Boa tarde!           Sexta 20/09/2019   12:57
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Saúde > Estresse facilita o Desenvolvimento de Doenças Periodontais
Estresse facilita o Desenvolvimento de Doenças Periodontais
Dentista explica que as alterações no organismo comprometem o sistema imunológico e a capacidade de regeneração da gengiva.

03/09/2019 - 20:30 - O estresse tem reflexos negativos em todo o organismo e pode causar um verdadeiro estrago na boca. Entre as infecções oportunistas, ou seja, aquelas que se aproveitam de um ambiente favorável para se instalar, estão as doenças periodontais.

O periodonto é o conjunto de tecidos envolvidos na fixação do dente ao osso, incluindo a gengiva. O dentista do Instituto Rio, Márcio Marques, especialista em implantodontia osseointegrada, explica como os sintomas do estresse afetam a boca.

“O estresse causa a liberação de adrenalina, que leva à vasoconstrição, ou seja, reduz a quantidade de sangue circulando em pequenos vasos do corpo. O sistema imunológico fica deficiente e a capacidade de reparo tecidual diante de algum dano diminui. Isso deixa a pessoa mais propensa a doenças periodontais, que provavelmente não se instalariam se o organismo estivesse saudável”, diz Márcio Marques.

O dentista acrescenta que a relação entre o estresse e a doença periodontal é bem evidente. Ele afirma que detecta o problema com facilidade em pessoas que se tratam na clínica multidisciplinar Instituto Rio e lembra o caso de uma paciente idosa que teve o quadro de periodontite, antes controlado, agravado ao sofrer a perda do marido.

“Ela chegou no consultório reclamando dos incômodos. Quando a paciente contou o que estava passando, ficou claro porque o quadro estava tão agravado, já que ela era uma pessoa que fazia consultas regulares e cuidava bem da saúde”, lembra o especialista.

Para solucionar o problema, é essencial seguir as recomendações do dentista. Nos casos que envolvem o estresse, o tratamento ficará comprometido se a pessoa não combater a causa. Portanto, desestressar é fundamental.

Márcio Marques acrescenta que a pessoa estressada também pode ficar mais vulnerável às cáries. Elas se instalam com mais facilidade em quem desconta o estresse no consumo de doces.

“A cárie é causada por bactérias que se desenvolvem em maior número a partir do acúmulo de açúcar na boca. Fica fácil entender que quem recorre a uma bala ou um chocolate diante de qualquer situação estressante tem mais chances de ter cárie”, destaca o diretor do Instituto Rio.

O IR fica na Rua Marechal Deodoro, 119, salas 12 a 14, no Centro de Petrópolis. A clínica multidisciplinar também tem sede no município de Cabo Frio, na Av. Teixeira e Souza, no 2.277, sobreloja, no Braga. Mais informações pelos telefones (24) 2231-0365 e (22) 2647-6242.

Foto: Márcio Marques, dentista com especialidade em implantodontia osseointegrada.
Programação dos filmes em cartaz