Bom dia!           Tera 16/08/2022   08:19
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Entretenimento > Eventos Variados > Circuito LER para VA-LER, edição Petrópolis, que aconteceu de 13 a 20 de novembro de 2021
Circuito LER para VA-LER, edição Petrópolis, que aconteceu de 13 a 20 de novembro de 2021
A LER – O Festival do Leitor apresenta Circuito LER para VA-LER

Depois do sucesso em Itaipava, o Circuito LER, que percorre o estado do Rio de Janeiro, vai levar sua farra literária a São Gonçalo em dezembro


21/11/2021 - 18:19 - Consolidada na cena literária, a LER – O Festival do Leitor chega à sua 4ª edição e ampliada para todo o estado do Rio de Janeiro com o Circuito LER PARA VA-LER, se firmando como o maior evento literário do país. Sempre com a missão de democratizar a literatura para todos os públicos e gerações, a LER é um encontro sobre livros e ideias em que cada visitante se sente parte integrante dessa experiência. O Circuito contempla 14 regiões do estado, e cada uma delas recebe o evento durante 8 dias, atraindo milhares de jovens e crianças do ensino médio, fundamental e básico, além de educadores e mediadores de leitura.

O Circuito LER PARA VA-LER iniciou seu roteiro pela Serra Fluminense, em Itaipava, distrito do município de Petrópolis, com uma série de oficinas, debates, saraus, contações de histórias, teatro e atividades multiculturais. Foram oito dias de programação intensa e multidisciplinar na cidade, com encontros entre diferentes autores e profissionais de áreas diversas. Nomes da cena nacional estiveram presentes, como Eduardo Bueno, Mary Del Priore, Luize Valente, Chistina Fuscaldo, Jessé Andarilho, Eliana Alves Cruz, João Barone, Adriana Falcão, Luly Trigo, Braulio Tavares, Clara Alves, entre outros.

Ao longo dos oito dias do evento foram realizadas mais de 850 atividades de que participaram mais de 35 mil estudantes, educadores e mediadores de leitura. Além do público-alvo, outras milhares de pessoas da região serrana circularam nos espaços do Circuito LER PARA VA-LER, totalizando cerca de 50 mil pessoas. O estacionamento do evento recebeu mais 500 ônibus!
                                            
“Foi muito bonito ver o envolvimento de tantas crianças e jovens das escolas, interessadas na literatura, na aquisição dos livros, e o envolvimentos delas com os autores convidados. Cada vez que elas passavam pelas livrarias e encontravam os escritores, elas vibravam porque podiam estar perto, conversar e pegar autógrafo. É bonito ver como um projeto itinerante, que vai percorrer o estado fluminense transforma e aproxima esses jovens do livro e da leitura de alguma forma”, diz Bruna Reis, diretora da LER.

A abertura do Circuito LER PARA VA-LER aconteceu no Palácio SESC Quintadinha. A apresentação ficou por conta de Toni Garrido e contou com a Orquestra Sinfônica Juvenil Chiquinha Gonzaga, grupo formado pelo Instituto Brasileiro de Música e Educação formada exclusivamente por meninas – crianças e jovens, alunas da rede pública de ensino do Rio de Janeiro. Juntos, eles cantaram um repertório especialmente escolhido para ocasião. Sou você de Caetano Veloso, Lígia, Chega de saudade e Desafinado, de Antonio Carlos Jobim foram algumas composições que emocionaram o público. Para fechar a programação da abertura, o jornalista, escritor e historiador Eduardo Bueno conduziu o publico por um passeio pela música, pela literatura e pela história.

Outro ponto importante do evento foi o Encontro LER do Educador, um espaço pensado para professores, diretores, mediadores de leitura e demais profissionais da área de educação, que contou com autores e profissionais de áreas diversas e de forma multidisciplinar durante quatro dias.

Impacto na Economia de Petrópolis

“É muito importante um projeto como esse para a região porque além de levar o livro e a literatura, formando uma nova geração de leitores, nós preocupamos em envolver toda a comunidade, recrutando artistas e autores da região, mas também fazendo com que as equipes que trabalham no Circuito Ler sejam do território”, explica Bruna Reis, diretora da LER. “O projeto faz girar toda a cadeia produtiva, promovendo um impacto positivo na economia local, desde os motoristas que transportam os autores e os restaurantes que atendem os visitantes até as empresas prestadoras de serviço, como as de limpeza, segurança, pessoal de logística, montadores de tendas, empresas de refrigeração, áudio e vídeo, reforça Bruna Reis.

Ao longo de 30 dias, desde a pré-produção, montagem e pós-produção, o Circuito LER PARA VA-LER impactou fortemente a economia local. Nesse período, foram movimentadas 350 diárias de produtores, prestadores de serviços e  visitantes. Foram servidas mais 700 refeições e contratadas mais de 200 atividades culturais, criando um giro potente na economia criativa da região. A realizadora do evento, LER Cultural também criou oportunidades para os moradores conhecerem ainda mais as ações culturais do seu entorno.

A próxima edição será em São Gonçalo, de 4 a 11 de dezembro de 2021, na Fazenda Colubandê

Mais sobre a LER

A 1ª edição da LER foi realizada em novembro de 2016, no Píer Mauá, e recebeu 84 mil pessoas, tornando-se o maior evento aberto do livro na cidade. O público teve acesso gratuito a encontros e bate-papos com 115 escritores convidados, livrarias cariocas e editoras independentes e artesanais, sebos, 34 performances poéticas, 8 peças teatrais, 43 oficinas e 32 atrações paralelas.

A 2ª edição da LER aconteceu entre 17 e 20 de maio de 2018 e reabriu a Biblioteca Parque Estadual fechada desde 2016. Ao longo dos quatro dias de intensa programação, a LER recebeu mais de 5.000 mil alunos, 345 escritores convidados, 96 oficinas, 30 editoras e livrarias, 75 performances poéticas e quatro peças teatrais. O evento ainda fechou parcerias e participações em festivais internacionais.

Já a 3ª edição da LER aconteceu entre os dias 20 e 24 de novembro de 2019. O evento recebeu mais de 51 mil estudantes das redes pública e particular, 1.100 escritores, autores, ilustradores e artistas convidados, 750 atividades em 30 palcos e espaços e 125 pequenas editoras, editoras artesanais e livrarias. Ao todo foram mais de 185 mil pessoas circulando no evento. A edição de 2019 teve ainda um pré-lançamento especial: com quase todos os 2.226 lugares do Theatro Municipal do Rio de Janeiro ocupados, o historiador-professor e escritor israelense Yuval Noah Harari recebeu o público em uma inspiradora conversa sobre o tempo passado, presente e futuro.
 
Socialmente comprometido, o evento literário possibilitou nessa edição a reabertura da Biblioteca Parque do Alemão, fechada desde 2016. Outra atração de sucesso foi a ocupação do Campo de Santana, que foi ligado por uma passarela à Biblioteca Parque Estadual, um projeto original de Darcy Ribeiro.
 
Flávia Tenório
Programação dos filmes em cartaz