Boa noite!           Quarta 20/10/2021   04:51
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Música > Sociedade Artística Villa-Lobos recebe em junho o espetáculo Uma Tarde na Ópera - dia 25 às 17h
Sociedade Artística Villa-Lobos recebe em junho o espetáculo Uma Tarde na Ópera - dia 25 às 17h
21/06/2016 - 13:03 - A conceituada Sociedade Artística Villa-Lobos (SAV) recebe no sábado, dia 25 de junho, às 17h, no Theatro D. Pedro, em Petrópolis, os cantores Marina Considera, Ivan Jorgensen, Ciro d'Araújo e a pianista Eliara Puggina, em parceria com o produtor cultural Lauro Gomes, com o espetáculo Uma Tarde na Ópera. No programa, os compositores Giuseppe Verdi e Carlos Gomes.
 
Uma Tarde na Ópera - Mestre e seu sucessor
 
A parceria entre os cantores Marina Considera, Ivan Jorgensen, Ciro d'Araújo e a pianista Eliara Puggina foi proposta pelo produtor cultural Lauro Gomes. Nos anos 2011 e 2012, com produção da FINEP e direção de Lauro Gomes, diversos espetáculos líricos foram transmitidos pela Radio MEC-FM. Assim nasceu uma parceria artística que permanece até hoje.
 
No programa, serão apresentados trechos líricos dos dois maiores compositores de ópera do Brasil e da Itália.
 
Giuseppe Verdi revolucionou a ópera italiana - trabalhando primeiramente dentro dos ditames formais típicos do bel canto oitocentista, foi progressivamente criando um estilo extremamente pessoal e expressivo, porém nunca quebrando com a primazia da melodia, característica fundamental da ópera italiana. Sua influência foi imensa na geração de compositores que se seguiu, incluindo-se nela o brasileiro Antonio Cargos Gomes.
 
Carlos Gomes, maior compositor nacional de óperas e que completa esse ano 180 anos de nascimento e 120 anos de morte, compôs óperas no estilo italiano, inspiradas em Verdi - seu compositor favorito, porém com um toque pessoal tanto no âmbito harmônico quanto no âmbito melódico - com influência nítida da modinha portuguesa e elementos da música brasileira.
 
Porém essa influência não era uma via de mão única.  Carlos Gomes em seu Il Guarany também utilizou de elementos da Grand Opéra francesa que encontraram imenso sucesso com o público milanês, incluindo o famoso Ballet. Conta-se que Verdi, ao assisti-la, disse: "Questo giovane comincia dove finisco io!" - Este rapaz começa onde eu termino. No ano seguinte, Verdi estreia sua Aída, com alguns dos mesmos elementos.
 
MARINA CONSIDERA, soprano
 
Marina Considera é Mestra pela UFRJ e formada em Bacharel em Canto pela UNIRIO. Sua estreia foi em 2006 na Ópera “A Carta”, sob regência de Henrique Morelembaum. Desde 2007 até 2009, foi integrante do Opera Studio da Accademia Nazionale di Santa Cecília, sob orientação de Renata Scotto, Anna Vandi e Cesare Scarton. Durante sua estadia em Roma, cantou no Auditorium parco della Musica, na Fundação Tito Gobbi e no Teatro Stabile di Abruzzo. Em 2012, nos Concertos FINEP-Rádio MEC, protagonizou “Norma” de Bellini, “Maria Tudor”, de Gomes, e “La Forza Del Destino”, de Verdi. Com a OSB – O&R, estreiou no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, recebendo elogios da Critica especializada. Em 2013, foi Rossweisse na Opera A Valquíria no TMRJ, Rosália, na Opera Jupyra, no TMSP, e foi solista da Nona de Beethoven em Brasília, sob regência de Claudio Cohen em Brasília.  Também participou da Nona de Beethoven sob regência de Marin Alsop, a Quarta de Mahler, sob regência de John Neschling, O Stabat Mater de Rossini, sob regência de Marcelo Ramos e I Pagliacci, sob regência de Ira Levin.
 
IVAN JORGENSEN, tenor
 
Tenor carioca, integra o Coro do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Aperfeiçou-se em técnica vocal com Paulo Louzada. No Festival de Inverno de Petrópolis, protagonizou La Traviata, Die Zauberflöte e La Boheme. Pela UFRJ, participou das óperas La cambiale di matrimonio, Don Giovanni, Il maestro di musica e da estreia de O pagador de promessas. Integrou o Conjunto Vocal Calíope, com o qual atuou como solista na ópera O pescador e sua alma, de Marcos Lucas, e na Missa em Ré, de João de Deus Castro Lobo. Com a Cia Lírica cantou os protagonistas em La Traviata, La Boheme, Madama Butterfly, Attila, Faust e Gianni Schicchi. Protagonizou Elisir d'Amore no retorno do projeto Ópera do Meio Dia, no TMRJ.  Com a OSB cantou Il Re Pastore, Ariadne auf Naxos, Il pirata e O Rapto no Serralho e The Rake's Progress. No Theatro Municipal do Rio de Janeiro, atuou como solista em L´Orfeo, Maddalena, Petite Messe Solenelle, Rigoletto, Madama Butterfly e no concerto de comemoração dos 80 anos do Coro do TMRJ. Já atuou sob a regência de renomados maestros como Isaac Karabchtevsky, Henrique Morelembaum, Eugene Kohn, Tiziano Severini entre outros. 
 
