Bom dia!           Terça 20/08/2019   10:39
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Caderno Cultura Netpetropolis > Museu Imperial assina parceria com corais de Petrópolis - 28/08/2012
Museu Imperial assina parceria com corais de Petrópolis - 28/08/2012


28/08/2012 - 15:35 - Nesta terça-feira, o Museu Imperial e o Segmento de Canto Coral de Petrópolis assinaram um termo de parceria visando ao desenvolvimento e à difusão dessa importante parte da cultura da cidade. Na cerimônia, estiveram presentes representantes das duas instituições, autoridades e visitantes do Museu.
 
“Os corais são uma bela tradição em Petrópolis”, afirmou o diretor do Museu Imperial, Maurício Vicente Ferreira Jr., abrindo a cerimônia. “Com essa parceria, o Museu disponibiliza seus espaços para criar condições para a plena manifestação dos corais da cidade. Assim, também continuamos a tradição musical desta casa, começada pela família imperial no século XIX”.
 
Leonardo Randolfo, representante do Segmento de Canto Coral no Conselho Municipal de Cultura, também enfatizou a relevância da parceria. “Estamos fazendo história. O Museu Imperial é uma das instituições culturais mais importantes de Petrópolis. É muito interessante que o Museu e a Casa de Cláudio de Souza tenham seus espaços preenchidos com corais. A cidade ganha em democratização da cultura”, afirmou.
 
Ele destacou ainda que há cerca de 100 corais na cidade, e o segmento pretende aumentar esse número. “Objetivamos tornar Petrópolis a capital nacional do Canto Coral. O projeto Canta Petrópolis, cujo coro modelo se apresentará hoje, tem como meta criar corais em todas as escolas municipais até o final do ano que vem”.
 
A parceria já rendeu frutos e resultou no 1º Festival de Canto Coral do Museu Imperial, que terá apresentações no Museu e na Casa de Cláudio de Souza em setembro e outubro. A programação completa será divulgada em breve no site www.museuimperial.gov.br.
 
“O festival fará parte da programação da 6ª Primavera de Museus, e também já planejamos outro para a Semana de Museus, em maio de 2013. E, além dos festivais, teremos ainda concertos avulsos”, explicou Maurício Ferreira.
 
Na cerimônia, esteve presente ainda o presidente da Fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis, Gilson Domingos. Ele ressaltou a importância dos corais para a cultura petropolitana e parabenizou o segmento e o Museu Imperial pela iniciativa de firmar a parceria.
 
Após a assinatura do termo de parceria, houve apresentação do Coro Dó Ré Mi, o Coro Modelo do Projeto Canta Petrópolis, que nasceu no Segmento de Canto Coral. Sob a coordenação geral do maestro Leonardo Randolfo, o programa objetiva criar corais nas escolas públicas, juntando-se aos já existentes, através de regentes aprendizes.
 
Programação dos filmes em cartaz