Boa noite!           Quarta 20/10/2021   23:57
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Música > Escolas e alunos da Casa da Educação participam do último dia de apresentações do Brasil Musical
Escolas e alunos da Casa da Educação participam do último dia de apresentações do Brasil Musical
Temas foi "A História do Brasil através da MPB e Músicas Infantojuvenis dos anos 80 e 90”

03/10/2017 - 16:48 - Clássicos de Chico Buarque, Cazuza e Legião Urbana ilustraram as apresentações desta terça-feira (03.10) no último dia do projeto Brasil Musical 2017. Sete escolas da rede municipal além dos alunos que participam das aulas de violino, canto e flauta da Cia Musical Maestro Guerra Peixe e do Coral das Princesas de Petrópolis também participaram do evento.  Nesse ano o projeto contou com a apresentação de 37 unidades, entre escolas e Centros de Educação Infantil.

O Brasil Musical ocorre na rede municipal há mais de 15 anos.  Promovido pela Secretaria de Educação, por meio da Casa da Educação Visconde de Mauá, tem como objetivo valorizar o desenvolvimento intelectual no processo de aprendizagem integrada. Nesse ano, as escolas trabalharam os temas "A História do Brasil através da MPB e Músicas Infantojuvenis dos anos 80 e 90”. 

“Foi emocionante ver a criatividade e o desempenho das crianças no palco do Theatro Dom Pedro. Para muitas delas, uma oportunidade única de estar naquele famoso palco. A dedicação das diretoras e professoras faz toda a diferença para o sucesso do projeto. Estão todos de parabéns. O mais importante é que o Brasil Musical não é uma competição. Todas as escolas são homenageadas”, explica o secretário de Educação, Anderson Juliano.

Na edição 2017, os Centros de Educação Infantil apresentaram releituras de clássicos como Balão Mágico, Xuxa e Bia Bedran. Já as escolas que atendem os alunos do ensino fundamental usaram Cazuza, Legião Urbana e clássicos da MPB para estimular os alunos a estudar a história da música.

Nessa terça-feira (03), ocorreram as apresentações: Coral das Princesas de Petrópolis, com músicas de Chico Buarque; E.M Jorge Amado, com “Alegria, Alegria” de Caetano Veloso; E.M Luiz Carlos Soares, com o Rap da Felicidade; Ciep 474 Maestro Guerra Peixe, com músicas de Cazuza; Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio, com sucessos do rock dos anos 80; E.M Josemar Contage, com Boneca de Lata, Tumba La na Tumba e Remexe; Escola Municipalizada Santa Therezinha com “Que país é esse” de Legião Urbana e Cia Municipalizada Maestro Guerra Peixe, com “Lá vem o pato”, cantado pelos alunos da turma infantil de violino, “Coração de papelão”, com os alunos da canto e “Aquarela”, com as crianças da turma de flauta e violino. 

Neste ano, uma apostila de orientação foi elaborada pela professora Catarina Maul, diretora da Casa da Educação e responsável pelo projeto, juntamente com o professor e historiador Norton Ribeiro e Jaqueline Valle, com o objetivo de orientar as diretoras sobre o trabalho com os alunos. Vale destacar que todas as escolas participantes receberam troféu de participação.

“Esse projeto é maravilhoso. Os alunos gostam muito e se destacam nas artes. Após começarem os ensaios, eles melhoraram o comportamento, ou seja, o estudo sobre as artes auxilia também o pedagógico. Eles ficam motivados e nós, professores, nos aproximamos deles também”, contou Lídia José Silva, professora.

“As escolas se empenharam muito este ano. Agradeço a equipe da Casa da Educação que acompanhou o projeto nesse ano. Trabalhamos com os alunos esse tema tão importante que é a história da música. A música muda a nossa vida, nos motiva e esse projeto realiza um resgate cultural muito rico. Foi emocionante”, contou Catarina Maul, diretora da Casa da Educação e idealizadora do Brasil Musical.
Programação dos filmes em cartaz