Boa tarde!           Terça 20/08/2019   15:37
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Teatro > ARTES CÊNICAS - Palco Giratório 2019
ARTES CÊNICAS - Palco Giratório 2019
Em agosto, peças renomadas nacionalmente do projeto Palco Giratório vão circular por 11 unidades do Sesc RJ

Sesc Ginástico, Sesc Tijuca, Sesc Ramos, Sesc São João de Meriti, Sesc Campos, Sesc Niterói, Sesc Nova Iguaçu, Sesc Nova Friburgo, Sesc Teresópolis, Sesc Duque de Caxias e Sesc Quitandinha receberão apresentação até o fim do mês 

06/08/2019 - 17:44 - RIO DE JANEIRO – O projeto de artes cênicas Palco Giratório é realizado pelo Sesc há 22 anos e chega ao Rio para mais uma edição. O evento traz ao público uma série de atrações gratuitas que envolvem dança, circo, teatro e música, além de oficinas teatrais e ações de intercâmbio com companhias do Rio de Janeiro e de outros estados brasileiros.

No mês de agosto, 11 unidades receberão os espetáculos A mulher Arrastada, A mulher do Fim do Mundo, Aquelas, Boca, Cavalo Marinho, Das Cinzas Coração, Subterrâneo, Yebo, Meu Seridó, O velho da Horta, Teatro dos Seres Imaginários e Vestido Queimado.

A primeira apresentação do projeto neste mês será no dia 08 de agosto, às 19h, no Sesc Ginástico. A atriz Titina Medeiros é uma das protagonistas na peça Meu Seridó, espetáculo de teatro proporciona um passeio imaginário e delirante por um sertão arcaico e mítico. Um território nostálgico de arengas e amores. O público desfrutará da famosa hospitalidade seridoense. Ficará sabendo das histórias do lugar: uma arena seca e tórrida, onde sobreviver é estratégia. Conhecerá seus habitantes, vivos e mortos, reais e lendários, animais, humanos e até míticos. Ouvirá casos nunca antes contados, por vozes há muito caladas. Em apenas uma hora, dez mil anos de Seridó passarão diante de seus olhos. Universal ao falar da própria aldeia, Meu Seridó versa, acima de tudo, sobre o mais atual (e eterno) dos temas. Trata da relação do Homem com a Terra - que nesse começo de milênio chega a um grave impasse.  As apresentações seguem no 09 de agosto, às 20h, no Sesc São João de Meriti; dia 10 de agosto, às 20h, no Sesc Tijuca e no
dia 11 de agosto, dia 11, às 16h.

Aquelas - Uma Dieta para Caber no Mundo remonta a história de Maria de Bil, santa popular da cidade de Várzea Alegre, Ceará. Assassinada em 1926 pelo seu “companheiro”, transformada em mártir, e até hoje é ícone de devoção do povo da região. No espetáculo, que mistura a história da santa com pessoalidades das intérpretes, o público é convidado a participar do preparo de um indigesto jantar envolvendo facas, carne, sangue e outros elementos, oferecidos à mesa com os corpos das próprias atrizes/performers. Uma encenação delicada e cruel que apresenta, através de quadros performativos, um caleidoscópio das diversas formas de violência de uma sociedade machista. O espetáculo terá apresentações em Campos (Auditório do Senac), no dia 10 de agosto, às 20h, no Sesc Nova Iguaçu, no dia 16 de agosto, às 19h, no Sesc Tijuca, dia 17 de agosto, às 20h, no Sesc Ginástico, dia 18 de agosto, às 18h, no Sesc Niterói dia 23 de agosto, às 19h e no Sesc São João de Meriti dia 24 de agosto, às 19h.

O solo teatral A Mulher do Fim do Mundo é um tiro no escuro, no qual uma mulher se depara com a existência de um corpo que respira a cada segundo para se manter em pé. Neste estado existencialista, estabelece um diálogo visceral e direto do corpo com outros corpos, validando a existência desses vários corpos, atravessando gerações de flagelados sociais. O espetáculo de dança do Macapá terá apresentações no dia 11 de agosto, às 16h, no Sesc Nova Friburgo; no dia 16 de agosto, às 19h, no Sesc Niteroi; no dia 17 de agosto, às 16h, no Sesc Ramos e no dia 18 de agosto, às 20h, no Sesc Tijuca.

