Boa noite!           Domingo 07/03/2021   19:08
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Transporte > CRAM realiza palestra para funcionárias da CPTrans
CRAM realiza palestra para funcionárias da CPTrans
Ação faz parte da campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres

22/11/2017 - 07:23 - O Centro de Referência e Atendimento à Mulher (CRAM) iniciou nesta terça-feira (21.11) a campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres, que teve como pontapé inicial uma palestra realizada na sede da CPTrans, no Centro, destinada às funcionárias do órgão. A ação explicou o que é o CRAM e como o órgão funciona, além de inteirar as 22 mulheres presentes no encontro sobre a Lei Maria da Penha e os tipos de violência existentes. A campanha, de abrangência mundial, segue até o dia 8 do próximo mês em Petrópolis.

“É muito gratificante trazer estas ações às petropolitanas, e a receptividade das funcionárias da CPTrans foi muito positiva nas palestras de hoje. Tivemos depoimentos de vítimas de violência doméstica que nunca haviam tocado no assunto, mulheres que tinham dúvidas sobre assédio moral e muito mais. Explicamos a todas o que é o CRAM e como funciona, do primeiro contato até o encaminhamento e acompanhamento do órgão, algo que muitas não sabiam”, explica a coordenadora do CRAM, Cléo de Marco.

As ações foram iniciadas na sede da CPTrans, no Centro, e contaram com a presença da assistente social do CRAM, Olívia David, que, ao lado da coordenadora Cléo de Marco, falou sobre o funcionamento do órgão e das políticas públicas acerca da violência contra a mulher.

“Falamos sobre como funciona o CRAM e como a mulher pode chegar a nós. Também falamos sobre a lei Maria da Penha, explicando o que configura a lei e quais casos se encaixam nela. Além disso, diferenciamos os tipos de violência existentes: moral, verbal, patrimonial, física e sexual. Tivemos uma ótima recepção por parte das presentes, e este é só o começo”, destaca Olívia David, assistente social do CRAM.

A ação desta terça foi bem recebida pelas funcionárias, Algumas, inclusive, relataram casos de violência doméstica pelos quais as mesmas passaram. Após a palestra e o bate-papo que a sucedeu, os casos expostos foram encaminhos ao CRAM e serão acompanhados pelo órgão. A CPTrans considera até realizar uma nova edição, agora também com a participação dos funcionários.

“A palestra foi formidável. Gostamos tanto que estamos considerando realizar outra, mas, desta vez, queremos os homens presentes. Com a participação das duas partes, poderemos dar início à mudança cultural que precisamos há tanto tempo. Não conhecia o CRAM e foi muito proveitoso ver o lindo trabalho que é realizado pelo órgão”, disse a chefe de Recursos Humanos da CPTrans, Verônica Salerno.

Com a campanha #MeuCorpoNãoÉPúblico, realizada pela CPTrans, a prefeitura se mostra ao lado da mulher contra qualquer tipo de violência sofrida por elas. A ação teve início na última semana, após um homem ser acuso de assediar sexualmente duas mulheres no mesmo dia, uma em coletivo e outra em um ponto de ônibus.

A abertura oficial da campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres acontece na quinta-feira (23), na Casa dos Conselhos. O ônibus lilás levará à Posse os serviços oferecidos pelo CRAM no dia 31.11, em ação social que acontecerá durante todo o dia. A sede da Comdep, o Centro de Defesa dos Direitos Humanos (CDDH) e o Colégio Santa Catarina serão palco de outras ações realizadas durante a campanha. Durante a ação, será realizada ainda uma palestra sobre violência contra trans e lésbicas, assunto que será abordado por Patrícia Sanches, advogada da OAB-RJ. O tema ainda passa por muita resistência e existem muitas dúvidas, que serão esclarecidas por Patrícia.
Programação dos filmes em cartaz