Bom dia!           Domingo 15/12/2019   11:35
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Entretenimento > Eventos Permanentes > Homenagem a Antônio Callado e Paulo Freire marcam a Festa Literária nesta sexta-feira dia 01/09
Homenagem a Antônio Callado e Paulo Freire marcam a Festa Literária nesta sexta-feira dia 01/09
31/08/2017 - 09:52 - A Festa Literária da Serra Imperial – FLISI começa a sexta-feira com visita guiada à exposição “Quarup”, baseada na obra de Antônio Callado, às 9h30, na Casa da Educação Visconde de Mauá.  Às 11h, no Centro de Cultura Raul de Leoni, o público poderá participar da visita guiada à exposição “A Serra Imperial de Machado de Assis e seus melhores poemas”, seguida de oficina criativa sobre o autor.
 
Na Casa Stefan Zweig, às 11h, será apresentado o livro “Unidade Espiritual do Mundo”, com textos de Alberto Dines, Celso Lafer, Klemens Renoldner e Jacques Le Rider, seguido de apresentação de filme (15 min), e debate, sob o comando do diretor da Casa, Israel Beloch. A obra fala sobre a conferência proferida por Stefan Zweig, em que prega o pacifismo, o humanismo e a tolerância em um momento no qual já se previa a Segunda Guerra Mundial. Quatro anos depois, em pleno conflito, Zweig voltou à América do Sul e repetiu a conferência em Buenos Aires, rebatizando-a de “A unidade espiritual do mundo”.
 
À tarde, às 14h, no Museu Imperial, ocorre a visita guiada à exposição “Casamentos e relações dinásticas no Brasil Imperial”, com o diretor da instituição e curador da exposição, Maurício Vicente Ferreira, que convida o público a refletir sobre a inserção do Brasil no cenário internacional de transição dos costumes e cerimoniais principescos para a modernidade. Também às 14h, no Museu, grupos escolares, de 9 a 10 anos, participam da “Hora do Conto”, na Biblioteca Rocambole, com leitura do livro “Leopoldina, a princesa do Brasil”, de Clóvis Bulcão, seguida de visita temática á instituição para reconhecer imagens e objetos do acervo alusivos à Dona Leopoldina.
 
O projeto “20 Anos sem Paulo Freire” será lançado às 14h, na Casa da Educação, com exposição sobre a vida do autor e lançamento de sua biografia, com presença de sua viúva, a autora Nita Freire, com palestra para professores e pedagogos. Também na Casa, às 15h30, o Coral dos Anjos, regido por Danilo Henriques, se apresentará. Às 17h, falando sobre literatura infantil, participam do “Espaço da Literatura Petropolitana” os escritores Cecília Pinheiro, Carla Pujol, Catarina Maul, Cristiano Romão e Regina Machado. Às 18h, Catarina Maul e Silvana Coelho falam sobre seus livros.
 
No cineteatro do Museu Imperial, às 15h, o Instituto Oldemburg lança o livro “Viagem ao Brasil”, que conta a história do austríaco Franz Joseph Frühbeck na viagem a bordo do navio onde viajava D. Leopoldina quando veio da Europa para o Brasil. Para falar sobre o livro, a mesa “D. Leopoldina, princesa do Brasil” terá como convidados: o diretor do Museu Histórico Nacional, Paulo Knauss; a Dra. em História, Maria Isabel Lenzi; o biógrafo Clóvis Bulcão; a Dra. em História Social, Patrícia Souza Lima;  e a pesquisadora Cláudia Maria Souza Costa. O livro será distribuído gratuitamente a todos que comparecerem a esta mesa.
 
Também às 15h, será realizada visita guiada à exposição “A Serra Imperial de Machado de Assis e seus melhores poemas”,  no Centro de Cultura Raul de Leoni, seguida de oficina criativa, onde, às 18h, ocorre a mesa “Machado de Assis e Petrópolis, a cidade da paz”, com participação dos doutores em Letras Vernáculas, Marcelo Fernandes e Suzana Klôh, e mediação do mestre em Educação, professor Leandro Rodrigues, explorando a relação do poeta com a cidade de Petrópolis.
 
Finalizando a programação da sexta-feira, às 19h30, no cineteatro do Museu Imperial, ocorre a mesa "Herói de guerra ou vilão sanguinário? O Conde d'Eu, a Guerra do Paraguai e a política imperial", com o Dr. em História Social e cientista político, Rodrigo Goyena Soares; o Dr. em História, Ricardo Salles; e mediação da presidente do Instituto Histórico de Petrópolis, Fátima Argon, e o mestre em Educação, Bruno Tamancoldi, quando será lançado o livro "Diário do Conde d'Eu". O historiador Rodrigo Goyena Soares descobriu o diário íntimo do Conde d´Eu, escrito de março de 1869 até abril de 1870, e fez a transcrição e tradução do original em francês para o português.
Programação dos filmes em cartaz