No dia 11 de agosto, o Sesc Campos recebe Boca, às 19h,  peça em que o expoente da ação teatral é a figura feminina, com as nuances de ser mulher nos dias atuais. Amor, dor, cura e libertação das amarras da sociedade. Violência sexual e física sofridas pela mulher serão levadas ao palco em fragmentos que permeiam momentos de reflexão e de ação da plateia como coparticipante desta encenação.

Vestido Queimado, narrativa fantasiosa sobre a amizade entre duas pessoas, é resultado de um projeto de pesquisa cênica da companhia. O teatro de papel é uma forma estética e prática de contar histórias que nos interessou bastante, pelo relativo ineditismo na região Norte. A peça de Manaus chega aos palcos do Sesc Niterói, no dia 17 de agosto, às 16h; no Sesc Tijuca (Teatro 2), no dia 18 de agosto,  às 19h; no Sesc Teresópolis, no dia 24/08, às 19h30 e no Sesc Nova Friburgo, no dia 25 de agosto, às 16h.

No dia 16 de agosto, às 15h, o Jardim da UniRio recebe a peça Cavalo Marinho. Contendo música, dança e teatro, o Cavalo Marinho é uma brincadeira típica de algumas cidades da Zona da Mata Norte de Pernambuco. Ao som da rabeca, do pandeiro, da bage e do mineiro, inicia-se com trupés e pisadas e segue com as entradas e saídas das figuras que podem ser de animais ou trajando máscaras de couro, papel machê, goma, carvão e por vezes sem o uso delas, que se revezam ao comando do Capitão com o apito, o mesmo também comanda a dança de São Gonçalo do Amarante (dança dos arcos). Durante a brincadeira surgem várias figuras que nos trazem a reflexão sobre as relações de poder, opressor e oprimido, patrão e empregado. Ao fim, surge o boi assinalando o término do brinquedo onde o Capitão com o apito canta toadas de despedida. As apresentações seguem no Sesc Duque de Caxias (Praça do Pacificador), no dia 17 de agosto, às 14h e no Sesc Quitandinha (Praça do Lago), no dia 18 de agosto, às 11h.

O Sesc Tijuca recebe, nos dias 20 e 21 de agosto, às 16h, o espetáculo O Velho da Horta. Vencedor do Prêmio Maria Clara Machado de 2003 na Categoria Especial, pela excelência da confecção dos bonecos. A montagem foi realizada para comemorar, em 2002, os 500 anos da obra de Gil Vicente, o primeiro dramaturgo da língua portuguesa. Esta farsa, escrita em 1512, é protagonizada por um hortelão idoso que se apaixona por uma jovem freguesa. Embora ela não corresponda ao seu amor, o Velho acredita tê-la conquistado, enganado por uma trapaceira que se faz de intermediária do romance, apenas interessada em arrancar algum dinheiro do ingênuo horticultor. Na primorosa adaptação feita pela Cia. PeQuod, para crianças, jovens e adultos, O Velho da Horta ganha uma montagem divertida com bonecos, que se movimentam através da técnica da manipulação direta para recontar esta história.

O espetáculo Subterrâneo traça um paralelo entre a experiência dos mineiros africanos do século XIX e a sobrevivência da população negra e periférica das grandes metrópoles brasileiras nos dias de hoje. Suburbanos explorados cotidianamente, com suas memórias sendo soterradas e suas vozes abafadas por um regime de extermínio que avança sistematicamente. Como sobreviver? Como ressignificar o cenário e resgatar a humanidade dentro de uma estrutura tão repressora e historicamente violenta? A voz que ecoa na caverna é a mesma que faz a travessia pelas ruas da cidade. As cores e a dores também são as mesmas. A motivação uma só: vida para ser celebrada com toda sua potência, originalidade, ancestralidade, memória e verdade. O manifesto: o corpo, a voz, o canto, dança e o coletivo forte e vivo. O espetáculo de origem paulista começa sua curta temporada no dia 22 de agosto, às 19h, no Sesc Ginástico e, no dia seguinte no mesmo horário, no Sesc Nova Iguaçu.

