Boa noite!           Quarta 27/10/2021   18:35
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Música > Música e Bate-papo marcam o Lançamento do projeto “Conversas Musicais” na Casa da Educação Visconde de Mauá
Música e Bate-papo marcam o Lançamento do projeto “Conversas Musicais” na Casa da Educação Visconde de Mauá
Clássicos do jazz tocados por Garrido, Depoli e d'Avila Trio

22/05/2018 - 17:29 - Quem visitou a Casa da Educação Visconde de Mauá nessa terça-feira (22.05) teve a oportunidade de conhecer a improvisação e os arranjos diferenciados tão característicos do jazz, manifestação artística-musical originária de Nova Orleans, nos Estados Unidos. Músicas de compositores brasileiros que se dedicaram ao jazz, como Moacir Santos, foram apresentadas para alunos e professores da Casa da Educação pelo trio Garrido, Depoli e d'Avila, durante o lançamento do projeto “Conversas Musicais”.

Quinzenalmente, alunos que participam de oficinas e cursos na Casa poderão prestigiar apresentações musicais diferenciadas e tirar dúvidas com os artistas. “Temos na Casa da Educação cerca de 300 alunos que participam das aulas de música, como violão, canto e violino e, para que eles possam conhecer o universo musical através dos próprios músicos, criamos esse projeto. A estreia foi sensacional. Os músicos conversaram com os alunos sobre o jazz e suas influências”, explicou a diretora da Casa da Educação, Catarina Maul.

A apresentação de estreia foi comandada por Rodrigo d’Ávila, Yuri Garrido e Felipe Depoli e contou com a participação especial de Carlos Watkins. A mediação foi realizada pelos professores da Casa da Educação, Norton Ribeiro e Lucas Gotelip. “Temos sempre que tocar e mostrar para essas crianças e adolescentes o valor das grandes criações musicais e os brasileiros que se tornaram referência no mundo artístico”, disse o maestro Rodrigo d’Ávila.

O barítono, contrabaixo elétrico, guitarra e bateria completaram o cenário da apresentação. “No Brasil, o jazz teve improvisações na harmonia e arranjos e daí, surgiram grandes composições. A principal característica é a improvisação. Os músicos comandam verdadeiramente as apresentações e essa foi a mensagem passada para os alunos”, completou, Felipe Depoli.

A intenção do projeto “Conversas Musicais”, segundo Catarina Maul, é que os alunos tenham contato com biografias, movimentos musicais e instrumentos. “Um bate-papo informal com direito a um show à parte, tudo isso constitui uma oportunidade diferente para esses alunos. Músicos petropolitanos e de fora da cidade serão convidados para participar desse projeto”.

Jonas Nunes Brás tem 12 anos e é aluno da EM Johann Noel. Na Casa da Educação participa das aulas de desenho e canto e, nesse ano, decidiu aprender a tocar violão, incentivado pelos pais. “Meus pais sempre tentam me mostrar o valor que a música tem na nossa vida, por isso, minha paixão pelos instrumentos é tão grande. Aprendi muita coisa nas aulas de violão e canto e, além de querer ser desenhista profissional, também quero ter minha banda. Adoro as aulas”, disse Jonas, acrescentando a alegria de ter participado do bate-papo com os músicos petropolitanos “Muito interessante esse encontro. Nunca participei de nada parecido. Aprendi muito e agora, quero aprender ainda mais sobre música e principalmente, conhecer outros clássicos do jazz”.

As apresentações do projeto “Conversas Musicais” ocorrerão quinzenalmente. O projeto foi criado por Catarina Maul e dos professores Lucas Gotelip e Norton Ribeiro.

“A ideia é a de conversar sobre os instrumentos, a música, a profissão e a cena musical de Petrópolis”, explicou o professor de história Norton Ribeiro.
Programação dos filmes em cartaz