Boa noite!           Terça 25/06/2019   18:49
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Entretenimento > Eventos Permanentes > Programação da Biblioteca Rocambole para o Mês de Junho de 2019
Programação da Biblioteca Rocambole para o Mês de Junho de 2019
Programação

Dias 11 e 13

Hora do conto e exploração do acervo da Rocambole
Grupo de alunos de 6 a 8 anos e de, no máximo, 25 crianças.
14h às 15h: Contação de história do livro “O pote vazio”, de Demi, seguida da exploração de livros, jogos e fantoches da Biblioteca Rocambole.

Sinopse: O livro conta a história de um imperador que procurava um sucessor. Por gostar muito de flores, decidiu entregar a cada criança do reino uma semente para que pudessem cultivar a mais bela flor. Quem conseguisse realizar tal feito levaria o trono. Para a surpresa do menino Ping, que também adorava flores, a sua não brotou. O fim, entretanto, é surpreendente, pois estimula a verdade, que sempre deve estar à frente de qualquer tipo de vaidade.

Demi nasceu em Cambridge, Massachusetts. É ilustradora e autora de mais de 300 livros infantis, incluindo biografias de Jesus, Buda e Dalai Lama, bem como lendas populares como O Pote Vazio e Liang e o Pincel Mágico. Estudou artes no Instituto Allende, em Guanajuato, no México; na M. S. University em Baroda, na Índia; e no China Institute For Arts,em Nova York. Mas foi seu marido Tze-Si Huang quem lhe apresentou a religião, o folclore, a cultura antiga e a história da China. Recebeu diversos prêmios pelo seu trabalho, entre eles o Prêmio Christopher, que reconhece indivíduos cujo trabalho faz uma diferença positiva no mundo, e o Prêmio Livro do Oriente Médio.

Dia 12

Hora do conto e oficina criativa
Grupo de alunos de 3 a 5 anos e de, no máximo, 25 crianças.
14h às 15h: Contação de história do livro “Bibi e a natureza”, de Alejandro Rosas, seguida de oficina criativa.

Sinopse: Bibi vai ao parque com os pais e o primo Artur, em um domingo de sol. Lá eles têm a sensação de que estão no campo, mesmo passeando bem no centro da cidade. Depois da descoberta de que o ar e a água são muito importantes para os seres vivos, Bibi e Artur tomam uma importante decisão!

Alejandro Rosas nasceu na Patagônia Chilena. Ao longo da vida aprendeu muito sobre animais, frio, céu, terra e planetas. Estudou Belas Artes na capital, Santiago, e hoje, casado com uma brasileira, mora na Espanha e têm três lindas filhas, nas quais são inspiradas as histórias da coleção Bibi.

Dia 18

Hora do conto e exploração do acervo da Rocambole
Grupo de alunos de 4 a 6 anos e de, no máximo, 25 crianças.
14h às 15h: Contação de história do livro “Severino faz chover”, de Ana Maria Machado, seguida da exploração de livros, jogos e fantoches da Biblioteca Rocambole.

Sinopse: Severino morava numa terra muito seca, muito árida e por isso mesmo muito triste. Tudo lá estava murcho, menos a magia e a esperança de um garoto, que percebeu desde cedo que com disposição, união e boa vontade, o mundo pode se tornar muito melhor. Este texto de Ana Maria Machado é uma lição de confiança na capacidade que todos temos de resolver os problemas do dia-a-dia. Através da arte, da criatividade, da magia e de muita brincadeira, Severino e seus amigos conseguiram o que parecia impossível: fazer chover!

Ana Maria Machado jornalista e escritora carioca (1941), recebeu o prêmio Hans Christian Andersen (2001), considerado o Nobel da literatura infanto-juvenil. É autora de mais de 100 títulos, alguns deles publicados em 17 países. Formada em Letras, lecionou na UFRJ e PUC. Trabalhou na revista Elle, em Paris, na BBC de Londres e em várias revistas e jornais brasileiros. Também se notabilizou pela sua produção de literatura para adultos e ocupa a cadeira número 1 da Academia Brasileira de Letras.

