Bom dia!           Terça 16/07/2019   11:00
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Palestras e Workshops > Workshop Motivacional de Gestores Públicos acontece em Petrópolis no dia 15/04 das 8h ás 17h
Workshop Motivacional de Gestores Públicos acontece em Petrópolis no dia 15/04 das 8h ás 17h
A ação do Instituto Oldemburg reunirá secretários de Educação, gestores e diretores das instituições de diferentes partes do país, que serão contempladas pelo projeto Sala de Leitura

08/04/2019 - 16:07 - Já tem data marcada o Workshop Motivacional de Gestores Públicos do Projeto Prazer de Ler / Salas de Leitura, promovido pelo Instituto Oldemburg, que investe em estratégias pedagógicas para implantação de bibliotecas em diversos segmentos sociais no Brasil. O evento será no dia 15 de abril, na Casa da Educação Visconde Mauá, na cidade de Petrópolis, no Rio de Janeiro, das 8h às 17h, e contará com a presença de secretários de Educação, gestores e diretores de instituições de diversas partes do país, que serão contempladas pelo projeto este ano.

Em 2019, o Instituto Oldemburg de Desenvolvimento lançará 12 bibliotecas comunitárias. Com o patrocínio da CTG Brasil, o projeto será implementado nos municípios de Caçu e Itarumã, em Goiás, e em Cerro Negro, São José do Cerrito e Vargem, no estado de Santa Catarina. Petrópolis, no estado do Rio de Janeiro, e Vera Cruz, na Bahia, também receberão novas Salas de Leitura. Isto sem falar na qualificação de duas Salas de Leitura em Cabrália, também na Bahia, com patrocínio do Instituto Oldemburg. Até o final deste ano, serão 872 Salas de Leitura espalhadas pelo Brasil. A iniciativa conta com a parceria com o Ministério da Cidadania.

“As comunidades do entorno de nossas usinas estão entre as nossas prioridades. Buscamos não só manter relacionamentos duradouros, mas também participar da vida e do desenvolvimento dessas comunidades, levando cultura, lazer, qualidade de vida. Patrocinar esse projeto e possibilitar que cada vez mais pessoas tenham acesso à leitura é uma das formas de alcançarmos esses objetivos”, diz Juliana Lu, Consultora de Sustentabilidade da CTG Brasil.

O acervo de cada Sala de Leitura é composto por mil livros, abrangendo diversas faixas etárias e áreas de interesse, como: Literatura Brasileira, Literatura Estrangeira, Literatura Infanto juvenil, Ciências Sociais, História, Desenvolvimento Pessoal, Artes e Filosofia.

Além de incentivar a leitura – com a disponibilização de um acervo de qualidade, para crianças, jovens e adultos que normalmente não têm acesso ao livro –, o Sala de Leitura busca promover a integração do binômio escola-comunidade. Implantado prioritariamente em instituições educacionais, o projeto tem como objetivo principal fortalecer os laços de cooperação com a escola e fomentar polos culturais nas comunidades contempladas. Também beneficia associações de moradores, centros culturais, ONGs, hospitais, unidades do sistema prisional, entre outras entidades públicas e sem fins lucrativos, comprometidas em perpetuar a operacionalização das salas.

Já confirmaram presença no Workshop Motivacional de Gestores Públicos, a secretária de Educação de Petrópolis, Marcia Palma, a gestora Sâmea Ázara, da Escola São Judas Tadeu e a orientadora educacional, Marcela Texeira Paixão. A Cidade Imperial contará

com mais uma Sala de Leitura. A secretária de Educação Cléria Ferreira Guimarães do Nascimento, de Caçu, em Goiás, também estará presente. A localidade será contemplada com duas Salas de Leitura. Ainda sobre Goiás, a cidade de Itarumã, receberá duas salas. A região estará representada pela secretária de Educação Silvana Aparecida Alves Machado Silva. Quem irá representar município de Cerro Negro, em Santa Catarina, é a secretária de Educação Sandra Maria Conrado de Jesus. São José do Cerrito, também em Santa Catarina, que será presenteada com duas Salas de Leitura, no evento, estará representado pela secretária de Educação, Ana Maria Marcon dos Santos. Ainda integrará o time do Workshop Motivacional de Gestores Públicos, a secretária de Educação de Vargem, em Santa Catarina, Isaura Aparecida Ramos Dalcanalle.  

