Boa noite!           Sexta 05/03/2021   00:19
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Entretenimento > Shows > Ney Matogrosso abre o Festival Sesc de Inverno em Petrópolis com show no Quitandinha
Ney Matogrosso abre o Festival Sesc de Inverno em Petrópolis com show no Quitandinha

10/08/2016 - Festival Sesc de Inverno


Ney Matogrosso abre o Festival Sesc de Inverno em Petrópolis com show no Quitandinha
Cantor apresenta o espetáculo “Atento aos Sinais”, que já passou pelas principais capitais do país, além de Portugal, Argentina e Uruguai
 
O cantor Ney Matogrosso completou este mês 75 anos, mas os presenteados são os petropolitanos. É ele quem abre o Festival Sesc de Inverno 2016 na cidade com show nesta sexta-feira (12/8) no Sesc Quitandinha, às 20h. O espetáculo dá início à maratona de 10 dias de música, teatro, dança, cinema, literatura e artes visuais que faz do Festival Sesc de Inverno o maior evento de cultura multilinguagem do Brasil, que completa 15 anos. A programação completa está em
www.festivalsescdeinverno.com.br
 
Com ingressos entre R$ 5 (associados Sesc) e R$ 20, o show é o mesmo que já passou por Portugal, Argentina, Uruguai e pelas principais capitais do país. Trata-se de “Atento aos Sinais”, mesmo nome do álbum lançado em 2013 e que, em 2014, virou DVD. No repertório, músicas de compositores consagrados, como Caetano Veloso (“Two Naira Fifty Kob”) e Paulinho da Viola (“Roendo as unhas”), e de revelações, como Criolo (“Freguês da Meia-Noite”), a banda Zabomba (“Pronomes”), Dani Black (“Oração”), o alagoano Vítor Pirralho (“Tupi Fusão”), Dan Nakagawa (“Todo mundo o tempo todo”) e os cariocas do Tono (“Não consigo” e “Samba do Blackberry”).
 
Realizado pelo Sesc RJ – braço sociocultural do Sistema Fecomércio RJ –, o evento tem o apoio do Sindicato do Comércio Varejista de Petrópolis (Sicomércio Petrópolis). A programação completa está em
www.festivalsescdeinverno.com.br.
 
Abertura da exposição Entre Gêneros
Ney Matogrosso também é um dos destaques de outra programação do Festival Sesc de Inverno. Ele está entre os artistas clicados pelo fotógrafo paulista Diego Ciarlariello para a exposição inédita “Entre Gêneros”, que abre no mesmo dia e que poderá ser visitada até 2 de outubro na Biblioteca do Palácio Sesc Quitandinha. Além dele, foram retratados Liniker, Lecy Brandão, Aretha Sadick, Johnny Hooker, Candy Mel, Gael Badaró, Lia Clark, João W. Nery e Mc Linn da Quebrada, entre outras personalidades. Em comum a todos, características de comportamento e físicas que desconstroem a noção de feminino X masculino. As fotos buscam retratá-las de forma empoderada, contrariando a ideia de que estão marginalizadas na sociedade.
 
Abertura da exposição #Tempo Narrador
A partir do dia 12, o público poderá também visitar e interagir com a exposição #Tempo Narrador. O projeto, de curadoria do Sesc RJ, reúne obras de 17 artista que refletem sobre a questão do “tempo”, tema desta 15ª edição do festival. Os trabalhos usam plataformas de arte e tecnológica variadas que aguçam sentidos e percepções do visitante. Entre as obras, por exemplo, está “Realidade Suspensa”, de Anaisa Franco, que consiste em uma escultura virtual por meio da projeção de imagens sobre um cilindro com fumaça. “Melt”, de Rejane Cantoni e Leonardo Crescenti, é uma superfície de metal líquido em que o público pode pisar, causando diferentes distorções em função do seu peso, posição e comportamento.
 
Exposição MultiTempo
Ao longo do Festival será possível fazer uma viagem pela história dos 15 anos do evento por meio da instalação MultiTempo, que abre no dia 12. Montada no Salão Mauá, a mostra apresenta imagens das edições passadas do Festival por meio de recursos tecnológicos e visuais que oferecem ao visitante uma experiência imersiva.
 
OUTROS DESTAQUES DO FIM DE SEMANA NO SESC QUITANDINHA
 
SÁBADO – 13 DE AGOSTO
Moska e Tiê
19h
Paulinho Moska e Tiê, depois de estrearam o duo inédito no Sesc Teresópolis, repetem o show no Quitandinha. O repertório é surpresa, mas os artistas prometem cantar músicas um do outro, incluindo o hit “A Noite”, de Tiê.
 
CRIA
11h
Grupo une músicas inéditas do compositor Vinicius Castro e consagradas de Vinicius de Moraes a textos clássicos de literatura infantil. Ilustrações feitas ao vivo são projetadas no palco com cenário, figurino e iluminação especial.
 
