Boa tarde!           Sexta 28/02/2020   16:13
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Meio Ambiente > Boletim – Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias dia 22/08
Boletim – Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias dia 22/08
22/08/2017 - 17:17 - A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias interditou as duas casas atingidas pelo deslizamento de terra que aconteceu nesta segunda-feira (21.08) na Rua Alberto Pullig, no Bela Vista. Na ocasião, duas mulheres, de 87 e 67 anos, ficaram soterradas. As duas foram resgatadas com vida e levadas pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital Santa Teresa. No início da tarde de hoje, o Hospital confirmou a morte da idosa, de 87 anos. A filha dela, de 67, permanece internada. Ontem à noite, outros dois imóveis haviam sido isolados, mas após a vistoria feita nesta terça-feira ambos foram liberados. A equipe técnica da Defesa Civil segue no local analisando as possíveis causas do deslizamento.
 
“Os nossos geólogos seguem analisando as causas do acidente. A obra próxima ao local do deslizamento não tem relação com o acidente, já que acontecia do outro lado do talude”, explica o diretor técnico e operacional da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias, Ricardo Branco.
 
Uma equipe da Secretaria de Assistência Social esteve no local do desabamento na manhã desta terça-feira (22) e vem acompanhado as famílias para prestar a assistência de acordo com a necessidade iniciais dos ocupantes do imóvel atingido. A família ainda aguarda o laudo da Defesa Civil para saber se o local será interditado ou deverá passar por obras de contenção. 
 
Nas últimas 24 horas, o maior índice pluviométrico foi registrado na Rua João Xavier, onde choveu 32 milímetros. No mesmo período, no Duques, choveu 28. Neste momento, a Defesa Civil permanece em estágio de atenção, já que existe registro de chuva em algumas regiões da cidade desde cedo. A previsão, segundo o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), é de muito frio e chuvas fraca na Região Serrana. A Defesa Civil orienta a população a ter atenção, caso a chuva seja contínua, em função dos acumulados que deixam o solo encharcado.
 
“É importante que o morador sinalize qualquer problema na estrutura do imóvel ou de movimentação do solo no momento da chuva. Nossas equipes seguem de prontidão para atender qualquer emergência na cidade”, afirmou o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz.
 
Caso apareça algum sinal de instabilidade na casa ou no terreno, o morador deve ligar para o telefone 199 e pedir uma vistoria preventiva da Defesa Civil. A ligação e o serviço são gratuitos.
Programação dos filmes em cartaz