CIRO D’ARAÚJO, barítono

Carioca, integrante do Coro do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, completou seus estudos musicais em nível de pós-graduação – Mestrado – na New World School of the Arts, em Miami, sob a orientação de Diana Soviero.
Estreou em ópera interpretando Alfio na Cavalleria Rusticana. Em 1999, participou do programa de jovens cantores da Florida Grand Opera. Retornando ao Brasil, atuou ainda nas óperas La Cambiale di Matriomonio, Die Zauberflöte, Don Giovanni e Arianna in Creta. 
Como solista de repertório sinfônico-coral, atuou na Fantasia Coral de Beethoven com a Orquestra Petrobras Sinfônica. Pela Cia Lírica, cantou La Traviata , Faust, Attila, Madama Butterfly e protagonizou Gianni Schicchi. Como solista com o Theatro Municipal do RJ, cantou nas temporadas de 2010 a 2014, nos espetáculos Magdalena, Roméo et Juliette, Tosca, Rigoletto, Billy Budd, Madama Butterfly e no concerto comemorativo dos 80 anos do Coro do Theatro municipal.
Já atuou ao lado de renomados solistas da cena lírica mundial tais como Dimitri Hvorostovsky, Sondra Radvanovsky, Sumi Jo, James Morris, Deborah Voigt, Juan Pons, Roberto Frontali e sob a regência de Maestros como Silvio Viegas, Silvio Barbato, Isaac Karabtchevsky e Luis Gustavo Petri.
 
ELIARA PUGGINA, pianista

Pianista formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Estudou com os pianistas e professores Arnaldo Cohen e Linda Bustani. Trabalha principalmente como acompanhadora de cantores líricos e de grupos de óperas. Tem em seu repertório, com apresentações em diversas salas de concertos mais de 40 óperas completas. Trabalhou como pianista em diversos master classes com cantores e professores, tais como: Carlos Colombara, italiano; Mark Markham, pianista acompanhador de Jessy Norman; Mitsuko Shirai, professora de Kalsruhe; Darryl Edwards deToronto; Maria Venutti, cantora lírica americana. Pianista acompanhadora concursada na UNIRIO. Pianista do Coro do Teatro Municipal do Rio de Janeiro de 2013 até 2016. Pianista do curso de Regência em ópera do Maestro Ricardo Rocha.
 
PROGRAMA – UMA TARDE NA ÓPERA
 
Primeira parte - Carlos Gomes
 
Fosca (Carlos Gomes)
 
Quall'orribile peccato - Aria Fosca (Marina Considera)
 
Lo Schiavo (Carlos Gomes)
 
Sogni d'amore - Aria Ibere (Ciro d'Araújo)
 
Maria Tudor (Carlos Gomes)
 
Sol ch'io ti sfiori - Aria Fabiani (Ivan Jorgensen)

Colui che non canta - Dueto Maria e Fabiani (Marina Considera, Ivan Jorgensen)
 
Colombo (Carlos Gomes)
 
Pareva il primo fior - Aria Colombo (Ciro d'Araújo)
 
Segunda parte - Giuseppe Verdi
 
La Forza del Destino (Giuseppe Verdi) 
 
Me pelegrina ed orfana - Aria Leonora (Marina Considera)

Non imprecare umiliati - Trio Leonora, Alvaro e Padre Guardiano (Marina Considera, Ivan Jorgensen e Ciro d'Araújo)
 
Un ballo in maschera (Verdi)
 
Eri tu che macchiavi - Aria de Renato (Ciro d'Araújo)

Ma se m'è forza perderti - Aria de Riccardo (Ivan Jorgensen)
 
Don Carlo (Verdi)
 
Dio che nell'alma infondere - Dueto Carlo e Rodrigo (Ivan Jorgensen e Ciro d'Araújo)
 
Il Trovatore (Verdi)
 
D'amor sull'ali rosee - Aria Leonora (Marina Considera)

Di geloso amor sprezzato - Trio Leonora, Manrico e Conde (Marina Considera, Ivan Jorgensen, Ciro d'Araújo)

SERVIÇO:
 
SOCIEDADE ARTÍSTICA VILLA-LOBOS - “Uma Tarde na Ópera”
 
Data: 25/06/2016 
Horário: às 17h
Local: Theatro D. Pedro - Praça dos Expedicionários s/n – Centro - Petrópolis
Tel: 24 2235-3833
Capacidade: 480 lugares
Acesso para deficientes
Não possui estacionamento/ Não aceitam cartões

Ingressos somente na bilheteria do local, de quarta a domingo, de 14 às 18h
Ingressos avulsos                          R$ 80,00 (inteira)
Ingressos Meia-entrada                     R$ 40,00 (válido apenas para estudantes e idosos)

Formas de pagamento: cartão de crédito (parcelado em até 2x), cheque ou à vista.
Programação dos filmes em cartaz