Boa noite!           Terça 30/11/2021   18:52
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Saúde > Ambulatório do HAC atendeu mais de 38 Mil Pacientes de Janeiro a Junho
Ambulatório do HAC atendeu mais de 38 Mil Pacientes de Janeiro a Junho
Unidade reformulou protocolos e agilizou atendimentos

16/07/2018 - 18:01 - Mudanças de fluxos e de protocolos de atendimentos, aliadas a mutirões de consultas, ajudaram o Ambulatório do Hospital Acides Carneiro (HAC) a reduzir em quase 100% a fila de espera para consultas e exames em especialidades como urologia pré-operatória, otorrinolaringologia, reumatologia, cardiologia e para espirometria.

A unidade também reforçou o quadro de oftalmologistas com a contratações de mais uma profissional, oferecendo mais 200 consultas por mês na especialidade. O ambulatório do Hospital Alcides Carneiro oferece 30 especialidades médicas. No ano passado foram 69 mil atendimentos. Em 2018, de janeiro até o início de junho, quase 38 mil pacientes foram atendidos. No mês de maio, durante apenas um dia de mutirão, mais de 400 consultas foram realizadas no HAC.

“É um compromisso que firmamos em cuidar não só das emergências e dos atendimentos de média e alta complexidade do município, mas também reduzir a espera por exames e consultas médicas. Queremos facilitar ainda mais o acesso às consultas e exames e agilizar a entrega dos resultados, o que é muito importante para o diagnóstico e tratamento das doenças”, destaca o prefeito Bernardo Rossi.

A unidade passou a contar, desde o ano passado, com novo sistema de agendamento de consultas de retorno médico. Esta mudança foi fundamental para reduzir a espera para remarcação. Após a consulta com o médico, o usuário já sai da unidade com a data do retorno agendado. Geralmente, o tempo de remarcação era de dois meses para que a pessoa conseguisse realizar os exames e apresentar o resultado ao médico.

“É um esforço coletivo na busca pelo melhor atendimento para a população. No ano passado, implementamos este novo protocolo de atendimento e, no mês de maio, com o mutirão de consultas ambulatoriais, mais de 400 pessoas que aguardavam na fila foram atendidas. Estamos buscando dar mais agilidade no atendimento para receber todos da melhor forma”, avalia o secretário de Saúde, Silmar Fortes.

O espaço conta com consultórios e salas de atendimento para as consultas de atenção básica, como clínica médica, clínica cirúrgica, pré-natal, ginecologia, pediatria e as consultas de atenção secundária. A média mensal neste ano da unidade é de mais de 7 mil atendimentos.

Além da redução de quase 100% da espera por consulta de urologia pré-operatória, otorrinolaringologia, reumatologia, cardiologia e para espirometria, a unidade conta, desde maio, com mais um oftalmologista, aumentando o número de atendimentos mensais de 120 para 320. A doméstica Cleia da Silva, de 58 anos, fez, nesta segunda-feira (16.07), o exame de retorno de oftalmologia. Ela conta que o atendimento, tanto no Ambulatório do HAC quanto no Ambulatório Escola, em Cascatinha, onde também recebe acompanhamento, tem sido de grande satisfação.

“Tanto lá, quando procuro assistência, quanto aqui (HAC) o atendimento é sempre muito bom. Estou vindo para exame de retorno e agradeço a todos pelo ótimo atendimento. A doutora Priscila (oftalmologista) é sempre um amor comigo. Fico feliz que a Saúde do município está ampliando o atendimento. São mais pessoas podendo receber esta atenção”, conta dona Cleia.

Agendamento de consultas também é feito pelo 0800

Para o primeiro atendimento na unidade o paciente deve ter um encaminhamento fornecido pelo médico no posto de saúde ou unidade básica de saúde. Esse encaminhamento é regulado pela Secretaria Municipal de Saúde para agendamento junto ao hospital. Já os atendimentos voltados à atenção básica – clínico geral, ginecologista, pré-natal e pediatria podem ser agendados diretamente no Ambulatório do HAC ou pelo telefone 0800 28 24646.

O coordenador do ambulatório Rene Giardini, explica que o atendimento do 0800 foi dividido, no ano passado, em três dias no mês para facilitar o acesso à população.

“Antes era um dia só por mês com todas as especialidades, a população reclamava que o telefone ficava congestionado por muito tempo e não conseguia agendar. Agora eles são divididos por dia e especialidade, assim a pessoa pode ligar com mais tranquilidade”, avalia. Atualmente, são atendidas, em média, cerca de 350 ligações por dia.

Para agendar as consultas é necessário que o paciente tenha o cartão do ambulatório que é feito na recepção apresentando os documentos: Carteira de Identidade, CPF, Cartão SUS e comprovante de residência no próprio nome. Para crianças, são necessários Certidão de Nascimento e cartão do SUS da criança, além da Carteira de identidade, CPF e comprovante de residência do responsável. O cartão é feito de segunda à sexta, de 7 às 18h.
Programação dos filmes em cartaz