Boa tarde!           Terça 30/11/2021   13:03
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Saúde > Secretaria de Saúde cobra do Estado Liberação de Novo Lote de Vacinas contra a Gripe
Secretaria de Saúde cobra do Estado Liberação de Novo Lote de Vacinas contra a Gripe
Estoque de vacinas acabou nesta quinta-feira. Secretário diz que pode levar o caso ao Ministério Público
 
05/05/2016 - 19:19 - A Secretaria de Saúde voltou a cobrar hoje (5/5) da Secretaria Estadual de Saúde a liberação de um novo lote de vacinas contra a gripe. Nesta quinta-feira (5), o estoque ainda disponível no Instituto da Mulher da Criança e do Adolescente (Centro de Saúde) acabou e a remessa autorizada pelo Estado na noite de quarta-feira (4) ainda não foi liberada para entrega. O secretário de Saúde, Marcus Curvelo, lamentou a demora da União e do Estado para garantir as doses e afirmou que pode levar o problema ao Ministério Público.        
 
“Estamos cobrando rapidez na entrega do novo lote. É absurdo que, depois de todo o trabalho para organização das equipes de saúde e de sensibilização da população sobre a importância da vacina deixemos de aplicar as doses por não ter recebido a vacina. Fizemos nossa parte. Agora, precisamos que União e Estado também façam a parte deles, fornecendo as vacinas para que a campanha possa ser mantida da mesma forma como começou”, afirmou o secretário Marcus Curvelo.
 
Dados da Coordenadoria de Epidemiologia mostram que, no sábado Dia D da campanha, Petrópolis alcançou a marca de 25 mil doses aplicadas. “Estamos fechando os dados semanalmente, sempre às segundas-feiras, mas posso afirmar hoje que mais de 40 mil pessoas que integram o público alvo da campanha já foram imunizadas. A procura foi grande já no início da campanha, o que acabou baixando os estoques mais rapidamente”, explicou a coordenadora Cláudia Mara, lembrando que aguarda a liberação de mais doses da vacina contra influenza para normalizar o atendimento nas unidades de saúde.
 
“Diferente dos outros anos, nos quais a campanha foi estendida, temos observado que na primeira semana a procura por vacinação superou a previsão de doses enviadas pelo Estado. Já pegamos três lotes e estamos pedindo que Estado nos entregue o quarto lote, para que possamos normalizar a distribuição em todas as unidades de saúde que participam da campanha”, detalhou.
 
A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza é coordenada pelo Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde, que também é o responsável pela aquisição e distribuição das vacinas. “A questão do desabastecimento é nacional e ocorre devido à indisponibilidade de estoque do próprio Ministério da Saúde”, lembrou a coordenadora de Epidemiologia.
 
A previsão do Ministério da Saúde é que a campanha de vacinação contra a gripe seja realizada até o dia 20 deste mês, mas, diante das dificuldades para conseguir novas doses, o município vai solicitar a prorrogação do prazo. “Nossa preocupação é garantir o acesso da população à vacina, cumprindo a meta. Queremos assegurar 100% de cobertura à população de risco”, frisou o secretário Marcus Curvelo.
 
Pessoas com 60 anos ou mais de idade; crianças de seis meses a menores de cinco anos, gestantes, puérperas (mulheres no período de até 45 dias após o parto), e pessoas com doenças crônicas devem tomar a vacina. Ela é contraindicada a quem tiver histórico de reação inflamatória ou alergia relacionada ao ovo de galinha e a seus derivados. Quem já teve reação à dose também não deve se imunizar. Para tomar a vacina, é importante que pessoas com doenças crônicas apresentem indicação médica.  
Programação dos filmes em cartaz