Boa noite!           Tera 24/05/2022   21:05
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Notícias > Deslizamentos afetam a Operação dos Ônibus em Petrópolis
Deslizamentos afetam a Operação dos Ônibus em Petrópolis
11/01/2022 - 17:18 - A operação dos ônibus em Petrópolis está novamente prejudicada nesta terça-feira (11), em razão das fortes chuvas e deslizamentos de terra, que resultaram na interdição de algumas vias. Ao todo, 21 linhas de ônibus foram afetadas, sofrendo atrasos e perdas de viagens. Os passageiros podem utilizar os aplicativos das operadoras para acompanhar, em tempo real, a localização dos coletivos.

O deslizamento de terra na Rua Francisco Peixoto da Costa, no Caxambu, interrompeu o atendimento da linha 470 – Santa Isabel, ainda pela madrugada, às 4h50. O ônibus da Petro Ita seguiu viagem somente até o ponto final do Luzitano, deixando de atender a um trecho de 3,5 quilômetros até às 7h45, quando a pista foi liberada e a operação restabelecida.

A Cidade das Hortênsias continua sem operar na Rua Pedro Elmer, devido ao risco de deslizamento de terra na pista. Sem previsão de liberação, o trecho permanece totalmente interditado. Com isso, a empresa transferiu todos os veículos que fazem a linha 330 – Terminal Corrêas (Via Pedro Elmer) para o atendimento à linha 300 – Terminal Corrêas.

Desde sexta-feira (7), a abertura de um buraco na entrada da comunidade Spartaco Banal continua alterando o trajeto do ônibus que faz a linha 310 – Spartaco Banal, que está provisoriamente seguindo sentido Cascatinha. O coletivo está atendendo ao ponto final, porém, sem operar por um trecho de 400 metros da Rua Pedro Elmer.

A queda de uma árvore na Estrada do Carangola, durante a madrugada, prejudicou os coletivos da empresa Cascatinha. Das 5h às 14h, as linhas de ônibus 505 – Vila Manzini e 529 – Débora Couto Sucupira pararam próximo à entrada do bairro Cidade Nova. Já as linhas 504 – Carangola, 506 – Vicenzo Rivetti e 519 – Vale do Carangola operaram pela Estrada União e Indústria, acessando a Rua Carvalho Júnior. A ampliação da distância no atendimento resultou em atrasos e perdas de viagens.

Entre a madrugada e manhã de hoje, as linhas 511 – Boa Vista e 523 – Alto Boa Vista precisaram fazer o ponto final próximo à Escola Municipal Fábrica do Saber, em razão da queda de uma barreira na Rua Guilherme Daumas Nunes. A operação foi restabelecida no trecho às 8h10, após a liberação da via.

A Turp Transporte também teve o atendimento de, pelo menos, sete linhas de ônibus interrompido entre às 7h20 e 11h55, após a queda de uma árvore em Araras. Os ônibus que fazem as linhas 602 – Vale das Videiras, 605 – Vale das Videiras x Terminal Itaipava, 610 – Araras, 617 – Terminal Itaipava x Araras, 618 – Vale de Santa Luzia, 622 – Vista Alegre e 670 – Araras (Executivo) operaram somente até o Centro de Araras.

Por volta das 7h, a linha 500 – Terminal Corrêas teve a operação interrompida em razão de uma barreira na Estrada da Saudade. Uma viagem foi perdida e o restabelecimento da operação aconteceu às 8h, com a liberação do trecho. Na tarde de hoje, o afundamento de um trecho da Estrada do Juruá, no bairro Nossa Senhora de Fátima, culminou na suspensão temporária do atendimento da linha 717 – Circular Posse.

A Turp Transporte segue com interferência na operação da linha 707 – Fagundes, que não está atendendo a um trecho de 2,2 quilômetros na região de Anápolis e 1,6 quilômetro em Posse dos Coqueiros, por conta do excesso de lama na pista, que impossibilita a circulação do coletivo até o ponto final.  A linha 719 – Madame Machado também não está atendendo a aproximadamente 1,2 quilômetro da região Jardim Americano, em razão do afundamento da via.

O Setranspetro orienta que os passageiros baixem os aplicativos “Vá de Ônibus”, “Cittamobi”, “Petro Ita” e “Cascatinha”, para acompanhar em tempo real a localização dos ônibus em Petrópolis.

Vítor Garcia - Setranspetro
Programação dos filmes em cartaz