Boa noite!           Segunda 26/06/2017   21:09
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Saúde > Dentista explica a importância do Protocolo de Medicamentos nas Cirurgias Odontológicas
Dentista explica a importância do Protocolo de Medicamentos nas Cirurgias Odontológicas
06/03/2017 - 17:58 - O protocolo para quem vai passar por uma cirurgia dentária, como o implante, inclui a administração de medicamentos, entre eles antibióticos e analgésicos. O objetivo é evitar complicações durante e após o procedimento, já que a cavidade bucal é naturalmente habitada por bactérias. Os cuidados com tudo que envolve o procedimento, além dos remédios, previne o surgimento de infecções e de desconforto para o paciente.

De acordo com o cirurgião dentista Márcio Marques, do Instituto Rio, é indicado tomar o analgésico horas antes do procedimento.

"A analgesia preemptiva, que consiste na administração do medicamento de maneira preventiva, faz com que o desconforto pós operatório seja menor do que quando o remédio é ingerido depois da cirurgia. Esse benefício é provado por protocolos de pesquisa", explica o dentista, acrescentando que o método pode, inclusive, eliminar o desconforto por completo, o que tornará desnecessária a ingestão do medicamento depois da cirurgia.

Já o antibiótico é administrado sempre antes e após o procedimento, que pode ser um implante, a retirada de um ciso ou até mesmo uma intervenção mais simples. O medicamento é indispensável porque tem a função de evitar o surgimento de infecções.

"A cirurgia é estéril, ou seja, todo o material utilizado é preparado para ficar livre de contaminação. Entretanto, existem contaminantes nativos da cavidade bucal. Os alimentos, por exemplo, são uma porta de entrada para as bactérias", esclarece Márcio Marques. Segundo o especialista, o remédio deve ser administrado durante uma semana após a intervenção cirúrgica. O protocolo pode incluir ainda a assepsia (limpeza específica para eliminar microorganismos) com enxaguatórios bucais ou gel, que devem ser prescritos pelo dentista.

No caso de diabéticos, hipertensos ou cardíacos, entre outras doenças crônicas, pode ser necessário suspender medicamentos utilizados nos tratamentos. A decisão deve ser tomada pelo dentista em conjunto com o médico, assim como a retomada do tratamento. Márcio Marques ressalta ainda que, para passar pela cirurgia odontológica, o paciente deve estar com o quadro controlado.

Sobre o Implante

A prótese sobre implante (fixa) é o método mais moderno e que oferece o melhor resultado anatômico e funcional quando se trata de reposição dos dentes. A colocação da prótese fixa exige um intervalo de seis meses entre a instalação do implante e da prótese na maxila (parte superior) e de quatro meses na mandíbula (parte inferior). Uma solução mais rápida é possível, em muitos casos, com a carga imediata, feita através do Protocolo de Branemark. A técnica, a mais moderna existente hoje, permite a reposição completa dos dentes em apenas três dias.
Spa Serra Morena