Bom dia!           Domingo 26/05/2019   11:11
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Subhome - Cultura > Palácio Tiradentes abre Exposição com Quadros de Detentos
Palácio Tiradentes abre Exposição com Quadros de Detentos
07/08/2012 - 20:30 - As mãos a serviço da arte. Assim um grupo de detentos fluminense começa a buscar sua reinserção social. Eles integram a exposição “Um corpo limitado, um olhar sem limites”, que foi aberta, nesta terça-feira (07/08), na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). O evento é uma parceria do Poder Legislativo com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária.

Até o dia 14 de setembro, o público que visitar o Salão Nobre do Palácio Tiradentes poderá conhecer as obras dos presos, cujo acervo é composto por 20 telas pintadas a óleo. O objetivo da exposição é justamente aproximar a população da realidade do sistema prisional, procurando mostrar o trabalho realizado pelo estado dentro das prisões baseado na ressocialização dos internos.

Para o deputado Roberto Henriques (PSD), que representou o presidente da Alerj, deputado Paulo Melo (PMDB), na abertura da exposição, a iniciativa é um pequeno passo para tentar mudar o sistema penitenciário no País. “Há que se humanizar mais a relação entre o estado, a sociedade e o detento. E acho que a exposição é importante nesse sentido”, destacou.

Segundo o subsecretário de Estado de Administração Penitenciária, coronel Ipurinan Calixto Nery, o governo tem feito um trabalho constante na reinserção dos presos, sendo a arte uma dessas vertentes. “A exposição é o desdobramento de um trabalho que realizamos na Secretaria. Espaços como esse oferecido pela Alerj são importantes para valorizar esse o trabalho”, disse o oficial.

Os quadros, que estão à venda, foram confeccionados nas oficinas de arte instaladas nos presídios estaduais e na Fundação Santa Cabrini, órgão responsável por gerir e promover o trabalho remunerado para os apenados. O coordenador do projeto de pintura, Manuelzinho de Xerém, mostrou-se orgulhoso com o resultado. “É algo que emociona”, disse, acrescentando que hoje dá aula para 50 presos.

Emoção semelhante sentiu o detento Rodrigo Amaral de Jesus, que, junto com dois outros presos, estiveram presentes na abertura da exposição. “Nunca imaginei que pudesse chegar aqui. Mas é bom, pois mostra que há regeneração para quem quer”, acredita. A coordenadora do Departamento de Cultura, Melissa Ornelas, completa: “Quando se conhece a história de cada um, você se dá conta do esforço que foi feito para eles estarem aqui”.

Também estiveram presentes no evento os deputados Edson Albertassi (PMDB) e Luiz Paulo (PSDB), empresários, coordenadores da Secretária de Estado de Administração Penitenciária, e o presidente da Fundação Santa Cabrini, José Orlando Ribeiro.

Serviço:

Local: Salão Nobre do Palácio Tiradentes
Endereço: Rua 1º de Março, s/nº, Praça XV
Visitação: Segunda a Sábado, das 10h às 17h. Domingos e feriados, das 12h às 17h.
Dias: 08 de agosto a 14 de setembro.
Acesso para cadeirantes pela Rua Dom Manuel, s/nº. Entrada Franca.
Programação dos filmes em cartaz