Boa tarde!           Sexta 28/02/2020   15:28
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Meio Ambiente > Petrópolis terá Três Representantes na Conferência Nacional de Defesa Civil
Petrópolis terá Três Representantes na Conferência Nacional de Defesa Civil
26/05/2014 - 20:27 - Petrópolis terá três representantes na Conferência Nacional de Defesa Civil, evento que será realizado em Brasília em novembro. O secretário de Proteção e Defesa Civil, Rafael Simão, será um deles. Os outros dois são membros da sociedade civil: Alexandre Mayworm (Cruz Vermelha - filial Petrópolis) e Maria Claudia Moret (Centro). Os três foram eleitos na última sexta-feira (23/5), no Rio, durante a 2ª Conferência Estadual de Proteção e Defesa Civil. Na ocasião, os 84 municípios participantes elegeram 100 delegados.

A conferência estadual foi realizada no Centro de Convenções SulAmérica, na Cidade Nova. O secretário nacional de Defesa Civil, Adriano Pereira Júnior, e o secretário de Estado de Defesa Civil e comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Sérgio Simões, participaram do evento. De Petrópolis, Simão foi acompanhado por mais dez servidores da secretaria.

As propostas debatidas na sexta-feira foram resultado das diretrizes enviadas pelos municípios. Petrópolis realizou em fevereiro a conferência municipal, no Sesc Quitandinha, que teve a participação de cerca de 250 pessoas, entre representantes do poder público e da sociedade civil. Todos tiverem direito a voto na escolha dos delegados e das diretrizes para políticas de defesa civil.

"Petrópolis é um município que, por suas características geológicas e pelo alto índice pluviométrico, sofre muito com as chuvas. As soluções dependem da participação do poder público e também da população. Na nossa conferência municipal, houve grande participação da sociedade civil no debate de propostas e na eleição dos delegados. Esses representantes participaram da conferência estadual e, agora, participarão também da conferência nacional. Então a Defesa Civil e as comunidades de Petrópolis estão presentes no debate nas três esferas: município, estado e União", disse o secretário Rafael Simão.

Os secretários nacional, Adriano Pereira Júnior, e estadual, Sérgio Simões, destacaram a mudança de tratamento que os governantes, nas três esferas, passaram a dar à Defesa Civil nos últimos anos. Como eles argumentaram, seria impensável cinco anos atrás uma conferência estadual no Rio com a participação de 84 municípios. Essa mudança, como disse o secretário nacional, foi motivada pelos desastres das chuvas em 2010, no Rio e em Niterói, e em 2011, na Região Serrana.

Em Petrópolis, a Defesa Civil mudou de patamar em 2013, no início do governo de Rubens Bomtempo, passando de coordenadoria para secretaria. Com isso, foi possível que a Defesa Civil passasse a contar com orçamento próprio, uma sede maior e no Centro, mais servidores, três geólogos concursados e mais estrutura para atuar na prevenção de desastres das chuvas.

"O difícil para nós é mudar comportamento, pessoas. O nosso desafio agora é construir uma política e um sistema nacional de defesa civil melhores do que os que temos hoje", disse o secretário Adriano Pereira Júnior.

Programação dos filmes em cartaz