Boa noite!           Sexta 19/10/2018   21:47
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Notícias > Campanha Xô Mosquito é fortalecida durante o Carnaval
Campanha Xô Mosquito é fortalecida durante o Carnaval
Agentes de Endemias irão Panfletar e orientar a População na Praça da Liberdade

Resultado do 1º Liraa de 2018 aponta 56 imóveis com criadouros do mosquito

09/02/2018 - 17:12 - Aproveitando o período de Carnaval, a Secretaria de Saúde irá reforçar as estratégias de combate ao mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya, na Praça da Liberdade a partir deste sábado (10.02).  Os agentes de endemias atuarão até quarta-feira (14.02) de 11 às 19h divulgando as ações da campanha Xô Mosquito.

Dentre as iniciativas que serão reforçadas junto à população estão os “10 minutos contra o Aedes aegypti”, onde os moradores cumprem um roteiro de inspeção nos quintais das residências a fim de eliminar os possíveis criadouros do mosquito. Após o resultado do primeiro Levantamento de Índice Rápido para o Aedes aegypti (LIRAa) de 2018, que apontou 56 residências com criadouros positivos, a Saúde está unindo forças entre as equipes a fim de fortalecer a conscientização da população sobre a prevenção das doenças relacionadas ao mosquito.

“Esse é o momento de unirmos forças, para que, juntos, possamos reduzir esse número de criadouros e assim impedir o mosquito de nascer. A dengue é uma doença grave que pode levar a morte. Vamos reforçar a campanha Xô Mosquito intensificando os dez minutos contra o Aedes aegypti. A população deve permanecer vigilante às suas casas, vizinhos e comunidade”, afirma Silmar Fortes.

Durante o sábado de carnaval, os agentes ainda estarão panfletando na feira Deguste na Praça da Águia. A diretora da Vigilância em Saúde, Elisabeth Wildberger explica que este é o momento da população se unir para combater o mosquito que leva de 7 a 10 dias para chegar de ovo à fase adulta, portanto, basta que a população elimine os criadouros de sua casa uma vez por semana para reduzir os casos de Dengue, Zika e Chikungunya.

“Agindo uma vez por semana na limpeza de calhas, vasos de plantas, potes de água dos animais domésticos, eliminando potes e pneus ou qualquer objeto que possa acumular água, a população interfere no desenvolvimento do vetor. Com uma ação semanal, é possível impedir que ovos, larvas e pupas do mosquito cheguem à fase adulta, freando a transmissão dessas doenças. Estamos preparando os informativos para que os agentes de Saúde também possam levar a informação dos 10 minutos nas comunidades onde atuam”, anuncia.

A prefeitura busca manter a redução dos casos da doença que no último verão registrou apenas 33 casos de dengue – uma redução de quase 96% no número de casos frente aos dados de 2016. Por conta disso, o secretário de Saúde, Silmar Fortes, convocou as equipes para atuação imediata nos bairros – Quitandinha, Independência, Meio da Serra, Chácara Flora, Vila Felipe, Bingen, Capela, Provisória, Floresta, Mosela, Retiro, Alto da Serra, Caxambu, Quissamã, Boa Vista e Cascatinha, regiões com criadouros positivos do mosquito. Este ano, o verão está mais chuvoso, o que proporcionou o aumento do número de criadouros.

No verão passado a prefeitura lançou a campanha “Xô Mosquito” que reuniu esforços não só de profissionais da Secretaria de Saúde, mas também da Educação e da Defesa Civil e Ações Voluntárias. A coordenadora da Vigilância Ambiental, Maria Beatriz Pellegrini, explica que as ações preventivas serão reforçadas e já estão sendo realizadas constantemente pelos agentes de endemias em diversos bairros do município.

“Nossa ação é educativa e estamos em busca de multiplicadores que nos ajudem a conscientizar toda a comunidade sobre a importância de se acabar com os focos do mosquito. A ação do Carnaval será importante para divulgarmos os dez minutos contra o Aedes que são ações simples que a pessoa pode fazer em casa tendo atenção aos vasos de planta, desobstruindo calhas, verificando pequenos depósitos de água que podem se formar no jardim como potes, pneus e até mesmo sacos plásticos que servem para cobrir objetos em áreas externas. Quando chove, todos esses espaços podem se tornar um criadouro do mosquito então é preciso atenção e cuidado”, avalia Maria Beatriz Pellegrini.
Spa Serra Morena