Boa tarde!           Domingo 28/11/2021   17:07
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Saúde > Prefeitura implanta Ambulatório para acabar com a Fila de Varizes
Prefeitura implanta Ambulatório para acabar com a Fila de Varizes
190 pessoas aguardam há mais de um ano para realizar procedimento

Escleroterapia com espuma densa será realizada no HAC a partir de setembro
 
17/08/2017 - 17:46 - Prefeitura implantará ambulatório para tratamento de varizes oferecendo técnica – sem cirurgia -  que elimina os vasos em até quatro aplicações a partir de setembro. A escleroterapia com espuma densa que antes estava disponível apenas em consultórios particulares será realizada pelo SUS no Hospital Alcides Carneiro. Em visita a unidade, o prefeito Bernardo Rossi acompanhado do secretário de Saúde Silmar Fortes, anunciou a implantação do ambulatório e nesta quinta-feira (17.08), a fim de proporcionar um tratamento contínuo aos pacientes e reduzir a fila de espera que reúne 190 pessoas aguardando há mais de um ano por cirurgias.

O ambulatório contará com duas salas equipadas com ultrassom e angiologistas atuando com média de dez pacientes por semana. A técnica europeia elimina os vasos em até 30 minutos e não é necessário o uso de anestesia. O paciente sai do ambulatório andando e com rotina de atividades normais.
Uma cirurgia de varizes demora em média 4 horas para ser realizada e geralmente o paciente precisa operar as duas pernas. O Hospital Alcides Carneiro realiza em média duas cirurgias por semana.
“A nossa preocupação não era só reduzir a fila e sim proporcionar um local adequado para tratamento e acompanhamento da doença. Essa doença é a 14ª causa de afastamento temporário do trabalho, mas quando ela vira uma úlcera, vira a 4ª maior causa. Uma vez eliminado o vaso não volta, mas sem o acompanhamento clínico novos vasos surgem já que é uma doença de herança genética em sua maioria”, avalia o prefeito Bernardo Rossi.

O secretário de Saúde, Silmar Fortes destaca que os procedimentos vasculares realizados nos primeiros seis meses deste ano já atingem 70% de toda produção do ano passado. Enquanto em todo ano de 2016 foram realizadas 261 cirurgias vasculares, no primeiro semestre deste ano 182 pessoas foram operadas. O aumento de atendimentos é ainda maior - e supera 86% - em relação às cirurgias de varizes. Nos primeiros seis meses deste ano 39 cirurgias foram realizadas, apenas seis a menos que o total de procedimentos realizados em todo ano passado - 45 cirurgias.
 
“Realizamos um procedimento inédito de aneurisma de aorta abdominal o que mostra o comprometimento e a expertise da nossa equipe de cirurgia vascular. Ainda aumentamos a nossa produção para cerca de 30 procedimentos por mês, implantando essa nova técnica reduzimos os riscos das cirurgias, tempo de internação e ocupação de leitos”, afirma Silmar Fortes.
 
Fila da ressonância magnética é reduzida pela metade

A prefeitura já reduziu pela metade a fila de espera para exames de ressonância magnética que na gestão passada chegou a ter 4.500 pessoas aguardando exame por mais de dois anos.  Duas frentes foram abertas para essa redução: colocar em funcionamento o aparelho de ressonância do Hospital Alcides Carneiro, parado desde janeiro de 2016, e aumentar o fluxo de exames para clínicas particulares do município.  São 2,5 mil pessoas que, em sete meses, realizaram os exames.

“O aparelho ficou parado um ano, concluímos a obra do Centro de Imagens do hospital e conseguimos realizar 1.014 exames com funcionamento inclusive aos sábados para ampliar o atendimento. A Saúde reorganizou os protocolos e fluxos de solicitação e encaminhou outras 1.486 pessoas para realizar o exame em unidades particulares conveniadas com o município. Nossa prioridade é finalizar a fila de espera, hoje com 2mil pessoas, em curto prazo”, afirma o prefeito Bernardo Rossi.

Crianças que nascerem no hospital já sairão com certidão de nascimento

A partir de setembro, as crianças que nascerem no Hospital Alcides Carneiro sairão da unidade com a certidão de nascimento emitida na hora e gratuitamente. A prefeitura e o Hospital Alcides Carneiro irão reativar a unidade interligada ao Cartório RCPN e Notas do 2º Distrito de Petrópolis. O serviço já funcionou no hospital, de 2005 a 2007, mas foi interrompido pela gestão anterior. Com a retomada da unidade, o HAC assume o pioneirismo na assistência às gestantes no município.

De janeiro a junho 1.841 gestantes deram à luz na unidade. Com uma média de 250 partos por mês, a maior maternidade do município com 48 leitos é referência em atendimentos às gestantes com gravidez de alto risco. A unidade conta ainda com 10 leitos de UTI neonatal. Em setembro, o HAC passará a oferecer mais uma facilidade às famílias com o registro de nascimento.

“A implantação do serviço foi viabilizada por cumprir os parâmetros da Lei Nº 7088 de 22 de outubro de 2015. Estamos dando um passo muito importante reativando esse serviço que vai ser de grande utilidade para as nossas gestantes e também àquelas que procuram o HAC para terem seus filhos e que são moradoras de outra cidade. Essas famílias também poderão registrar os filhos com a sua cidade de origem dentro do hospital com total comodidade e facilidade de acesso”, explica o secretário de Saúde, Silmar Fortes. 

Programação dos filmes em cartaz