Boa noite!           Quinta 02/12/2021   03:20
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Saúde > Mutirão de Vasectomia zera fila de espera pelo procedimento no HAC
Mutirão de Vasectomia zera fila de espera pelo procedimento no HAC
20 pacientes foram agendados para o atendimento no centro cirúrgico nesta quarta-feira (28.08)

29/08/2019 - 16:01 - Com oito filhos, Cláudio Marques da Silva, de 46 anos, foi um dos 20 pacientes agendados para o mutirão de vasectomia realizado na última quarta-feira (28.08), no Hospital Alcides Carneiro (HAC). Com esses atendimentos, o hospital zerou a fila de espera pelo procedimento, que faz parte dos serviços oferecidos no Programa da Saúde do Homem desenvolvido na rede de atenção básica da saúde pública. Este é o terceiro mutirão, da atual gestão, específico para o procedimento em homens que passaram pela orientação do planejamento familiar, com acompanhamento de médicos, enfermeiros e psicólogos.

“Esse é um serviço de grande importância que foi retomado na nossa gestão e os mutirões têm sido alternativas para acelerar a realização desses procedimentos”, destaca o prefeito Bernardo Rossi. Desde o ano passado, o  HAC reestruturou o serviço ambulatorial para o atendimento especializado ao homem, com o reforço do Programa da Saúde do Homem na unidade. A rede de atenção básica atua para o cuidado do homem, promovendo ações de sensibilização para que esse público seja mais frequente na rede de saúde, garantindo um cuidado preventivo.

A vasectomia é uma das vertentes do programa, que trabalha o planejamento familiar com os casais atendidos e busca maior envolvimento do homem na escolha pelo método contraceptivo. A medida visa oferecer alternativas menos complexas para as mulheres. “Na saúde do homem é importante fazer a vasectomia, que é realizada aqui no hospital, como parte das ações de planejamento familiar que o município precisa cumprir. O mutirão amplia o atendimento para o homem no nosso município”, explica a secretária de Saúde, Fabíola Heck.

Todos os pacientes que optam pela vasectomia passam por acompanhamento com os profissionais, junto com as parceiras, antes de tomarem a decisão pelo método.  Além de todos os exames de pré-operatório, o HAC e o Centro de Saúde realizam atendimentos com psicólogos. O paciente Cláudio Marques passou por todo o preparativo, mas a decisão de realizar já era certa. Com uma filha mais nova do segundo casamento, de 1 ano de idade, o porteiro tem outros quatro filhos do primeiro relacionamento e a atual esposa, também já tinha outros três. “Tomamos essa decisão em comum acordo, tendo em vista que a minha esposa teve complicações no último parto, então para não correr mais riscos, decidi fazer. E para mim é muito mais fácil”, destacou.

Com o mesmo pensamento, o pedreiro Adilson Mendes, de 39 anos, estava acompanhado da esposa, Natália Mendes para realizar o procedimento. O casal tem três filhos, o mais novo com oito meses de vida. “A decisão por eu fazer foi pela praticidade, é muito mais fácil para mim do que para ela. Esse mutirão foi muito bom”, disse o paciente ao lado da esposa, que estava aliviada por não precisar passar por outro procedimento cirúrgico: “A recuperação para as mulheres é mais complicada e como faria para cuidar dos meus filhos pequenos, que dependem de mim? Esse procedimento é muito bom para nós mulheres, que temos que apoiar nossos maridos nessa decisão”, enfatizou a dona de casa.

Programa da Saúde do Homem visa atrair mais pacientes para a rede


De acordo com o levantamento da Área Técnica da Secretaria de Saúde o índice de atendimento a homens, na faixa etária de 15 a 59 anos, é de 20% se comparado com as mulheres, que representam 80% dos pacientes nas unidades. Nos primeiros seis meses do ano foram realizadas 65.138 consultas nas unidades básicas, dessas 13.092 foram para homens. “As ações voltadas para o atendimento exclusivo do homem visam aproximar esse público da rede. Estamos atuando de forma intensificada para isso”, reforça a secretária de Saúde, Fabíola Heck.
Programação dos filmes em cartaz