Bom dia!           Segunda 17/02/2020   10:18
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Meio Ambiente > Equipe da Coordenadoria de Bem Estar Animal debate com Protetores Lei que Regulamenta Atividade do Curral de Apreensões
Equipe da Coordenadoria de Bem Estar Animal debate com Protetores Lei que Regulamenta Atividade do Curral de Apreensões
23/01/2016 - 11:33 - A Coordenadora de Bem Estar Animal, Rosana Portugal, reuniu protetores de animais na tarde da última quarta-feira (20/01) para discutir o projeto de lei que regulamenta a utilização do Curral de Apreensões de Petrópolis. O encontro foi realizado na Secretaria de Meio Ambiente, no Centro da cidade. Os artigos foram apresentados e debatidos item por item. Na ocasião, Rosana aproveitou a oportunidade para esclarecer dúvidas e detalhar a importância do projeto.

Representante da organização não-governamental Animavida, Ana Cristina de Carvalho Ribeiro fez diversas sugestões. Ela viu como positiva a regulamentação da apreensão de animais de grande porte em Petrópolis. “A questão animal vem avançando muito no mundo. Temos que discutir, de maneira consciente e dentro da realidade do nosso município, as melhorias graduais, buscando caminhos para avançar, de fato, nesta questão”, disse Ana Cristina.

A reunião também foi produtiva, na opinião do protetor Domingos Galante, do grupo Cão Solitário, que resgata animais que sofrem maus-tratos. “Pudemos debater todos os pontos, com total liberdade, e as dúvidas foram esclarecidas. O projeto traz uma conquista para a proteção animal. Lamento que esta questão tenha se transformado em uma batalha política. O bem estar animal deve ser uma luta de todos”, declarou.

De acordo com a protetora animal independente Carolline Rivello, o encontro com os defensores da causa mostra a preocupação da Coordenadoria de Bem Estar Animal em manter o diálogo. “Esta reunião, para nós, mostrou que as portas estão abertas para que a questão da proteção animal melhore na nossa cidade. É importante destacar também que o projeto é mais um passo para garantir o bem estar dos animais”, afirmou.

Após a reunião, a protetora Patrícia Ortigão lamentou o uso político que está sendo feito. “O projeto de regulamentação do Curral de Apreensões é um passo importante para que tenhamos, efetivamente, o bem estar animal na nossa cidade, pois garante a proteção aos animais. Moro há 42 anos na cidade, e reconheço que avançar nesta questão é um desafio”, opinou a protetora.

A coordenadora de Bem Estar Animal de Petrópolis, Rosana Portugal, destacou que o encontro teve a finalidade de esclarecer a lei, que deve ser votada em fevereiro pela Câmara Municipal. “Explicamos detalhadamente, artigo por artigo, para que todas as dúvidas pudessem ser sanadas. É importante deixar claro que não há qualquer possibilidade de reativarmos atividades como os bodinhos da Praça da Liberdade ou aluguel de cavalos no Lago do Quitandinha ou no Lago de Nogueira, que inclusive foram extintas por este governo. Também não estão autorizados experimentos com animais, como opositores estão dizendo. Nunca houve, na cidade, tantas ações em defesa dos animais como existem hoje. O debate foi construtivo e de alto nível, e a Coordenadoria está aberta para todos que desejam contribuir efetivamente com esta questão”, disse.
 
Programação dos filmes em cartaz