Contação de histórias - Histórias por onde há mar
15h/16h
O cantor e compositor Alexandre Lloro e atriz Simone André conduzem a contação de histórias. Serão apresentadas “Porque o mar tanto chora”, “Odoyá” e “Boitatá”, histórias baseadas em contos que integram obras de Luis Câmara Cascudo, Reginaldo Prandi e Silvana Salerno.
 
Encontro Literário Arte, Gênero e Liberdade
17h
Denilson Lopes (professor e escritor que pesquisa questões de gênero e sexualidade) e João Nery (escritor, ativista de direitos humanos e primeiro homem transexual operado no Brasil, durante a Ditadura Militar) para um debate sobre questões de gênero. Mediação de Ramon Mello e Ana Paula Simonaci.
 
Hora Maldita – Dama da Noite
23h
“Dama da Noite - versão 3D” é uma releitura da performance encenada pela primeira vez em 1988. Protagonizada por Gilberto Gawronski, a performance é uma adaptação do conto homônimo de Caio Fernando Abreu, escrito em 1986 e que integra o livro "Os Dragões Não Conhecem o Paraíso", vencedor do Prêmio Jabuti.
 
Love Story
21h
Versão musical do clássico do cinema de 1970, Love Story é um espetáculo arrebatador e emocionante. Narra a bela história de amor dos jovens Oliver Barrett IV, de família rica, tradicional e influente, e Jennifer Cavalleri, filha de um padeiro e estudante de música que sonha conhecer Paris e que transborda alegria e bom humor.
 
Boquinha (infantil)
16h
Com texto de Lázaro Ramos, e direção de Suzana Nascimento e do próprio Lázaro Ramos. A dramaturgia do espetáculo conta a história do surgimento do mundo inspirado em contos e lendas de diversas culturas.
 
Oficina de Circo (equipe Boquinha)
10h I13h - Quitandinha - Torre  - 3º andar
 
Vendedor de Palavras
11h
Um artista circula com uma escrivaninha móvel criando possibilidades de brincadeiras com a palavra e a língua na construção coletiva de histórias, poesias, canções em cartas ou bilhetes. Valorizando o contato, a troca e mantendo vivo o ato de escrever cartas.
 
 
DOMINGO – 14 DE AGOSTO
Zé da Velha e Silvério Pontes - 30 anos
11h - Lago Quitandinha
A menor Big Band do mundo, como é conhecida a dupla formada pelo trombonista Zé da Velha e o trompetista Silvério Pontes, completa 30 anos em 2016. A comemoração será nos palcos do Festival Sesc de Inverno com o show “Reencontro, que apresenta um repertório influenciado por estilos como Valsa, Polca, Choro, Maxixe e Bossa Nova.
 
Estralo
16h
Banda apresenta o espetáculo "Estórias de cantar", com canções do álbum homônimo que foi indicado ao Prêmio da Música Brasileira como melhor álbum infantil de 2015. No repertório para os pequenos ouvintes, estão canções de Chico Buarque, Toquinho, Jorge Ben Jor, além de clássicos da MPB.
 
Estralo - Oficina
10h – Quitandinha - Torre - 5º andar - sala 160
 
Marisa Orth e Johnny Hooker
21h
Marisa Orth apresenta o show "Romance Volume III" com a sua Banda Romance, que brilhou na terceira temporada do programa Superstar, da Rede Globo. No palco, ela contará com a participação do músico pernambucano Johnny Hooker, que tem causado alvoroço na música brasileira desde o lançamento do seu segundo álbum (o primeiro solo) “Eu Vou Fazer Uma Macumba pra Te Amarrar, Maldito!”, que figurou no topo das paradas do Itunes Brasil e de serviços de streaming como o Deezer e o Spotify. Johnny Hooker cantará "Alma Sebosa" e "Volta" e participará de duas músicas da Marisa.
 
Contação de histórias - Histórias por onde há mar
15h
O cantor e compositor Alexandre Lloro e atriz Simone André conduzem a contação de histórias. Serão apresentadas “Porque o mar tanto chora”, “Odoyá” e “Boitatá”, histórias baseadas em contos que integram obras de Luis Câmara Cascudo, Reginaldo Prandi e Silvana Salerno.
 
Show poético Livre Reino Aéreo do Devaneio - Bruna Beber e Omar Salomão
15h
Perfomance do poetas Bruna Beber e Omar Salomão com poesia cantada e falada. No repertório, poesia de língua portuguesa, passando pelo cordel, cânone até o contemporâneo – tudo com um recorte bem particular do universo que os cerca.
 
Galileu Galilei
20h
Na trama, o cientista Galileu, interpretado por Denise Fraga, passa a defender e propagar a ideia de que o Sol é o centro do Universo e a Terra se move e gira em torno dele, enfrentando o posicionamento contrário da Igreja.

Programação dos filmes em cartaz