Boa tarde!           Sexta 28/02/2020   14:15
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Meio Ambiente > Grupo de Trabalho discute conservação do Sagui-da–Serra-Escuro
Grupo de Trabalho discute conservação do Sagui-da–Serra-Escuro
Aurita será bandeira de mais de cem espécies ameaçadas

11/04/2019 - 19:14 - O grupo de trabalho que discute a preservação do sagui-da-serra-escuro (callithrix aurita) se reuniu na última segunda-feira (08/04), no salão paroquial da Igreja Nosso Senhor do Bonfim em Corrêas. O objetivo do encontro foi traçar ações norteadoras para a conservação da espécie, destacando questões voltadas para a pesquisa e educação ambiental com estratégias de comunicação e sensibilização multissetorial.

O grupo foi formado após debate realizado no dia 25 de fevereiro na Câmara Municipal, uma iniciativa do pesquisador e primatologista, Dr. Rodrigo Salles de Carvalho – coordenador do Programa de Educação Ambiental da ONG PREA, junto ao vereador Silmar Fortes (MDB). Na ocasião, especialistas locais e internacionais relataram seus exemplos de sucesso na conservação de espécies em risco de extinção em várias regiões do planeta.

O sagui-da-serra-escuro enfrenta altos níveis de fragmentação em seu habitat, com isolamento das populações e ameaças cada vez mais intensas das espécies de saguis invasoras, que causam competição e hibridação.

Entre as diversas ações propostas durante a reunião está a apresentação da realidade do aurita para as comunidades escolhidas para iniciar o processo (Bonfim e Meio da Serra), com o objetivo de sensilbilizar a população local e causar empatia e participação na preservação da espécie.

Alessandro Antunes, turismólogo e coordenador de educação ambiental do PREA, ressaltou que o aurita será a espécie bandeira de outras cem ameaçadas.

“Durante o encontro de trabalho e workshop realizado no Bonfim ficou muito claro o sentimento de união e de somar esforços para a causa da conservação do aurita, que está entre uma das 25 espécies de primatas mais ameaçadas do mundo, porém possui pouca visibilidade e por isso vamos usar tanto a pesquisa, para incrementar e chegarmos a soluções mais viáveis, e também a educação ambiental, para promover essa visualização de que Petrópolis tem uma espécie ameaçada de extinção. A Secretaria de Educação sinalizou que também outras cem espécies serão alvo da conservação, por ter como bandeira o aurita”.

O encontro contou com a presença de Representantes do Parque Nacional da Serra dos Órgãos - ICMBio, Área de Proteção Ambiental de Petrópolis - ICMBio, Secretaria Municipal de Educação, Vigilância Ambiental em Saúde,  ONG PREA,  Refúgio de Vida Silvestre da Serra da Estrela- INEA e Rebio Araras - INEA, Associação  dos produtores Rurais do Bonfim,  Superintendência Regional do Piabanha - Suppib/Inea e Câmara Municipal de Petrópolis (vereador Silmar Fortes).

O grupo volta a se reunir no dia 30 de abril na Casa de Educação Visconde de Mauá.
Programação dos filmes em cartaz