Boa tarde!           Terça 19/10/2021   16:06
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Música > Dia Nacional do Samba - dia 02/12 às 19h
Dia Nacional do Samba - dia 02/12 às 19h
29/11/2016 - 16:40 - O Samba foi decretado pelo IPHAN, Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil e representa nosso país pelo mundo afora. Este ano estamos comemorando o Centenário de “Pelo Telephone”, primeiro samba gravado no Brasil, que foi registrado na Biblioteca Nacional em 27 de novembro de 1916.

Para celebrar o acontecimento, realizaremos no dia 02 de Dezembro (Sexta-feira), às 19h, a 2ª apresentação do Show "Pelo Telephone - 100 anos de Samba" que contará com a presença de vários sambistas da cidade.

O local não poderia ser outro senão a Casa Claudio de Souza que há 4 anos abre suas portas para receber este ritmo que é símbolo a resistência da cultura negra brasileira. Desde 2013 a produtora petropolitana Monica Valverde coordena o evento, juntamente com amigos do samba que fazem uma grande festa.

Histórico do Dia Nacional do Samba na Casa Claudio de Souza:

2013 – Imortais do Samba
2014 – Lupicínio e Dorival – (Homenagem ao Centenário)
2015 – Improvisando no Boteco

Presenças confirmadas para 2016:

Joãozinho do Cavaco, Eliana Ramos, Janaina Bessa, João Victor, Trio Samba Puro, Wellington Ferreira, José Geraldo Gibóia, Nanão, Edson Telles, Dino Fernandes, Marcio Negócio.

Temos certeza que este será mais um belo espetáculo.

Serviços:

Evento: Pelo Telephone – 100 anos de Samba

Dia: 02/12/2016
Horário: 19h
Local: Casa Claudio de Souza
Endereço: Praça da Liberdade,  247 – Centro – Petrópolis – RJ
Classificação: Livre

Entrada Franca limitada a 70 lugares
Realização: Afro Serra / Monica Valverde 
Contatos: 24 98802 3924 - 24 99228 2728

Músicos convidados: Joãozinho do Cavaco, Eliana Ramos, Janaina Bessa, João Victor, Trio Samba Puro, Wellington Ferreira, José Geraldo Gibóia, Nanão, Edson Telles, Dino Fernandes, Marcio Negócio.

Pelo Telefone – 1º Samba Gravado no Brasil

A primeira melodia registrada como "samba" no país completa 100 anos, em 2016. Sua concepção, no entanto, envolveu praticamente toda a comunidade negra da antiga Praça Onze, no Rio de Janeiro. Acusação de furto da melodia, disputas pesadas nos bastidores pela sua autoria, esperteza de alguns e dissensões de todos os tipos envolveram o registro do samba "Pelo Telefone", na Biblioteca Nacional, em 1916. Segundo Almirante, em 1916, seis participantes de uma roda de samba na casa Hilária Batista de Almeida, a Tia Ciata, criaram, num belo improviso o samba intitulado "Roceiro". Esse foi o primeiro nome que "Pelo Telefone" obteve.

Os criadores teriam sido Hilário Jovino Ferreira, Mestre Germano, Tia Ciata, João da Mata, J.B. Silva (Sinhô) e o jornalista Mauro de Almeida, que escreveu os versos.
No início, os autores não classificaram a melodia como samba, mas como partido alto ou tango. A primeira exibição pública da música ocorreu no Cinema Teatro Velo, à Rua Haddock Lobo, Tijuca, a 25 de outubro daquele ano.

Com o sucesso da música, uma nova apresentação ocorreu para a imprensa, em 3 de novembro. Segundo Almirante, aproveitando-se do êxito da música, o violonista Ernesto dos Santos, o Donga, registrou-a na seção de direitos autorais da Biblioteca Nacional e também em cartório como se fosse dele e de Mauro de Almeida. Na Biblioteca Nacional, "Pelo Telefone" recebeu sob o número de registro como 3.295, em 27 de novembro de 1916.
 
02 De Dezembro – Dia Nacional do Samba
 
Ary Barroso, um dos maiores compositores brasileiros de todos os tempos, compôs vários sambas em homenagem a Bahia sem nunca ter visitado nenhuma cidade baiana. Quando Ary Barroso pisou pela primeira vez em Salvador, o vereador baiano Luís Monteiro da Costa, aprovou uma lei, que declarava o dia 2 de dezembro como sendo o “Dia Nacional do Samba”, prestando assim, uma homenagem a este grande mestre da música popular brasileira. A partir desse acontecimento a data tornou-se um dia para se comemorar toda a riqueza do samba, um dos principais patrimônios culturais brasileiros.
Programação dos filmes em cartaz