Boa tarde!           Sexta 28/02/2020   16:42
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Meio Ambiente > Meio Ambiente multou 17 pessoas por casos de maus-tratos em dois meses
Meio Ambiente multou 17 pessoas por casos de maus-tratos em dois meses
Mais um caso foi registrado essa semana no Roseiral

Equipes da coordenadoria de Bem-estar seguem acompanhando os casos em que aconteceram as multas
 
17/08/2017 - 16:18 - O setor de fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente, em apoio à Coordenadoria de Bem-estar Animal, multou 17 pessoas por casos de maus-tratos a animais nos meses de junho e julho. Em todas as ocasiões os responsáveis já haviam sido orientados sobre quais as medidas deveriam ser adotadas e não cumpriram as determinações. Nesta semana, na terça-feira (15.08), mais um registro aconteceu no Roseiral. Um homem criava galinhas, cachorros e gatos de forma inapropriada. Após as multas, as equipes da coordenadoria de Bem-estar Animal (Cobea) acompanham os casos para garantir o cuidado adequado ao animal.

“Os animais estavam fugindo para a Estrada União e Induútria, colocando em risco a vida dos motoristas e dos próprios animais. Nossa equipe já havia alertado o homem sobre esse risco e, por conta da recorrência, realizamos a multa”, explica o chefe do setor de fiscalização de Meio Ambiente, Miguel Fausto.

“Na maioria dos casos, as pessoas tentam se adaptar as exigências que são feitas. Por isso, antes de aplicar qualquer multa, buscamos o diálogo. A educação ambiental é a melhor maneira de tratarmos esses casos”, completa Miguel.

O veterinário da Secretaria de Meio Ambiente, Vitor Natan, explica que os maus tratos são configurados quando os animais sofrem ações diretas ou indiretas capazes de provocar privação das necessidades básicas. “Vai desde o abandono até mesmo a agressões. Minha primeira atitude é sempre pedir ao dono para se colocar no lugar do animal. Precisamos estar atentos a esses casos”, disse Vitor.

Para denunciar os maus-tratos a animais, qualquer pessoa pode fazer um Boletim de Ocorrência (BO) junto à delegacia mais próxima. O responsável deve ser identificado e seu endereço registrado. Outra maneira de denunciar é encaminhar o caso a Coordenadoria de Bem-estar Animal, pelo telefone: 2233-8180.
“Contamos com o apoio da população nestes casos. É importante a atuação em conjunto com os moradores, que podem denunciar sem ser necessária a identificação”, considera o secretário de Meio Ambiente, Fred Procópio. 
Programação dos filmes em cartaz