Boa tarde!           Domingo 28/11/2021   17:33
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Saúde > Secretaria de Saúde cobra do Governo do Estado Regularização da Entrega do Teste do Pezinho
Secretaria de Saúde cobra do Governo do Estado Regularização da Entrega do Teste do Pezinho
06/06/2016 - 18:37 - A Secretaria Municipal de Saúde está oficiando o governo do Estado do Rio de Janeiro cobrando a regularização da entrega dos resultados do Teste do Pezinho. Desde o início do ano, o prazo para entrega dos laudos é de, em média, três meses. O exame é obrigatório na rede pública de saúde e, em Petrópolis, a coleta do sangue é realizada em dois locais: Instituto da Mulher, da Criança e do Adolescente (Centro de Saúde da Rua Santos Dumont) e no Hospital Alcides Carneiro. 

“Estamos cobrando do governo do Estado a regularidade na entrega dos resultados dos exames. Ainda não recebemos alguns resultados de exames feitos no início do ano. Esse exame é importante para diagnosticar precocemente algumas doenças e quanto mais rápido o laudo for entregue, melhor para a família”, disse o secretário de Saúde, Marcus Curvelo, acrescentando que, até o ano passado, os laudos eram entregues em no máximo 45 dias.

O exame é feito pelo Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia (IEDE). No fim do mês de maio foram entregues pelo IEDE os resultados de cerca de 200 coletas realizadas no Centro de Saúde. “Ainda faltam alguns de janeiro e fevereiro. Os de março já estão em dia. Esperamos que a situação se regularize o mais rapidamente possível”, disse o chefe de Enfermagem do Instituto da Mulher, da Criança e do Adolescente, Elder Lattanzi. “O que nos informaram é que o IEDE estava em greve e também com falta de material, por isso o atraso na entrega dos resultados”, explicou.

O Teste do Pezinho é realizado há 18 anos no Instituto da Mulher, da Criança e do Adolescente e todos os meses são realizados entre 200 e 250 testes em recém-nascidos. O exame realizado a partir da coleta de sangue do calcanhar do bebê é importante para diagnosticar precocemente algumas doenças como o hipotireoidismo, a anemia falciforme, fenilcetonúria e fibrose cística. A coleta deve ser feita preferencialmente entre o terceiro e quinto dias de vida do bebê. 

O teste faz parte da documentação do bebê, junto com a Caderneta de Saúde da Criança. Além disso, o exame compõe a Triagem Neonatal, que é um conjunto de testes realizados no recém- nascido com a intenção de diagnosticar doenças variadas. Também estão incluídos na Triagem Neonatal os testes da Orelinha e do Olhinho. 

A coleta de sangue para o Teste do Pezinho no Instituto da Mulher, da Criança e do Adolescente acontece de segunda a quinta-feira, entre 8h e 14h30, e às sextas-feiras e vésperas de feriado, de 8h as 12h30.
Programação dos filmes em cartaz