Boa noite!           Terça 25/06/2019   18:49
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Transporte > Defesa Civil distribui Cartilhas de Prevenção aos Desastres de Origem Natural nos Terminais Rodoviários
Defesa Civil distribui Cartilhas de Prevenção aos Desastres de Origem Natural nos Terminais Rodoviários
Cartazes do programa SOS Chuvas também serão instalados nos ônibus dos terminais do Centro, Itamarati e Corrêas

09/01/2019 - 16:45 - Com o objetivo de reforçar o trabalho de prevenção realizado nas comunidades e nas escolas, a Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias vai entregar cartilhas de prevenção aos desastres de origem natural nos terminais rodoviários urbanos. Além disso, os agentes fixam os cartazes do programa SOS Chuvas – criado pela prefeitura para reduzir o número de construções irregulares – no comércio próximo da região próxima. O primeiro dia de atividades será na segunda-feira, dia 14, no Centro, e segue até quarta nos terminais do Itamarati (15.01) e Corrêas (16.01). A atividade faz parte das ações organizadas e pactuadas do Plano Verão municipal.

"No último verão, os índices de chuva cresceram 120% e a quantidade de ocorrências registradas quase 50%. Esse indicativo é importante para que o trabalho nos bairros seja intensificado. Os terminais rodoviárias concentram um grande número de moradores dos bairros, e dessa maneira, vamos chegar a todos os distritos da cidade", garante o prefeito Bernardo Rossi.

"Até o fim do verão, estamos trabalhos em duas frentes: prevenção aos desastres de origem natural e de resposta as ocorrências. São ações de conscientização para os moradores, além do plantão permanente dos órgãos de resposta, como a Defesa Civil, CPTrans, Comdep, Guarda Civil Municipal e Corpo de Bombeiros", destaca o prefeito.

Com 234 áreas de risco alto ou muito alto – equivalente a 18% do município - e um déficit habitacional de 12 mil casas, a conscientização e o empoderamento dos moradores é uma atividade importante na prevenção aos desastres de origem natural. A atuação dos agentes nas comunidades é prevista nos planos de contingência da cidade - organizados e atualizados anualmente pela Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias.

Neles constam matrizes de atividades e responsabilidades assumidas pelas instituições de resposta de acordo com as ameaças de cada estação. Segundo o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz, o objetivo do trabalho é desenvolver a cultura da prevenção na cidade, orientando os moradores.

"Entre as dicas da cartilha estão à preparação de um kit de emergência, com alimentos, remédios e material de higiene que devem ficar em um local de fácil acesso, o conserto de vazamentos em reservatórios e caixas-d’água, além de orientar que a população não jogue lixo ou entulho nas encostas. Com a realização desse trabalho, estamos desenvolvimento a cultura de prevenção aos desastres naturais em Petrópolis”, explica Paulo Renato.

A ação é integrada também ao programa SOS Chuvas, que conta com estagiários voluntários cadastrados. São estudantes de arquitetura e engenharia das universidades Estádio de Sá e UCP que se colocaram à disposição da prefeitura para trabalhar nas áreas de Defesa Civil, Obras e Meio Ambiente.

O projeto é uma oportunidade para os alunos executarem na prática aquilo que aprendem dentro de sala de aula. Além disso, existe a troca de experiências com os profissionais da prefeitura que trabalham em uma das secretarias que participa do projeto. Segundo o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, o SOS Chuvas é mais uma ação do governo municipal com foco na prevenção aos desastres de origem natural.

“O programa faz parte do eixo operacional, com ações nas comunidades com maiores riscos geológicos. Os benefícios para a cidade são diversos. Para os alunos o desenvolvimento profissional é indiscutível, pois vão trabalhar com profissionais competentes da prefeitura, desde geólogos, engenheiros e arquitetos”, disse Paulo Renato.
Programação dos filmes em cartaz