Boa tarde!           Terça 30/11/2021   13:11
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Saúde > Prefeitura forma Primeiro Estudante de Classe Hospitalar do Município
Prefeitura forma Primeiro Estudante de Classe Hospitalar do Município
11/12/2015 - 20:49 - A Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, realizou a formatura do primeiro estudante de classe hospitalar do município: Adrian de Oliveira Salgado, de 14 anos, internado no Hospital da Unimed com quadro de cardiopatia congênita e dependência de respirador. Ele concluiu em novembro o 5º ano do ensino fundamental, após sete anos sendo acompanhado no hospital por professoras da equipe de educação especial da Secretaria de Educação. A matrícula foi na Escola Municipal General Heitor Borges, no Bingen.

A formação de Adrian teve início em 2008, durante o segundo mandato do prefeito Rubens Bomtempo. Na época, pela falta de perspectiva de alta de Adrian, a família solicitou ao município a escolarização do jovem no hospital, o que até então nunca havia acontecido em Petrópolis. “Tínhamos certeza de que daria certo. Sempre trabalhamos pela inclusão, pela garantia de oportunidades. Adrian representa exatamente isso”, lembrou o prefeito.

“Era uma situação que jamais havia sido na rede municipal de ensino. Porém, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, abraçou esse desafio. Acreditamos que os sistemas de ensino podem e devem se transformar para realizar uma educação inclusiva que responda à diversidade de todos, sem discriminação. Passados sete anos e vencidos os desafios, podemos hoje comemorar a formatura do Adrian, um dia muito importante todos nós”, disse a secretária de Educação, Mônica Freitas.

A mãe de Adrian, a dona de casa Jaqueline de Oliveira Salgado, moradora do Alto da Serra, comemorou a formatura do filho. Ela falou sobre a oportunidade de Adrian, que não anda e tem dificuldades na fala, estudar no hospital. “Para nós, foi muito bom. Eu achava que, por ele não poder sair do hospital, não conseguiria estudar. Estava errada. Foi ótimo! Ele se deu muito bem com as professoras. Hoje, com as aulas, a parte da coordenação motora melhorou muito. Já segura um lápis, o que ele não fazia. Ele já até fala, do jeito dele, o nome da professora”, disse Jaqueline, que explicou que Adrian também faz fisioterapia e fonoaudiologia no hospital. A formatura foi realizada no hospital, com a presença de familiares e professores.
Programação dos filmes em cartaz