Boa noite!           Quarta 13/12/2017   05:04
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Livros > A História do Quitandinha - dia 19/05 de 18h ás 21h
A História do Quitandinha - dia 19/05 de 18h ás 21h
16/04/2017 - 20:26 - Depois de quase cinquenta anos sendo concebido, entre redação, pesquisas, captura de material e muita dedicação, enfim chegará em maio ao público um dos maiores patrimônios literários que Petrópolis terá nas mãos, o livro A História do Quitandinha, do autor Luiz Boralli Garcia.

O lançamento se dará na Churrascaria Lago Sul, no primeiro piso, no dia 19 de maio, de 18h às 21h, onde o autor receberá o público com um vin d'honneur.

Dividido em capítulos que contam a evolução do prédio em cada uma de suas fases, com um acervo enorme de fotografias especiais e raras, a obra transporta os seus leitores para uma viagem que, não fossem as comprovações dos fatos, faz parecer ao público um roteiro de ficção, tamanho o potencial visionário e empreendedor daqueles que acreditaram nesse projeto fantástico e o fizeram erguer e solidificar nas terras desabitadas do bairro Quitandinha, em Petrópolis.

Coragem, glamour, sonho, decadência, reestrutura, perdas, lucros, reinvenção, criatividade, são apenas alguns dos elementos que as quase duzentas páginas desse acervo trarão aos seus leitores. Quem viveu a época áurea, se sentirá acordando de um sonho, mas os que não a viveram, terão a sensação de embarcar para uma longa viagem, de roteiro inacreditável.

Luiz Boralli Garcia, o autor, que intitula-se escritor de um livro só, foi funcionário do empreendimento por 27 anos, tendo residido no citado espaço durante todos estes anos. Sobrinho do segundo proprietário do Quitandinha, acompanhou e viveu fatos determinantes ocorridos no transcorrer desse tempo. Teve a chance de coletar depoimentos, ouvir casos e causos de antigos funcionários, esmiuçar espaços, estruturas, documentos e, principalmente, sentir na pele e na alma o que é ser o próprio Quitandinha. Durante estas quase 3 décadas, também foi o responsável e produtor de muitos eventos históricos, de imprimir sua própria marca nos salões históricos e viver, intensamente, explodindo de memórias suas ou a ele contadas, que não podem e nem devem morrer com uma só pessoa.

O livro é mais que um trabalho editorial, é uma missão de vida realizada, um presente de gratidão à terra onde vive, o reconhecimento público de que foi o Quitandinha que moldou a sua própria história.

Através da Bem Cultural Editora, o trabalho que dura mais de 12 meses tem a coordenação editorial de Catarina Maul, capa, diagramação, finalização e acompanhamento de Alex Avena, revisão de Thiago Mourão e um acervo atual fotográfico de Marco Oddone. Honrosamente, o prefácio foi escrito por Francisco Orleans e Bragança, descendente de D. Pedro.

Para todos os envolvidos, uma honra e muito orgulho participarem dessa história que é um verdadeiro espetáculo para a própria história de Petrópolis.
Spa Serra Morena