Boa noite!           Terça 30/11/2021   18:30
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Saúde > Pacientes que precisam de Equipamentos para Locomoção após Alta Médica recebem Apoio da SETRAC
Pacientes que precisam de Equipamentos para Locomoção após Alta Médica recebem Apoio da SETRAC
Cadeiras de rodas, cadeiras de banho, andadores, colchões pneumáticos e muletas são oferecidos para quem tem mobilidade reduzida temporária ou permanente
 
15/01/2016 - 20:00 - O Conselho Municipal de Defesa da Pessoa com Deficiência realizou, nesta sexta-feira (15), sua primeira reunião em 2016. Durante o encontro, o prefeito Rubens Bomtempo apresentou os resultados do Programa de Atenção à Pessoa com Deficiência ou Mobilidade Reduzida Permanente ou Temporária. Criado em 2013 pela Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setrac), o projeto fornece o primeiro atendimento às pessoas que têm alta médica e ficam com alguma seqüela (ainda que temporária), precisando se locomover com cadeiras de rodas, cadeiras de banho, andadores, colchões pneumáticos ou muletas.
 
A reunião foi integrada, com as presenças dos representantes dos Conselhos Municipais de Saúde, Direitos da Pessoa Idosa e dos Direitos da Criança e do Adolescente, além de associações em defesa dos portadores de necessidades especial. Foram adquiridos 30 cadeiras de rodas para adultos, 30 cadeiras de rodas infantis, 60 cadeiras higiênicas, 60 andadores para adultos, 30 andadores infantis, 100 pares de muletas, 50 colchões pneumáticos e 50 colchões pneumáticos, totalizando 410 equipamentos, em um investimento de R$ 84 mil reais.
 
Durante o encontro, o prefeito Rubens Bomtempo destacou a intersetorialidade como o caminho para as políticas públicas avançarem. “Hoje, com estas ações sendo desenvolvidas, vemos um sonho sendo realizado, com a integração entre a assistência social e a saúde. Cada vez mais, os diversos setores do governo precisam se unir, pois desta forma se solucionam os problemas. É nossa função garantir que o cidadão, depois de estar hospitalizado, vá para casa com qualidade de vida, para que ele possa se recuperar o mais rápido possível”, destacou o prefeito.
 
A secretária de Assistência Social, Trabalho e Cidadania, Fernanda Ferreira, apresentou o projeto. “Vamos continuar atendendo individualmente as pessoas. Às vezes, o paciente recebe alta, mas precisa de muletas, cadeira de rodas ou andador para se locomover, ainda que por um determinado tempo. Desde a implantação deste programa, estamos realizando este trabalho”, disse, citando outras conquistas, como o táxi adaptado para portadores de necessidades especiais e o apoio do governo municipal a instituições como o Grupo Amigos dos Autistas de Petrópolis (Gaape).
 
Para o presidente da Associação Pró-Deficientes, Marcelo da Silveira, a chegada de novos equipamentos para locomoção ajuda a melhorar o atendimento na saúde pública. “A iniciativa é muito positiva”, disse. Para o representante da Associação Petropolitana dos Deficientes Físicos (APDEF), Felipe Cruz, o projeto é de grande importância. “Como o Brasil está economicamente fragilizado, o atendimento às comunidades no país está mais prejudicado, mas, em Petrópolis, a Prefeitura está conseguindo manter os serviços essenciais, dando forças para que as famílias possam viver com dignidade. Acredito que o governo e a sociedade devem juntar suas forças”, afirmou.
 
A presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Luciane Bomtempo, destacou os avanços na questão da proteção aos idosos e aos portadores de necessidades especiais. “É importante que a sociedade civil ajude o governo a construir as políticas públicas, dando continuidade ao trabalho que os Conselhos realizam, para que a nossa cidade seja cada vez mais solidária e inclusiva”, destacou.
 
Presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa, Gabriela Falconi também aprovou o projeto. “Em nome da sociedade civil, agradeço ao governo, pelo que está fazendo com a questão da pessoa idosa”, afirmou, citando que muitas pessoas da terceira idade precisavam do auxílio que o Programa de Atenção à Pessoa com Deficiência ou Mobilidade Reduzida Permanente ou Temporária oferece.
 
Representando a Câmara Municipal, o vereador Thiago Damaceno lembrou que a atual gestão tem desenvolvido várias ações em defesa das pessoas com deficiência. “Vejo, com alegria, o prefeito liderando este processo. Hoje, o Brasil acompanha um retrocesso na garantia dos direitos, e Petrópolis segue o caminho inverso, conseguindo manter suas conquistas”, afirmou o vereador, lembrando que a transformação dos conselhos em deliberativos tornou mais democrático o processo de construção das políticas públicas.

Programação dos filmes em cartaz