Bom dia!           Segunda 17/02/2020   10:34
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Meio Ambiente > Agência Japonesa apresenta Manuais para Prevenção de Desastres das Chuvas em Petrópolis
Agência Japonesa apresenta Manuais para Prevenção de Desastres das Chuvas em Petrópolis
18/02/2016 - 18:54 - A Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica) e técnicos da Prefeitura e dos governos estadual e federal apresentaram, na manhã desta quinta-feira (18/2), os manuais para prevenção de desastres das chuvas em Petrópolis. Os manuais, fruto dos três anos de parceria entre Jica e governo brasileiro, são divididos em quatro eixos: mapeamento de risco; planejamento urbano; alertas antecipados; e obras de reabilitação e prevenção. A apresentação foi realizada no Riverside Park Hotel, no Retiro.

O secretário de Proteção e Defesa Civil, Rafael Simão, e o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, Robson Cardinelli, representaram o prefeito Rubens Bomtempo no evento. “O prefeito Rubens Bomtempo aposta muito nessa parceria, cobrando desde 2013 que a Defesa Civil dê todo o suporte necessário à Jica. Sabemos da experiência que o Japão tem na prevenção a desastres naturais e queremos aprender com eles para deixar Petrópolis cada vez mais segura em relação às chuvas”, disse o secretário Rafael Simão, lembrando que Petrópolis é um dos três municípios-piloto da parceria, ao lado de Nova Friburgo e Blumenau (SC).

Desde o início da parceria, no fim de 2013, técnicos dos dois países têm mantido um constante intercâmbio para a troca de experiências sobre prevenção. Seis técnicos da Prefeitura já foram ao Japão neste período, em viagens custeadas pela Jica, e aprenderam a metodologia japonesa de mapeamento de risco. Esse conhecimento foi repassado aos demais engenheiros, geólogos e arquitetos da Prefeitura. Nesse período, dezenas de técnicos japoneses também já estiveram em Petrópolis. Toda essa troca de experiência permitiu a elaboração dos manuais pelos órgãos integrantes da parceria.

Chefe da equipe japonesa da Jica, Takao Yamakoshi falou sobre a importância dos quatro manuais para deixar a cidade mais segura. Ele afirmou que os técnicos dos dois países vêm estudando a metodologia japonesa de identificação das áreas sujeitas a deslizamentos, com base em dados como altura e declividade da encosta e índices pluviométricos. É objetivo dos manuais levar essas informações para a população.

“Nossa primeira premissa é de que o cidadão precisa ter consciência de que deve proteger sua vida e procurar um abrigo. Para isso, tem que saber que mora em área de risco. E não é toda chuva que provoca deslizamentos. Nosso objetivo é identificar qual é essa chuva e informar a população quando há o risco. Já a parte do planejamento urbano é importante para não criarmos novas áreas perigosas. E a parte de obras é para proteger a vida da população”, disse Yamakoshi.

Comunidade-piloto – Com base nos manuais, a Jica e a Prefeitura realizarão o mapeamento de risco de uma comunidade de Petrópolis a ser definida, utilizando a metodologia japonesa de mapeamento de risco. Em seguida, serão elaborados projetos de planejamento urbano e de obras de reabilitação e prevenção para a comunidade escolhida. Também será elaborado um sistema de alerta antecipado para a região, utilizando a metodologia japonesa de previsão de desastres. O passo seguinte será o simulado de desastre natural na comunidade, para que possíveis falhas sejam identificadas e utilizadas para aperfeiçoar os manuais.
Programação dos filmes em cartaz