Boa noite!           Domingo 05/04/2020   03:32
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Animais de Estimação > Informações > A Importância do Convênio Municipal de Castrações Gratuitas de Petrópolis
A Importância do Convênio Municipal de Castrações Gratuitas de Petrópolis

A Importância do Convênio Municipal de  Castrações Gratuitas de Petrópolis

Caros  Amigos e Amigas do Netpetropolis,

No último mês  de dia 28 de março, o GAPA Itaipava, firmou com a Prefeitura de Petrópolis  Convênio para tornar-se a 4ª ONG a participar do Programa Municipal de  Esterilizações Gratuitas de Animais domésticos. Até esta data, o GAPA já havia  retirado mais de 500(quinhentos) animais das ruas de Itaipava e Distritos vizinhos e os  encaminhado para lares definitivos, vacinados, vermifugados e  esterilizados.

Todos sabemos que o Brasil vive uma  grave crise econômica e que todas as realizações sociais, sejam elas de pequena  ou grande monta, demandam um certo tempo para implementação, execução e obtenção  de resultados. É assim em todas as áreas e a questão dos animais abandonados não  poderia ser diferente. De tempos em tempos, vozes se levantam para exigir  soluções
milagrosas, certamente ocultando o desejo de exterminar aqueles nada  mais são do que vítimas: os animais de rua.

Felizmente, o Prefeito Rubens Bontempo, o Vice Henrique Manzani e o Secretário de Saúde André Pombo, optaram por uma política moderna de  abordagem deste tema e elevaram Petrópolis ao mesmo patamar de grandes  metrópoles mundiais que adotaram o controle populacional através da  esterilização em massa como o melhor caminho para se alcançar os resultados  desejados de forma consistente.

Tenham certeza de que o que está  sendo feito em nosso Município segue recomendações da Organização Mundial de  Saúde, órgão das Nações Unidas, cujos estudos realizados em nível mundial indicam claramente que o simples recolhimento dos animais  abandonados não está associado à redução de sua população. Isto porque a  presença dos animais nas ruas é uma conseqüência perversa da conjunção de vários  fatores, que devem ser igualmente combatidos: A venda indiscriminada de animais,  muitas vezes estimulada por impulso ou modismos, a falta de cuidado na posse e  guarda, permitindo que animais domésticos se reproduzam sem controle, o  "descarte" ou abandono dos filhotes, frutos de crias indesejadas e por fim, os relatos de veículos não identificados que trazem animais de Municípios vizinhos,  para serem abandonados em Petrópolis.

A solução é a esterilização, pois  assim agindo, o Poder Público Municipal estará atuando diretamente nas causas,  pois impede novos nascimentos e a realimentação do abandono e do  crescimento do número de animais nas ruas.
Exatamente por isto é que a  Prefeitura de Petrópolis está no caminho correto, alinhando-se com o que há de  mais moderno no mundo.

O Programa desenvolve-se através de 4 ONG's, que atuam sob a  Coordenação da Vigilância Sanitária Municipal, preferencialmente, em comunidades carentes, levando informações sobre a posse e guarda responsáveis, apresentando  o Programa, esclarecendo dúvidas, cadastrando os animais, recolhendo-os e  devolvendo-os nas datas previstas, depois dos procedimentos veterinários. Outro  aspecto importante que pudemos observar em nossas ações, é como o cidadão  humilde sente-se valorizado, pela ação do Governo Municipal e também pelo restante da sociedade civil, representado pelos voluntários e voluntárias.

A verba mensal repassada para cada ONG é de R$  2.000,00(dois mil reais) é utilizada em aproximadamente 25(vinte e cinco)  procedimentos mensais, para cadelas e gatas, principais "alvos" da ação. Estes  procedimentos são realizados em Clínicas Veterinárias locais e o  volume total de animais atendidos já passa dos 1.200 (mil e  duzentos). Com isto, considerando-se que uma cadela e suas descendentes produzem até 50 outros animais por ano, concluímos que  o Convênio evitou que 60.000 novos animais nascessem em condições de provável  abandono.

Quanto àquelas vozes que por vezes  querem soluções "mágicas", fica o registro de que não há nem uma única  operação corretamente desenvolvida de canil público e com resultados positivos  em qualquer lugar do Brasil. E nunca é demais lembrar que a  OMS indica  claramente em seus estudos que o recolhimento não está associado a redução da  população de animais abandonados. A solução, sempre repetimos, é a  esterilização e a Prefeitura de Petrópolis está no caminho correto.

Se algo mais ainda precisa ser feito, é lutarmos por mais verbas que permitam a ampliação do Programa Municipal  de Castrações Gratuitas, reprimir a venda não-autorizada de  filhotes, implementar uma campanha de conscientização da população para a  importância da posse e guarda responsáveis, dotar o Município de uma  legislação municipal que puna severamente o abandono e os maus-tratos e  estimular a participação de empresas e entidades da sociedade civil num esforço  para adoção dos
animais que já estão nas ruas.

Não podemos contar com soluções  milagrosas, mas estamos convictos de que, em muito pouco tempo, teremos uma  grande melhoria da situação e de forma consistente e definitiva.

Certamente Petrópolis pode e deve orgulhar-se deste Programa.
.
Saudações,
Carlos Eduardo da C. Pereira
Coordenador de  Atividades
GAPA Itaipava/RJ
www.gapaitaipava.com.br

Programação dos filmes em cartaz