Dia 19

Hora do conto e oficina criativa
Grupo de alunos de 7 a 9 anos, e de no máximo, 25 crianças.
14h às 15h: Contação de história do livro “Tenho monstros na barriga”, de Tonia Casarin, seguida de oficina criativa.

Sinopse: A obra narra a história de Marcelo, um menino que sente “várias coisas” na barriga e não sabe o que significa. Quando descobre que são sentimentos, Marcelo resolve chamá-los de monstrinhos. Ao longo da história, o menino narra os seus sentimentos e mostra oito monstrinhos: Alegria, Tristeza, Raiva, Medo, Coragem, Curiosidade, Orgulho e Ciúmes.

A página seguinte de cada sentimento é um espaço de interatividade, onde as crianças, junto com pais e/ou professores, dizem em que momento elas também sentiram aquele sentimento, com a possibilidade ainda de brincar com a imaginação, desenhando o seu próprio monstrinho. Com isso, o livro busca aumentar a consciência dos sentimentos, aproximando as crianças dos seus pais e professores.

Tonia Casarin formou-se em Administração pela PUC-Rio, em 2007, e é mestre em Educação pelo Teachers College em Columbia University, em Nova York, Estados Unidos. Já atuou no setor público, como na prefeitura do Rio de Janeiro e no governo do Estado do Rio, e privado. É professora de pós-graduação do Instituto Singularidades de São Paulo, consultora em Educação e trabalha em parceria com Stanford University em projetos de FabLearn Lab, no Rio de Janeiro.

Dias 25 e 27

Hora do conto e exploração do acervo da Rocambole
Grupo de alunos de 4 a 6 anos e de, no máximo, 25 crianças.
14h às 15h: Contação de história do livro “Mora pegou catapora”, de Alexandre Azevedo, seguida da exploração de livros, jogos e fantoches da Biblioteca Rocambole.

Sinopse: Depois de cinco dias de chuva sem parar, Mora estava doidinha de vontade de brincar na rua. Bateu na porta da casa da Samanta, depois na casa do Guido, do Eduardo, da Ana Maria, do Clemente... e nada. Que estranho! Não havia ninguém para brincar. Mais tarde, os amigos da vila foram chama-la e, desta vez... Você é capaz de adivinhar o que aconteceu com a Mora?

Alexandre Azevedo nasceu em Belo Horizonte (MG), mas reside há muito tempo em Ribeirão Preto (SP), onde é professor de literatura e escritor. É autor de mais de 110 obras, publicadas por diversas editoras, entre elas podemos citar: “Você já viu?”, “A banda da floresta”, “O colecionador de infinitos” e “O trompetista na tempestade”, obra premiada com o selo Altamente Recomendável pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, em 2016.

Dia 26

Hora do conto e oficina criativa
Grupo de alunos de 5 a 7 anos e de, no máximo 25 crianças.
14h às 15h: Contação de história do livro “O chapéu maravilhoso de Mila”, de Satoshi Kitamura, seguida de oficina criativa.

Sinopse: Quando Mila descobre não ter dinheiro para pagar o lindo chapéu que chamou sua atenção em uma vitrine, o vendedor oferece um perfeito substituto. E este com um preço pequenininho! Um chapéu imaginário, que pode ter qualquer cor, tomar qualquer forma. Para isso, Mila precisa apenas dar asas à imaginação. E logo a menina caminha pela rua com um belo chapéu-pavão, um chapéu-fonte, até um chapéu-bolo! Um acessório nunca foi tão divertido e criativo!

Satoshi Kitamura nasceu em Tóquio, Japão, em 1956. Aos 19 anos começou a fazer trabalhos como ilustrador de anúncios e de revistas. Em 1979, se mudou para Londres, onde trabalhou criando cartões. Depois passou a ilustrar livros e a escrever suas próprias obras. Já publicou mais de 20 livros de autoria própria e ilustrou várias obras de outros autores, tendo sido premiado mais de uma vez por suas criações.

Todos os eventos da programação devem ser agendados previamente através do no (24) 2233-0345 (Setor de Educação), de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 18h. A programação mensal de atividades da Biblioteca Rocambole e outras informações relativas ao seu funcionamento podem ser acessadas no Blog da Biblioteca: http://bibliotecarocambole.blogspot.com
Programação dos filmes em cartaz