Boa noite!           Sábado 29/02/2020   03:00
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Meio Ambiente > Prefeitura e Associações de Moradores promovem Reflorestamento no Vale das Videiras
Prefeitura e Associações de Moradores promovem Reflorestamento no Vale das Videiras
15/04/2016 - 18:23 - As áreas próximas a nascentes no Vale das Videiras, em Araras, serão reflorestadas: 800 mudas de árvores nativas da Mata Atlântica, como araçá, jatobá, ipê, entre outras, já estão sendo plantadas na localidade pelos próprios moradores e agricultores. A iniciativa é da Prefeitura e da sociedade civil organizada – Associação de Moradores do Vale das Videiras (Amavale) e Associação dos Produtores Rurais de Santa Catarina e Adjacências. O objetivo do reflorestamento das áreas próximas a nascentes é fomentar a segurança hídrica da região.

“O reflorestamento de áreas próximas às nascentes influencia diretamente na quantidade e na qualidade da água. E o resultado já começa a aparecer em cinco, sete anos. Então alguém tem que começar. E é o que estamos fazendo, em uma iniciativa que envolve o poder público, a sociedade civil organizada, os moradores e os agricultores familiares. Já está claro que, se nós não cuidarmos das nossas nascentes, o nosso abastecimento hídrico ficará comprometido. O prefeito Rubens Bomtempo determina que a secretaria trabalhe a segurança hídrica, com ações de sensibilização e de reflorestamento”, disse o secretário de Agricultura, Abastecimento e Produção, Leonardo Faver.

Buscando minimizar os problemas de escassez de água intensificada nos últimos anos na região, as associações procuraram a Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Produção para uma parceria voltada para ações de reflorestamento. Foi sugerido iniciar os trabalhos nas nascentes dos interessados e assim teve início a ação de segurança hídrica.

Na última semana, o secretário Leonardo Faver, palestrou para moradores e agricultores familiares sobre o assunto. Ele deu orientações sobre como elaborar as covas, adubar e cuidar, além dos principais tratos culturais. A Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável doou as 800 mudas. Já as associações organizaram a distribuição e a mão-de-obra para efetuar os plantios, que tiveram início nesta semana e continuarão pelos próximos dias.

“Essa parceria entre poder público e sociedade civil organizada tem tudo para ser bem sucedida nas ações de reflorestamento, porque reduz custos. Como são doações, as associações e os produtores não precisam comprar as mudas. E para o município, também é positivo, porque a Prefeitura não tem custos com o plantio”, disse Faver. 
Programação dos filmes em cartaz