Boa noite!           Sábado 29/02/2020   03:18
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Meio Ambiente > Câmara Municipal promove audiência pública para discutir situação dos cavalos e das charretes
Câmara Municipal promove audiência pública para discutir situação dos cavalos e das charretes
02/07/2013 - 14:01 - Desde as primeiras manifestações sobre a retirada das charretes e um destino adequado para os cavalos, por causa do animal que caiu no meio da rua, a vereadora Gilda Beatriz defendeu a ideia de uma audiência onde seja discutido o tema com a população e o Poder Público. Com este objetivo, a Câmara Municipal promove na quinta-feira, dia 4 de julho, às 18h30, uma audiência pública, a pedido da vereadora, para debater a situação dos cavalos e também o destino das charretes em Petrópolis.

A vereadora resolveu somar esforços com a Defensoria Pública, que vem realizando um  trabalho de fiscalização e grande engajamento neste assunto. Afirmou que sentiu a  necessidade de promover à adesão do Poder Legislativo a esta causa, pois no seu entender, “o poder público municipal deixou uma grande lacuna no seu dever de gerenciar e fiscalizar o serviço dos charreteiros”. Para a vereadora a decisão sobre o destino dos cavalos, o fim ou não das charretes não pode ser tomada pelo Poder Público sem ouvir a população e simplesmente por que as pessoas são contra, “mas deve ser uma decisão que leve em conta também o destino das pessoas que dependem das charretes para sobreviver”.

A vereadora Gilda Beatriz lembra que as charretes são uma tradição na cidade e um atrativo turístico, no entanto, afirma que da forma como o serviço é prestado e os animais são tratados não pode continuar e exiege uma mudança. “As pessoas me cobram um posicionamento e já afirmei que se for para continuar com os animais da forma como são tratados e as charretes apresentadas é melhor que acabe. Mas, como legislador, tenho que promover uma discussão antes de tomar uma decisão final, pois há muitas coisas em jogo, como o sustento das famílias que vivem das charretes”.

A Prefeitura, na opinião da vereadora, precisa também assumir seu papel, fiscalizar e se for o caso fazer uma consulta popular sobre a situação das charretes. “O que não pode é a população discutir o tema, se posicionar e o Governo Municipal, responsável por fiscalizar, orientar e cassar as licenças, ficar omissa e somente tomar alguma medida quando pressionada”, comentou a vereadora que espera também um posicionamento público da Prefeitura sobre as medidas a serem tomadas daqui para frente.
 
Programação dos filmes em cartaz