Boa tarde!           Sbado 25/06/2022   17:59
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Teatro > A Vovó da Praça Koblenz no SESC Nogueira dia 20/07 às 20h30
A Vovó da Praça Koblenz no SESC Nogueira dia 20/07 às 20h30
18/07/2016 - 10:00 - Na próxima quarta-feira, dia 20 de julho às 20h30, acontecerá no SESC Nogueira, para os hóspedes , a apresentação da peça teatral “A Vovó da Praça Koblenz”, da pedagoga e produtora cultural Catarina Maul, com canções compostas em sua parceria com o músico e ator Renato de Resende. A produção é da Bem Cultural. 

No elenco os atores Mary de Paula e Pedro Duarte, representando, respectivamente, Carolina e Guilherme, dois velhinhos divertidos, que passam uma tarde rememorando suas lembranças familiares a respeito da chegada e da instalação dos alemães, em Petrópolis.

A parte musical fica a cargo do compositor e diretor musical da peça, Renato de Resende, que tem, na montagem, seis canções autorais em parceria com a autora do texto. 

As primeiras montagens, com elencos diferentes, ocorreram entre os anos de 2007 a 2009, e se deram em muitos espaços diferentes da cidade, também em várias edições da Bauernfest.

Para sua escrita, a autora baseou-se em muitas pesquisas, relatos e documentos, tentando imprimir no mesmo, como homenagem, nomes e fatos reais, para que o público, mais que entretenimento, encontrasse no trabalho artístico uma espécie de aula.

O texto trata da narrativa da chegada dos colonos alemães em nossa cidade e de como estas famílias aqui se estabeleceram, trazendo suas experiências e conhecimentos, criando o perfil de nossa Petrópolis, antes Fazenda de Córrego Seco.

No texto, Guilherme, um senhor idoso cheio de manias, recebe para um chá da tarde a amiga, de mesma faixa etária, Carolina. Durante o chá, relembram sua infância, os fatos narrados pelos seus pais e o crescimento da cidade, em seus 80 anos de vida.

Revivem alguns de nossos reais colonizadores, comentam sobre sua participação em seus contextos de construtores da cidade, resgatam fatos pitorescos e enumeram sobrenomes de famílias que aqui sobreviveram ou ainda sobrevivem, muitas exercendo o mesmo ofício desenvolvido por seus antepassados.

A escolha do nome do texto é uma homenagem, pois em 19 de outubro de 1845, para atender a religiosidade dos colonos alemães, que se dividiam entre católicos e protestantes, foram realizadas na Praça Koblenz duas cerimônias religiosas, ambas adotando o mesmo altar ornamentado por flores silvestres. Uma missa foi celebrada por Padre Luis Gonçalves Dias Correia e em seguida um culto professado pelo pastor Frederico Ave-Lallemant. O intuito era promover a paz e a harmonia entre um povo que buscou nossas terras, nosso continente, em busca de uma paz que já não havia na Europa, entristecida pelas guerras napoleônicas.

A Praça Koblenz, não mais com este nome, situa-se nas imediações do Palácio de Cristal e é onde se realiza nossa maior homenagem aos colonos, a Bauernfest.
Programação dos filmes em cartaz