Boa noite!           Terça 30/11/2021   18:28
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Saúde > Prefeitura fortalece Campanha Xô Mosquito nas Comunidades
Prefeitura fortalece Campanha Xô Mosquito nas Comunidades
Durante o Carnaval, agentes de endemias irão panfletar e orientar a população na Praça da Liberdade de 11 às 19h

08/02/2018 - 16:47 - A Secretaria de Saúde está fortalecendo junto à população, a divulgação da iniciativa “10 minutos contra o Aedes aegypti”, onde os moradores cumprem um roteiro de inspeção nos quintais das residências a fim de eliminar os possíveis criadouros do mosquito. Após o resultado do primeiro Levantamento de Índice Rápido para o Aedes aegypti (LIRAa) de 2018, que apontou 56 residências com criadouros positivos, a Saúde está unindo forças entre as equipes a fim de fortalecer a conscientização da população sobre a prevenção da Dengue, Zika e Chikungunya.

O secretário de Saúde, Silmar Fortes, convocou as equipes para atuação imediata nos bairros – Quitandinha, Independência, Meio da Serra, Chácara Flora, Vila Felipe, Bingen, Capela, Provisória, Floresta, Mosela, Retiro, Alto da Serra, Caxambu, Quissamã, Boa Vista e Cascatinha, regiões com criadouros positivos do mosquito. Este ano, o verão está mais chuvoso, o que proporcionou o aumento do número de criadouros.

Mesmo após a realização do LIRAa, a Vigilância Ambiental continua analisando as larvas de mosquitos encontrados nas visitas de rotina dos agentes de endemias.

“Esse é o momento de unirmos forças, para que juntos, possamos reduzir esse número de criadouros e assim impedir o mosquito de nascer. A dengue é uma doença grave que pode levar a morte. Vamos reforçar a campanha Xô Mosquito intensificando os dez minutos contra o Aedes aegypti. A população deve permanecer vigilante às suas casas, vizinhos e comunidade”, afirma Silmar Fortes.

Dez minutos contra o Aedes Aegypti

A iniciativa “Dez minutos contra Aedes aegypti” promove ações semanais da população dentro de suas residências, de apenas 10 minutos, para limpeza dos principais criadouros do mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya que se reproduz dentro e ao redor das casas.  A diretora da Vigilância em Saúde, Elisabeth Wildberger explica que a campanha foi criada com base nas características da biologia do Aedes aegypti: como o mosquito leva de 7 a 10 dias para chegar de ovo à fase adulta, basta que a população elimine os criadouros de sua casa uma vez por semana.

“Agindo uma vez por semana na limpeza de calhas, vasos de plantas, potes de água dos animais domésticos, eliminando potes e pneus ou qualquer objeto que possa acumular água, a população interfere no desenvolvimento do vetor. Com uma ação semanal, é possível impedir que ovos, larvas e pupas do mosquito cheguem à fase adulta, freando a transmissão dessas doenças. Estamos preparando os informativos para que os agentes de Saúde também possam levar a informação dos 10 minutos nas comunidades onde atuam”, anuncia.

Xô Mosquito no Carnaval

Para ampliar a divulgação da campanha Xô Mosquito, os agentes de endemias farão abordagens e distribuição de panfletos junto aos foliões no carnaval. De sábado, dia 10, a quarta-feira, dia 14 de fevereiro, as equipes da Vigilância Ambiental atuarão na Praça da Liberdade de 11 às 19h e na feira Deguste no sábado (10.02) na Praça da Águia. A meta da prefeitura é combater os focos do Aedes Aegypti

A coordenadora da Vigilância Ambiental, Maria Beatriz Pellegrini, explica que as ações preventivas serão reforçadas e já estão sendo realizadas constantemente pelos agentes de endemias em diversos bairros do município.  A prefeitura busca manter a redução dos casos da doença que no último verão registrou apenas 33 casos de dengue – uma redução de quase 96% no número de casos frente aos dados de 2016.

“Nossa ação é educativa e estamos em busca de multiplicadores que nos ajudem a conscientizar toda a comunidade sobre a importância de se acabar com os focos do mosquito. A ação do Carnaval será importante para divulgarmos os dez minutos contra o aedes que são ações simples que a pessoa pode fazer em casa tendo atenção aos objetos deixados no quintal. Quando chove, todos esses espaços podem se tornar um criadouro do mosquito então é preciso atenção e cuidado”, avalia Maria Beatriz Pellegrini.
Programação dos filmes em cartaz