura de Petrópolis
02/05/2016 - 17:45 - A Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro e a Prefeitura de Petrópolis deram início, no domingo (1º/5), à segunda edição do Maio Amarelo – movimento que tem como objetivo sensibilizar toda a sociedade para a redução do número de acidentes de trânsito. O movimento foi lançado nas escadarias da Prefeitura, durante o encerramento e a premiação da Corrida do Trabalhador – cuja camisa tinha o laço amarelo, símbolo do movimento. O evento contou com a presença do prefeito Rubens Bomtempo, de secretários de governo e de Roberto Macedo, que representou o deputado federal Hugo Leal, presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro.

“O Maio Amarelo é um movimento mundial que, em Petrópolis, está em sua segunda edição. É uma oportunidade para unirmos todos os petropolitanos em torno de um objetivo comum, que é a redução do número de acidentes de trânsito na nossa cidade. Infelizmente, vimos nos últimos meses vários petropolitanos que morreram no trânsito, principalmente em acidentes com motos. É importante que tenhamos a consciência de que cabe a cada um de nós, motoristas e pedestres, ter uma atitude diferente. Precisamos fazer um trânsito mais seguro, mais humano”, disse o prefeito Rubens Bomtempo, convocando a população a aderir ao movimento.

Representante do deputado federal Hugo Leal, Roberto Macedo destacou que o deputado, além de presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro, é autor da Lei Seca. “Temos um grande exemplo a ser seguido: a Lei Seca, que está presente em todo o território nacional. Somente no Rio de Janeiro, conseguiu, com ações efetivas, reduzir em 32% as mortes no trânsito, 13% os atendimentos hospitalares e em 27% o número de vítimas de acidentes. A Lei Seca está salvando vidas, muitas vidas”, afirmou Roberto Macedo.

O presidente da CPTrans, Fernando Badia, destacou a importância de cada um fazer a sua parte para a redução dos acidentes em Petrópolis. “Neste ano, além da ação de sensibilização com os motoristas, vamos trabalhar o tema especialmente com as crianças. Elas atuam como multiplicadoras e costumam aos pais e familiares o que aprendem. Vamos trabalhar para deixar Petrópolis mais segura em relação ao trânsito”, disse.

Logo após o lançamento, a ação de sensibilização começou no Parque Municipal, onde havia uma grande festa para o trabalhador, por conta do 1º de maio. A programação, que incluiu muita música – a cantora Aline Barros foi uma das atrações do dia, que contou também com a participação das bandas locais Chutando o Balde, Hollywood Jam e Louh Marques, além do Coral Vozes da Rua, formado por usuários do Núcleo de Integração Social da Prefeitura (NIS) – e atividades para as crianças, marcou o encerramento da XXVII Expo Petrópolis.

As equipes fizeram ações com panfletagem, distribuição de laços e bolas amarelas. “A redução dos índices de acidentes depende de cada um de nós. É necessário que todos adotemos posturas mais seguras em relação ao trânsito”, lembrou o prefeito.

Público aprova o movimento – Aos nove anos, Júlia de Pinho Farias não teve dúvidas ao ser perguntada sobre como as pessoas poderiam deixar o trânsito mais seguro. “Não pode beber e dirigir. Também não pode correr. E também temos que atravessar a rua sempre na faixa de pedestres”, ensinou.

O engenheiro Paulo Roberto Ferreira também aprovou a iniciativa. “Essas campanhas são importantes porque fazem com que a gente pense mais. A verdade é que ninguém está livre de um acidente, então, temos que fazer o máximo possível para diminuir os riscos”.

Bombeiros Militares do 15º GBM também participaram das atividades, exibindo equipamentos utilizados no dia a dia pelas equipes e conversando com a população. Muitas crianças aproveitaram para tirar fotos. “Quero ser bombeiro quando eu crescer” repetia o pequeno Matheus, de quatro anos, logo depois de entrar no carro e posar para uma foto tirada pela mãe, Ana Lúcia Dias.  

Dados do 15º Grupamento dos Bombeiros Militares (GBM) mostram que, embora o número de acidentes tenha caído entre 2011 e 2015 (foram 976 acidentes em 2011 e 688 em 2015, entre colisões, capotagens, quedas de veículo, quedas de moto, atropelamentos), eles ainda preocupam. Nos três primeiros meses deste ano foram registrados 150 acidentes.  
 
Programação dos filmes em cartaz