Boa noite!           Domingo 05/04/2020   19:25
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Esporte e Lazer > Prefeitura de Trajano aposta no Ecoturismo como Oferta para atrair mais Desenvolvimento
Prefeitura de Trajano aposta no Ecoturismo como Oferta para atrair mais Desenvolvimento
05/11/2017 - 12:50 - Para quem ama trilhas, caminhadas ecológicas, o município de Trajano de Moraes possui lugares maravilhosos para a prática dessas atividades. A trilha que passa pela localidade de Leitão da Cunha, por exemplo, antiga estrada de ferro, é um local que oferece ar puro, cachoeiras, e ideal para quem gosta de estar mais perto da natureza. Neste sábado (4), de feriado prolongado, uma turma animada botou o pé na estrada e fizeram um trajeto de mais de 20 quilômetros.
 
Logo cedo eles saíram de Trajano de Moraes com destino ao distrito de Triunfo – área pertencente à cidade vizinha Santa Maria Madalena. No local eles seguiram pela trila da antiga linha ferra, com destino a divisa dos municípios. No caminho mato, flores, corredeiras, ar puro e muito, mas muito ânimo para percorrer um longo e extenso trajeto de subida e descidas.
 
Trajano de Moraes, conta com trilhas para visitação e outros atrativos. “As trilhas têm como característica principal o contato e o conhecimento da natureza, bioma raro hoje em dia, devido às queimadas que tem tomado conta do cenário em nossa região. Aqui em Trajano, pretendemos fazer as trilhas serem umas das principais atividades de uso público no desenvolvimento das práticas do ecoturismo para fins de recreação, turismo, esportes de aventura, educação e lazer”, disse a secretária municipal de Assistência Social Juliana Esteves Viana, que também participou da caminhada.
 
A operacionalização destas trilhas é feita pela equipe da Guarda Ambiental da prefeitura de Trajano de Moraes. “Mais de 20 pessoas participaram dessa trilha. O que encontramos pelo caminho foi disposição, um olhar diferente para a natureza, uma conscientização urgente que precisa ser feita enquanto ainda temos verde a nossa volta e uma melhorar na qualidade de vida. Quero aproveitar e agradecer as pessoas envolvidas nessa caminhada. Na pessoa do Anderson Poubel, eu agradeço a todos os demais envolvidos na organização – obrigada!”, disse Juliana.
 
Conforme a caminhada ganhava passos largos, era possível avistar boa parte da vegetação nativa do local e um retrato do passado como os túneis de pedra, pontes de ferro, e passagens. O nível de dificuldade da caminhada é baixo para médio, ou seja, não oferece risco por ser um local que não força muito o participante. Para os sedentários ou para as pessoas que praticam esportes somente aos finais de semana, ou de vez em quando, as subidas não comprometem o resultado final. “Esta tudo muito bom. Espero que tão logo tenhamos outras caminhadas dessa”, disse Tiago Pecly.
 
A estrada por onde foi traçada a caminhada é datada nos registros antigos como sendo construída antes de 1879, ou seja, há 128 anos. “Neste lugar a gente volta a um passado onde muita gente passou por aqui de trem como pudemos ver a ponte construída toda em tijolos maciços. O dia da extinção do trem na região foi 31 de março de 1963, ou seja, há 54 anos. E até hoje o túnel de tijolos por onde corre um riacho esta de pé”, observou Juliana Esteves.
Programação dos filmes em cartaz