Bom dia!           Terça 04/08/2020   11:55
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Esporte e Lazer > Participação nos Jogos Estudantis da Prefeitura bate recorde este Ano
Participação nos Jogos Estudantis da Prefeitura bate recorde este Ano
26/05/2019 - 08:07 - São 50 escolas inscritas e cerca de três mil alunos participando dos Jogos Estudantis Unificados de Petrópolis (Jeups) desse ano. Os números da edição de número 55 da competição são destaques no cenário esportivo da cidade: a prefeitura prevê mais de 250 horas de atividades esportivas variadas nas categorias sub-13, 15 e 18. São nove modalidades em disputa, sendo cinco coletivas: basquete, futebol de campo, futsal, handebol e vôlei; e quatro individuais como o tênis de mesa, xadrez, judô e atletismo. Além delas, o apoio ao Banco de Sangue Santa Teresa é a novidade para 2019. As instituições de ensino que levarem o maior número de pessoas para a mobilização ganharão pontos equivalentes aos esportes em disputa.

A adesão das escolas ao Jeups aumentou desde o início da atual gestão. Em 2016, apenas 19 participaram. Em 2017 foram 41, no ano passado 44 e neste ano, com 50, os jogos chegaram ao maior número de instituições inscritas na história. O governo municipal entende que os jovens devem ser influenciados à prática esportiva o mais cedo possível, pois isso irá auxiliar na qualidade de vida deles. Especialistas dizem que, quanto mais cedo as crianças adotarem o hábito do esporte, menos propensos estarão a doenças. “É um objetivo nosso incentivar os jovens na prática de alguma atividade”, garante o prefeito Bernardo Rossi.

Fora a prevenção, a prática esportiva traz benefícios físicos e fisiológicos diretos na formação corporal, como o estímulo do sistema cardiorrespiratório. Benefícios emocionais também são assegurados e os pequenos podem testar suas capacidades motoras e sociais, se deparando com comportamentos imprescindíveis na convivência social. “O esporte abre portas para a sociabilidade e contribui fortemente para a educação e a disciplina. Esses aspectos serão úteis para o resto da vida. A inteligência interpessoal é estimulada e o aluno também aprende a lidar com o próximo”, explica Henrique Zanatta, diretor do Colégio São Tomás de Aquino.

Segundo estudo coordenado pela Organização Mundial da Saúde(OMS), o Brasil terá 11,3 milhões de crianças acima do peso em 2025. Nas últimas quatro décadas, o índice de obesidade entre meninos saltou de 0,93% para 12,7%. Entre as meninas, o crescimento foi menor, mas ainda assim elevado:passou de 1,01% em 1975 para 9,37% em 2016. Na contramão desse caminho, os jogos estudantis acontecem na fase da vida mais importante para se estabelecer hábitos saudáveis. “O nosso trabalho é incentivar que mais alunos da escola participem dos treinamentos. É uma meta nossa ter a maioria dos estudantes ativos, praticando algum esporte”, disse Ana Carolina Ferreira, professora de educação física do Colégio Alaor.

O regulamento deste ano do Jeups permitiu a inscrição de um mesmo atleta para três esportes em equipe nas categorias sub-15 e 18. A mudança atende a um pedido das escolas menores, que contam com menos alunos e ficavam de fora de algumas modalidades. “Esse é um detalhe importante, que faz toda a diferença para a nossa escola. Como temos poucos alunos, a maioria deles jogam todas as modalidades coletivas”, conta Uilian Rolim Barcellos, professor de educação física da Escola João de Barro, que participa pela primeira vez dos jogos.

“O sentimento é o melhor possível. Nossos alunos estão muito animados com a participação no Jeups. A interação com outros alunos é algo muito importante para eles, já que a escola é de Itaipava, um pouco mais distante. Além disso, eu sinto também o friozinho na barriga de quem também já jogou o Jeups”, disse Uilian.

Outra novidade deste ano é a criação do projeto Selecionados Jeups. Serão formadas seleções com os principais atletas das categorias sub-15 e 18 no basquete, handebol, vôlei e futsal (apenas no feminino, já que no masculino a Liga Petropolitana de Desportos representa a cidade)."A ideia é que essas equipes disputem competições regionais e estaduais levando o nome de Petrópolis, como forma de incentivar a participação de mais jovens no Jeups. Acreditamos no potencial dos nossos estudantes para representar a nossa cidade", assegura Leandro Kronemberger, superintendente de Esportes e Lazer.

Até o momento, já aconteceram os jogos da fase inicial do vôlei, basquete e handebol. A segunda fase e as modalidades individuais acontecem no segundo semestre. O evento de encerramento com a premiação dos alunos e das escolas vai acontecer no mês de outubro no Sesc Quitandinha. As tabelas com as partidas da primeira fase dos esportes coletivos estão disponíveis no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

“Os números demonstram a preocupação da prefeitura em proporcionar mais saúde e qualidade de vida para os estudantes da cidade, abrindo mais espaço para que os jovens mostrem seus talentos.Ferramenta na prevenção de doenças, o esporte também é uma forma de transformar a realidade das crianças e dos adolescentes”, completa Leandro.
Programação dos filmes em cartaz