Boa noite!           Terça 07/12/2021   03:57
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Saúde > UPAs aumentam número de atendimento em 20% e custam R$ 1,6 milhão a menos
UPAs aumentam número de atendimento em 20% e custam R$ 1,6 milhão a menos
22/11/2017 - 13:01 - No primeiro mês ‘cheio’ com 30 dias de serviço prestados pelas UPAs -  em outubro - a prefeitura contabilizou uma economia de mais de R$ 800 mil - valores a menos a serem pagos - pela gestão de cada uma das unidades.  Em contrapartida, aumentou o número de atendimentos: 300 de média em cada unidade por dia.  O pagamento por cada UPA, que chegou a R$ 1,9 milhão por mês na gestão passada, caiu para pouco mais de R$ 1 milhão por cada unidade. 
 
A nova gestão das UPAs não significa apenas uma economia de R$ 1,6 milhão ao mês pelas duas unidades. No novo modelo a prefeitura deixou de arcar com despesas que não eram atribuição do município, mas acabavam sendo custeadas pela prefeitura, na gestão anterior: água, luz, telefone, combustível, lavagem de roupas, medicamentos, insumos e até internet. Estas despesas somam R$ 500 mil mensais e eram custeadas pela prefeitura. Com o novo modelo de gestão e maior controle das unidades, a prefeitura consegue economizar e aumentar a qualidade de atendimento.
 
“Vamos ter um atendimento de excelência nas unidades. Nesta primeira fase colocamos a casa em ordem e agora com estabilização de atendimentos e rotinas em pleno andamento é avançar”, afirma o secretário de Saúde, Silmar Fortes, apontando que equipes da Saúde e do Controle Interno da prefeitura iniciam auditoria nas contas das UPAs referentes aos anos anteriores.
 
O levantamento será entregue ao Ministério Público Federal.  Nele, constarão gastos que não eram atribuição do município, mas que foram custeados desde 2011 pela prefeitura, o que pode ter lesado a cidade a nestes anos, pois o município arcou com despesas que não eram sua atribuição. A soma de todas as despesas que foram irregularmente custeadas pela prefeitura, em apenas um ano, por exemplo em 2016, somam R$ 6 milhões.
 
O corpo de funcionários das UPAs é de 251 pessoas entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e equipe administrativa em cada unidade. As unidades atenderam 18 mil pessoas em outubro e a manutenção das duas unidades no mês passado foi de R$ 2,1 milhão, ou seja, 55% menor do que os R$ 3,6 milhões que eram gastos na gestão passada.
 
O número de atendimentos agora nas unidades já é 20% maior. Até setembro as UPAs atendiam média de 250 pessoas por dia e este número agora é de 300 atendimentos.
 
Salários em dia
 
A prefeitura assinalou ao consórcio Saúde Legal que mantenha os vencimentos de celetistas e cooperados em dia. O consórcio explica que os salários para celetistas são pagos até o quinto dia útil do mês seguinte e, dos cooperados, conforme contrato com os profissionais, é até o dia 20 do mês subseqüente. A folha dos cooperados, em outubro, foi quitada nesta quarta-feira (22.11), com dois dias de atraso. O consórcio se comprometeu com a prefeitura a manter os vencimentos rigorosamente dentro do prazo nos próximos meses.
Programação dos filmes em cartaz