“Além de atuarmos na construção do hábito da leitura, o projeto Sala de Leitura fortalece os laços de cooperação entre a instituição e a sua comunidade, que, ao receber uma biblioteca com mil livros e se engajar no processo de capacitação de agentes de leitura, reforça e amplia sua atuação pública perante seus alunos, agentes, professores e pedagogos”, explica Cristina Oldemburg, presidente do Instituto Oldemburg de Desenvolvimento.

Detalhes sobre as Salas de Leitura

Em 2003, o Sala de Leitura saiu do papel para ganhar projeção nacional. O que começou como uma doação de livros evoluiu para uma série de ações de mobilização social, engajamento de gestores públicos e capacitação de agentes de leitura. Hoje, com mais de 800 espaços de leitura implantados no Brasil, o Instituto Oldemburg de Desenvolvimento tem mais de 4.600 instituições cadastradas formalmente, com cartas de solicitação para receberem as bibliotecas. Mais de 20 grandes empresas já patrocinaram a entrega de Salas de Leitura, e acima de 200 órgãos públicos, envolvidos na identificação de oportunidades para doação de acervo, apoiam a implantação do projeto.

A fim de aproximar o público da literatura brasileira, as Salas de Leitura homenageiam autores nacionais. Este ano, o escritor prestigiado é Fernando Sabino, pelos 40 anos de sua obra “O Grande Mentecapto”.

O projeto Sala de Leitura qualifica a mão de obra local para atuar nas bibliotecas, por meio de estratégias pedagógicas pontuais. A primeira delas é o Workshop Motivacional de Gestores Públicos, voltado para as instituições contempladas. A segunda é a

Capacitação de Agentes de Leitura, na qual, representantes da instituição e da comunidade são capacitados para atuarem como agentes de leitura indicados pelos gestores públicos. A terceira ação são as Vivências Literárias, uma estratégia que visa a motivar a instituição receptora a planejar e realizar eventos literários na comunidade.

O projeto contribui para Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas, com atividades que visam à inclusão social, a redução das desigualdades sociais e a diminuição da pobreza em todas as suas formas. Está em sintonia com o conceito contemporâneo criado pelo do australiano Jon Hawkes, que em 2001 convenceu o mundo que a Cultura é o quarto pilar da sustentabilidade, já que todo  e qualquer desenvolvimento socioeconômico precisa ser acompanhado de vitalidade cultural, movido pela proatividade e engajamento dos cidadãos, aumento do capital e da coesão social, valorizando os legados históricos e promovendo a consolidação das identidades culturais regionais.

“Nosso projeto pretende demonstrar que ao valorizar a dimensão do universo literário, contribui para criar uma cultura de sustentabilidade a partir do ambiente escolar e de produção de conhecimento, onde as lições aprendidas perduram para o resto de nossas vidas”, conclui Cristina Oldemburg.

Sobre o Instituto Oldemburg

Em 2003, Cristina Oldemburg criou o Instituto Oldemburg de Desenvolvimento (IOD), por meio do qual desenvolve o projeto Leitura Para Todos / Sala de Leitura, que implementou Salas de Leitura em 24 estados brasileiros, beneficiando instituições como escolas públicas, associações de bairro, hospitais, presídios e outras entidades, permitindo que estas tenham acervos próprios, abertos à comunidade local, com obras nacionais e estrangeiras de diferentes áreas de interesse.

É uma entidade sem fins lucrativos, que nasceu com o objetivo de planejar e executar projetos socioculturais capazes de transformar positivamente a realidade em que vive uma grande parcela da população brasileira, a partir do acesso à educação e ao conhecimento.

O IOD tem como meta pensar o homem em suas potencialidades de crescimento pessoal e profissional, incentivando jovens colaboradores a formação de um comportamento empreendedor e estimulando empresas a participarem de ações efetivas que possam ajudar a construir, diariamente, os alicerces da cidadania em nosso país.

Em outubro de 2007, foi conferida pelo Ministério da Justiça a qualificação de Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) ao Instituto.
Programação dos filmes em cartaz