Bom dia!           Sábado 29/02/2020   10:19
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Meio Ambiente > Prefeitura e Águas do Imperador inauguram Biodigestor no Caxambu
Prefeitura e Águas do Imperador inauguram Biodigestor no Caxambu
17/06/2016 - 18:49 - A Prefeitura e a Concessionária Águas do Imperador inauguram no próximo dia 21, o novo biodigestor do Caxambu. A unidade, construída numa área de 675 metros quadrados na Rua Angela Zucoluto, ao lado da Escola Senador Mario Martins, trata 220 mil litros de esgotos por dia e beneficia 2.300 moradores do bairro.
 
Além da despoluição dos rios, a instalação de biodigestores proporciona uma série de benefícios socioambientais para a localidade. “Com o Caxambu, chegamos a 10 biodigestores em funcionamento na cidade. Além de garantir significativo ganho ambiental, ele gera economia, uma vez que o biogás produzido é disponibilizado para escolas e creches da região”, lembrou o prefeito Rubens Bomtempo.  
 
Para a instalação dos biodigestores são realizadas ações de educação ambiental, que, no caso do Caxambu, envolveram todos os alunos, professores e pais de alunos da escola Senador Mário Martins, num total de 200 participantes. Há, ainda, outros benefícios: não há cobrança de tarifa pelo tratamento de esgoto; o biogás gerado pelo equipamento é disponibilizado para escolas, creches ou moradores da região; e toda a área da unidade é urbanizada e recebe tratamento paisagístico. Com o biodigestor também há integração da concessionária, a Prefeitura e a comunidade.
 
Biodigestores já garantiram o aproveitamento de 300 mil garrafas pet e 5 mil pneus
 
Os biodigestores também garantem outro benefício: tiram do lixo garrafas pet e pneus velhos. Para a instalação de todos os equipamentos já foram reaproveitadas pelo menos 300 mil garrafas PET e 5 mil  pneus (só no Caxambu foram utilizadas 30 mil garrafas pet e 500 pneus). O material foi doado pela Prefeitura, por meio da Companhia de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep), e utilizado na confecção dos filtros das unidades, fazendo com que esses materiais poluentes, com prolongado tempo de decomposição na natureza, desempenhem função despoluidora.
 
A vocação sustentável dos biodigestores, aliada ao trabalho desenvolvido em Petrópolis para levar solução para o tratamento de esgotos em regiões de topografia acidentada e de difícil acesso do município, já garantiu à concessionária reconhecimento no Brasil e também no exterior. Em 2014, a empresa foi finalista do Prêmio ANA, da Agência Nacional de Águas, na categoria Empresas, com o projeto “Saneamento Sustentável – A utilização de Biossistemas e Educação Ambiental em Comunidade de Baixa Renda”.
 
Petrópolis já conta com biodigestores no Quarteirão Brasileiro, Córrego Grande, Vila Rica, Vila Ipanema, Independência, Siméria, Bonfim, Morro do Gavião e Nogueira, além de um biossistema no Vale do Carangola. Juntos, esses equipamentos beneficiam 13,4 mil pessoas e tratam de 1,2 milhões de litros de esgoto por dia.
 
Estação de tratamento de esgotos de Corrêas já trata 1,2 milhão de litros de esgoto por dia
 
O prefeito Rubens Bomtempo e o superintendente da Concessionária Águas do Imperador, Márcio Salles, farão na próxima semana uma visita à Estação de Tratamento de Esgotos de Corrêas (Ete Corrêas). A estação já trata 1,2 milhão de litros de esgotos por dia e beneficia 9 mil moradores de Corrêas (incluindo Bairro da Glória e o Hospital Alcides Carneiro). Moradores do Castelo São Manoel e Frias também serão beneficiados.
 
Para a implantação da ETE, foram instalados 4 Km de redes coletoras de esgoto na Estrada Mineira e Bairro da Glória. Parte dessas redes levam os esgotos até a Praça de Corrêas, onde uma elevatória faz um tratamento preliminar por gradeamento e caixas de areia, para posterior adução até a ETE. O investimento total da obra foi de R$ 2 milhões.
 
Além da despoluição do rio, a unidade agrega outro benefício ambiental para Corrêas: no entorno da estação, em uma área de dois mil metros quadrados, foram plantadas 600 mudas de árvores de espécies nativas da Mata Atlântica, incluindo ipês e árvores frutíferas.
 
A ETE Corrêas, mais as Etes Palatinato, Quitandinha, Piabanha, Posse e outras oito estações menores, 10 biodigestores e um Biossistema tratam diariamente 56 milhões de litros de esgotos, o que representa, de acordo com Instituto Trata Brasil, 86% de esgotos urbanos tratados. Índice que confere a Petrópolis o 2º lugar no ranking estadual de saneamento, e o 29° no ranking nacional.

Programação dos filmes em cartaz