Do Rio Grande do Sul chega a peça Das Cinzas Coração para apresentações no Sesc Niterói (30 de agosto, 19h), Sesc Nova Friburgo (01 de setembro, às 17h), Sesc São João de Meriti (29 de agosto, às 20h) e Sesc Teresópolis (24 de agosto, às 19h30). Qual o sentido de, em pleno século XXI, num espetáculo de circo-teatro, usar a linguagem do cinema de 100 anos atrás para contar uma história de opressão feminina passada em 1920? É que estas cenas seguem reencenadas na vida real, em todo canto, todas as classes sociais e orientações religiosas ou políticas. O espetáculo brinca que é cinema mudo em preto-e-branco, com trilha ao vivo feita por um pianista como os da época. Tudo pra fazer rir com Aurora, que tenta espremer a poesia possível do seu já murcho lar, nada doce lar.  Porque a gente acredita que não há nada mais transformador que o riso - 23 séculos antes do cinema, Aristóteles já dizia disso. O espetáculo usa como referência um filósofo mais contemporâneo: o cítrico e genial cineasta Buster Keaton. Com o grupo Quimera Criações Artísticas e Teatro Ateliê, de Porto Alegre (RS).

No dia 27 de agosto, às 20h, o Sesc Campos leva ao Teatro Trianon o espetáculo A Mulher Arrastada. Cláudia Silva Ferreira – mulher negra, pobre, 38 anos, mãe de 4 filhos biológicos e 4 adotivos – é brutalmente alvejada pela Polícia Militar ao sair de casa no Morro da Congonha (RJ) para comprar pão para sua família. Seu corpo é atirado às pressas no camburão da viatura e arrastado ainda com vida em meio ao tráfego da capital fluminense sob o olhar horrorizado de motoristas e pedestres. Entrelaçando fato verídico e ficcional, esta peça-manifesto mostra a figura trágica de Cláudia reivindicando o que durante a cobertura jornalística do caso foi aos poucos apagado: o seu nome, elemento este que foi substituído pela impessoal, violenta e cruel alcunha de “Mulher Arrastada”.

Em O Teatro dos Seres Imaginários, ao entrar no cenário, o público depara-se com o inesperado. O palco não está onde deveria estar, as pessoas são chamadas a ocuparem o espaço cênico e iniciar uma viagem sensitiva ao encontro dos seres e da imaginação. É uma experiência única aproximando expectadores que na penumbra do teatro se veem confrontados pelo desconhecido. Sob os voos rasantes de fantásticas criaturas aladas, crianças e adultos se encontram em estado de contemplação das diferenças intimamente conectados ao mundo dos seres imaginários. As apresentações ocorrem no dia 28 de agosto, às 16h, no Pátio das Tamarineiras, no Sesc Tijuca; na Praça do Pacificador em Duque de Caxias, no dia 30 de agosto, às 14h e no dia 01 de setembro, às 16h, no Sesc Nova Iguaçu.

Palco Giratório. O Palco Giratório é um projeto consolidado no cenário cultural brasileiro e de importância especial para municípios do interior, cujas populações encontram mais dificuldade em acessar uma produção artística diversificada e continuada. A grande capilaridade do Sesc possibilita que todos os estados brasileiros recebam o projeto. Cada vez mais alcança não apenas as capitais, mas também as pequenas cidades, descentralizando a arte e estabelecendo outras redes de circulação e intercâmbio no país.

Esta é a 22ª edição do Palco, que é a maior iniciativa de circulação de espetáculos do Brasil, promovendo um intercâmbio riquíssimo entre grupos de todo o país. Nestes 22 anos, foram 642 apresentações e 1.382 horas de oficinas, realizadas por 20 grupos artísticos, alcançando 138 cidades brasileiras.

Os artistas desta edição foram selecionados por meio de uma curadoria formada por 33 profissionais do Sesc de todo o Brasil. A partir de critérios como diversidade de linguagem, regiões do país, faixa etária e trajetória dos artistas, a curadoria mapeia questões e tendências latentes no contexto atual das artes cênicas brasileiras.

SERVIÇO:

Meu Seridó

Sesc Ginástico | 08/08 - 19h - 19h | 12 anos | GRÁTIS (PCG), R$ 7,50 (habilitado Sesc), R$ 15 (meia-entrada), R$ 30.
Entrada solidária: 1 kg de alimento não perecível, que será revertido para o projeto Mesa Brasil.
Sesc São João de Meriti | 09/08 – 20h  - Grátis
Sesc Tijuca (Teatro 1) | 10/08 - 20h - Grátis
Sesc Nova Iguaçu | 11/08 - 16h - Grátis

