Bom dia!           Sábado 28/11/2020   08:01
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Direito de Todos > Prefeitura intensifica divulgação de cadastro para manutenção do BPC do idoso
Prefeitura intensifica divulgação de cadastro para manutenção do BPC do idoso
Prefeitura intensifica divulgação para 2,7 mil idosos residentes na cidade

26/12/2017 - 17:07 - A prefeitura está intensificando a divulgação do cadastro no Cadúnico para os beneficiados do BPC - Benefício de Prestação Continuada. O Ministério de Desenvolvimento Social (MDS) determinou que idosos e pessoas com deficiência realizem o cadastro para manter o recebimento da renda concedida pelo INSS.

Apesar do prazo de inscrição ter sido prorrogado para dezembro de 2018, a Secretaria de Assistência Social está mobilizando as equipes dos Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) para realizar uma busca junto às comunidades, uma vez que em Petrópolis, 90% dos idosos, ou seja, 2,7 mil pessoas ainda precisam realizar o cadastro.

O Ministério de Desenvolvimento Social (MDS) mudou em janeiro as regras de recebimento e inclusão do BPC que atualmente exige o cadúnico como pré-requisito. A secretária de Assistência Social, Denise Quintella reforçar que a partir de janeiro, a divulgação do cadastro será realizada nas unidades de Saúde, escolas, centros comunitários além dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS).

“O benefício é destinado a idosos, com idade acima de 65 anos, ou pessoas com deficiências que recebem mensalmente o valor de um salário mínimo. Aproveitamos o momento de troca do sinal analógico para digital para divulgarmos o Cadúnico já que os cadastros para recebimentos dos kits eram feitos nos CRAS. Então iremos intensificar a divulgação para que os beneficiados compareçam nos CRAS com antecedências para realizar o Cadúnico com tranquilidade”, explica a secretária de Assistência Social, Denise Quintella.

Para ter direito ao benefício, é necessário ter renda familiar per capta inferior a um quarto de salário mínimo vigente. Por ser um benefício assistencial, não é necessário ter contribuído ao INSS para ter direito ao BPC. A inscrição no Cadastro Único, além de manter o BPC, permite o acesso a vários outros programas sociais, como a Tarifa Social de Energia Elétrica e a Carteira do Idoso.

O aposentado Ademir Queiróz de 65 anos é morador do Bairro da Glória e aproveitou o intervalo entre o Natal e Ano Novo para buscar atendimento no CRAS de Corrêas e realizar o agendamento do Cadúnico.

“Eu nem conhecia o Cadúnico e já vou aproveitar para fazer a minha carteira do idoso e da minha esposa. Vou levar o folheto para casa para mostrar aos meus filhos pois pode ser que eles possam ter direito a algum benefício”, disse.

A psicóloga do CRAS Corrêas, Flávia Cristina Gaiofatto de Araújo informa que durante a entrevista para inscrição no Cadúnico são identificados que benefícios e que tipo de assistência a família pode receber na unidade.

“Por lei, idosos a partir dos 65 anos e pessoas com deficiência de qualquer idade podem receber um salário mínimo mensal do INSS (sem 13º salário), mesmo sem nunca terem contribuído para a Previdência Social, então com o Cadúnico, eles também poderão ser inscritos em outros programas que não tinham conhecimento como a tarifa social de energia elétrica”, afirma.

Quem pode fazer

Para fazer o cadastramento, o responsável familiar deve ter mais de 16 anos e não precisa ser o beneficiário do BPC/Loas. Basta que more na mesma casa do titular e divida as responsabilidades com despesas e renda.

Nos Cras

O responsável precisa procurar um posto do Cadastro Único e do Bolsa Família localizado no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) mais próximo de sua casa. O cadastro deve ser feito, preferencialmente, no mês de aniversário do beneficiário. Mas, caso a data do aniversário já tenha passado, a família deve buscar o cadastramento o mais rapidamente possível.

Documentos

É importante frisar que os números de CPF de todos os integrantes da família deverão ser registrados no Cadastro Único para permitir a identificação do beneficiário e de sua família no momento da avaliação do benefício pelo INSS.

Dados atualizados

Famílias de beneficiários do BPC/Loas já inscritas no Cadastro Único deverão atualizar seus dados sempre que houver modificações, como mudança de endereço e alteração na composição familiar, ou, ainda, no prazo máximo de até dois anos. A desatualização do cadastro do governo federal poderá levar à suspensão do benefício.
 
Os Centros de Referências de Assistência Social estão localizados nos bairros:

 CRAS Quitandinha

Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira a sexta-feira, sem horário de almoço - Rua Alagoas, s/nº – Quitandinha.

 CRAS Centro

Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira a sexta-feira, sem horário de almoço – Rua Dr. Sá Earp, nº 39 – Centro.

 CRAS Retiro

Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira a sexta-feira, sem horário de almoço - Rua Henrique Dias, 221 – Retiro.

 CRAS Posse

Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira a sexta-feira, sem horário de almoço - Estrada União e Indústria, S/N, ao lado do CIEP Gabriela Mistral (CEU da Posse).

 CRAS Corrêas

Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira a sexta-feira, sem horário de almoço. Rua Vigário Correa, 443 – Corrêas.

 CRAS Vale do Carangola

Horário de funcionamento: das 7h30 às 16h30, de segunda-feira a sexta-feira, sem horário de almoço. Rua Waldemar Vieira Afonso, 19 – Antiga ONG - Vale do Carangola.

 CRAS Itaipava

Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira a sexta-feira, sem horário de almoço. Estrada União e Indústria, 11.860 – Itaipava.

 CRAS Madame Machado

Horário de funcionamento: das 8h às 17h, de segunda-feira a sexta-feira, sem horário de almoço. Rua Geraldo Lourenço Dias, s/nº (ponto final do ônibus 704) – Madame Machado.
Programação dos filmes em cartaz