Bom dia!           Segunda 16/12/2019   09:02
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Caderno Cultura Netpetropolis > Mostra Centenário Nelson Rodrigues Aberta no Centro de Cultura
Mostra Centenário Nelson Rodrigues Aberta no Centro de Cultura
06/07/2012  - O centenário de nascimento de Nelson Rodrigues está sendo amplamente comemorado pela Fundação de Cultura e Turismo, através do Centro de Cultura Raul de Leoni. Foi aberta na última quinta-feira, a mostra que homenageia o dramaturgo, jornalista e escritor, com performance,exposições, leitura dramatizada e cinema, que celebram a vida, a obra e a genialidade desse artista tão festejado no Brasil.

Com a presença de gestores culturais, atores, artistas visuais, do presidente da FCTP, Gilson Domingos, e do diretor Administrativo, Leonardo Cerqueira, uma performance com os atores Mário Mendes, Simone Gonçalves, Boni e Pedro Reis, emocionou os convidados na abertura da Mostra Centenário Nelson Rodrigues, que vai até o dia 31 de julho no Centro de Cultura Raul de Leoni , aberta ao público.

As palavras do gerente do CCRL, Marco Aureh, destacaram a “importância da ocupação rodriguiana durante este mês, por ser o registro da memória do maior dramaturgo brasileiro” – disse, acrescentando que o diferencial da mostra é a releitura livre das obras de Nelson nas artes visuais.

A mostra conta com exposição multimídia intitulada “O Homem Proibido”, coletiva de artes visuais “A Vida como ela é...” e o "Audiovisual Rodriguiano” no Cinema Humberto Mauro. No dia 12 de julho, às 19h30, acontece no Teatro Afonso Arinos o Debate-papo com o Tema “O Anjo Pornográfico em foco”, mediado pelo ator e músico Marco Aureh. Será abordada a vida e a obra de Nelson Rodrigues, suas manias, tragédias e conquistas. Participam também o ator, dramaturgo e pesquisador Sidney Carneiro (Tarzan) e os professores Marcelo Fernandes e Henrique dos Reis.

O público poderá conferir ainda a leitura dramatizada da peça “A Falecida”, com alunos de teatro da atriz Simone Gonçalves do projeto Ciranda das Artes, no dia 19 de julho, às 19h30, no Teatro Afonso Arinos, com entrada franca. Trata-se de um texto que revolucionou o teatro brasileiro da época, ao abordar uma temática focada no subúrbio do Rio de Janeiro. Esta foi a primeira tragédia carioca de Nelson Rodrigues. 

“A Vida como ela é ...” é a coletiva de trabalhos inéditos de artistas brasileiros, em sua maioria residentes em Petrópolis, cada um deles representando peças teatrais escritas por Nelson Rodrigues, em instalações, fotografias, telas e desenhos. Os expositores são: René Amaral; Cia Articulação; Rosa Paranhos; Claudia Ribeiro; Cláudio Partes; Roberto Francovalente; Tarzan; Sandra Vissoto; Flavia Miranda; Jarbas Paollos; e Aline Castella. As obras estão na Galeria Aloísio Magalhães, de terça a domingo, das 13h às 18h.

“O Homem Proibido” é o título da exposição multimídia montada na Galeria Djanira, dividida em três dimensões: “O jornalista”, “À sombra das chuteiras imortais” e “Teatro, vida e drama”. O centro deste trabalho está na vida e na obra do escritor, ressaltando sua genialidade, costumes, ousadia, filosofia e criatividade. Este trabalho pode ser visto de terça a domingo, das 13h às 18h.

 A mostra de cinema "Audiovisual Rodriguiano está em cartaz até dia 31 de julho, de segunda a sexta-feira, às 19h, e aos sábados, às 17h, com entrada franca e classificação:14 anos. São 40 episódios da série "A Vida como ela é...", lançada em DVD. A obra literária nasceu de uma coletânea de contos publicados na coluna de Nelson no jornal "A Última Hora", do Rio de Janeiro, entre 1951 e 1961. O Centro de Cultura Raul de Leoni fica na praça Visconde de Mauá, 305, centro, tel: 2233-1233.

 
Programação dos filmes em cartaz