Aquelas – Uma Dieta para Caber no Mundo


Campos (Auditório do Senac) | 10/08 – 20h - 14 anos | Entrada solidária: 2 kg de alimentos não perecíveis, que serão revertidos para o projeto Mesa Brasil.
Sesc Nova Iguaçu | 16/08 - 19h - 14 anos | GRÁTIS
Sesc Tijuca (Teatro 1) | 17/08 – 20h - 14 anos | GRÁTIS
Sesc Ginástico | 18/08 - 18h - 14 anos | GRÁTIS (PCG), R$ 7,50 (habilitado Sesc), R$ 15 (meia-entrada), R$ 30. Entrada solidária: 1 kg de alimento não perecível, que será revertido para o projeto Mesa Brasil.
Sesc Niterói | 23/08 - 19h - 14 anos | GRÁTIS (habilitado Sesc, menores de 16 anos e PCG), R$ 5 (meia-entrada casos previstos por lei, estendida para professores e classe artística mediante apresentação de registro profissional), R$ 10.Entrada solidária: 50% de desconto mediante a doação de 1 kg de alimento não perecível, que será revertido para o Projeto Mesa Brasil.
Sesc São João de Meriti | 24/08 – 19h - 14 anos – Grátis

A Mulher do Fim do Mundo

Sesc Nova Friburgo | 11/08 – 16h - 10 anos | GRÁTIS (habilitado Sesc, PCG e classe artística mediante apresentação do registro profissional), R$ 5 (meia-entrada) e R$ 10.
Sesc Niterói | 16/08 - 19h - 14 anos | GRÁTIS (habilitado Sesc, menores de 16 anos e PCG), R$ 5 (meia-entrada casos previstos por lei, estendida para professores e classe artística mediante apresentação de registro profissional), R$ 10. Entrada solidária: 50% de desconto mediante a doação de 1 kg de alimento não perecível, que será revertido para o Projeto Mesa Brasil.
Sesc Ramos | 17/08 - 16h - Livre | GRÁTIS (habilitado Sesc e PCG), R$ 5 (meia-entrada), R$ 10.
Sesc Tijuca (Teatro 1) | 18/08 – 20h - 14 anos | GRÁTIS

Boca

Sesc Campos | 11/08 – 19h

Vestido Queimado


Sesc Niterói | 17/08 – 16h - Livre | GRÁTIS (habilitado Sesc, menores de 16 anos e PCG), R$ 5 (meia-entrada casos previstos por lei, estendida para professores e classe artística mediante apresentação de registro profissional), R$ 10. Entrada solidária: 50% de desconto mediante a doação de 1 kg de alimento não perecível, que será revertido para o Projeto Mesa Brasil.
Sesc Tijuca (Teatro 2) | 18/08 – 19h - Livre | GRÁTIS
Sesc Teresópolis | 24/08 - 19:30 - Livre | GRÁTIS
Sesc Nova Friburgo | 25/08 – 16h - Livre | GRÁTIS (habilitado Sesc, PCG, menores de 16 anos e classe artística mediante apresentação do registro profissional), R$ 5 (meia-entrada) e R$ 10.

Cavalo Marinho

Jardim da Unirio | 16/08 - 15h - | GRÁTIS
Duque de Caxias (Praça do Pacificador) | 17/08 - 14h - GRÁTIS
Sesc Quitandinha (Praça do Lago) | 18/08 – 11h – GRÁTIS

O Velho da Horta

Sesc Tijuca (Teatro 1) | 20 e 21/08 – 16h

Subterrâneo


Sesc Ginástico | 22/08 - 19h
Sesc Nova Iguaçu | 23/08 - 19h

Das Cinzas Coração


Sesc São João de Meriti | 29/08 – 20h - GRÁTIS
Sesc Niterói | 30/08 - 19h - GRÁTIS (habilitado Sesc, menores de 16 anos e PCG), R$ 5 (meia-entrada casos previstos por lei, estendida para professores e classe artística mediante apresentação de registro profissional), R$ 10. Entrada solidária: 50% de desconto mediante a doação de 1 kg de alimento não perecível, que será revertido para o Projeto Mesa Brasil.
Sesc Teresópolis | 31/08 – 19:30 - GRÁTIS
Sesc Nova Friburgo | 01/09 – 17h - GRÁTIS

A Mulher Arrastada


Campos (Teatro Trianon) | 27/08 – 20h -12 anos | Entrada solidária: 2 kg de alimentos não perecíveis, que serão revertidos para o projeto Mesa Brasil.

Teatro dos Seres Imaginários 

Sesc Tijuca (Pátio das Tamarineiras) | 28/08 – 16h - GRÁTIS
Duque de Caxias (Praça do Pacificador) | 30/08 - 14h - Livre | GRÁTIS - Praça do Pacificador
Sesc Nova Iguaçu | 01/09 - 16h – GRÁTIS
Programação dos filmes em cartaz