Boa noite!           Domingo 07/06/2020   00:51
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Notícias > Confiança do Industrial Fluminense apresenta nova queda em maio, aponta FIRJAN
Confiança do Industrial Fluminense apresenta nova queda em maio, aponta FIRJAN
Empresários estão ainda mais pessimistas com as condições atuais da Economia Brasileira, do Estado e da Empresa

20/05/2020 - 14:29 - O Índice de Confiança do Empresário Industrial Fluminense (Icei-RJ), divulgado nesta quarta-feira, dia 20, pela Firjan, apresentou nova queda em maio e atingiu 32,8 pontos, o segundo pior resultado da série iniciada em 2010. O pior foi em dezembro de 2015 (32,7 pontos). A pesquisa varia de zero a cem pontos. Os resultados acima de 50 representam melhora ou otimismo e, abaixo, indicam piora ou pessimismo.

Em abril, o Icei-RJ tinha registrado queda de 25,5 pontos, a maior em um único mês, e atingido 33,9 pontos. “Nesse mês de maio foi registrada uma nova queda, muito influenciada pelos resultados relacionados ao indicador de condições atuais da economia brasileira, do estado e da empresa. Mais uma vez os dados refletem os impactos e as incertezas provocados pela pandemia do coronavírus”, ressalta o gerente de Estudos Econômicos da Firjan, Jonathas Goulart.

O indicador de Condições Atuais da pesquisa reduziu 5,7 pontos em relação a abril e fechou em 24,9 pontos. No acumulado de 2020, a queda foi de 31,3 pontos. Os três itens que compõem o indicador – Condições da Economia Brasileira, Condições do Estado, Condições da Empresa – apresentaram retração de abril para maio. O item relacionado às Condições do Estado fechou em 14,1 pontos, o mínimo histórico.

O indicador de Expectativas para os próximos seis meses também registrou pessimismo ao fechar em 36,7 pontos. O indicador se mantém próximo do mínimo histórico (35,6 pontos) registrado em abril, apesar de apresentar uma leve melhora. O resultado é influenciado, principalmente, pela melhora nas expectativas relacionadas à empresa, que passou de 39,5 pontos em abril para 41,7 em maio. Dentre os três itens analisados – Expectativa da Economia Brasileira, Expectativa do Estado, Expectativa da Empresa - apenas o que se refere ao estado seguiu trajetória de queda, chegando a 23,7 pontos, também o menor patamar da série.

A Firjan reforça que o pessimismo registrado no Icei-RJ de maio segue retratando a dificuldade encontrada pelos empresários desde o início do isolamento social, com problemas no fluxo de mercadorias, na circulação de trabalhadores e no consumo da população. Ressalta ainda que a falta de confiança influencia de forma negativa a recuperação das atividades econômicas e os novos investimentos.

O Icei-RJ pode ser acessado através deste link: https://bit.ly/3aobeGQ.
Programação dos filmes em cartaz