Bom dia!           Segunda 15/04/2024   08:24
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Notícias > Veterinária orienta Identificação dos PETS em Situação de Chuvas Fortes
Veterinária orienta Identificação dos PETS em Situação de Chuvas Fortes
22/03/2024 - 19:56 - De acordo com o Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden), estão previstos acumulados de chuvas superiores a 200 milímetros no Estado do Rio de Janeiro, nas próximas 72 horas. Além da preocupação com os seres humanos, os animais de estimação que hoje em dia são vistos como membros da família também são bastante afetados pela ocorrência de inundações e deslizamentos em áreas de risco.

A médica veterinária Priscila Mesiano, que atende na Veterinária Amigo Bicho, indica para a segurança dos animais, que as pessoas coloquem coleiras com identificação em cães e gatos, com nome e telefone, para que eles sejam localizados mais facilmente e devolvidos a seus responsáveis, em caso de fugas ou separação, por conta de qualquer situação de risco que venha a ocorrer com as chuvas.

“Em caso de alagamentos, é muito importante que os gatos sejam colocados em caixas de transporte e os cães em suas guias para que sejam levados a áreas mais seguras da casa. Sendo que também é importante que se coloque um pouco de ração e água limpa para que esses animais sejam mantidos durante o tempo necessário neste local. Além disso, se possível, que as pessoas e seus animais se mantenham juntos para que uns transmitam tranquilidade aos outros, mas torcemos para que não ocorram as chuvas previstas e que todos passem por isso sem maiores problemas”, informa Priscila.

O Grupo de Resgate de Animais em Desastre (Grad Brasil), instituição que atuou nos resgates de muitos animais em Petrópolis, nas chuvas de 2022, complementa que aqueles que precisarem se deslocar de suas residências, se possível, devem se dirigir juntamente com os pets para locais seguros. Para animais de grande porte, como cavalos, bois e porcos, a recomendação é que sejam levados para localidades altas a fim de não serem atingidos. Já aves, como galinhas, devem ser retiradas dos galinheiros. Se não houver local seguro, deve-se deixá-las soltas, com alimentação. Já as aves em gaiolas, caso não sejam levadas com o responsável, devem ser deixadas em locais altos com água e comida.

Luciane Fortunatto
Programação dos filmes em cartaz