Boa noite!           Terça 22/09/2020   21:57
Receba nossos informativos: Nome: Email:
Home > Meio Ambiente > Comitê Gestor do Parque Natural Municipal Padre Quinha aprova Concessão para Muro de Escalada
Comitê Gestor do Parque Natural Municipal Padre Quinha aprova Concessão para Muro de Escalada

09/10/2015 - 19:41 - Integrantes do Comitê Gestor do Parque Natural Municipal Padre Quinha, da Avenida Ipiranga, aprovaram, por unanimidade, projeto que vai garantir muita diversão na área. Ele permite a instalação, pela iniciativa privada, de um muro de escalada no espaço, sem qualquer custo ao município. O objetivo da iniciativa é incentivar a prática de esporte e do ecoturismo no parque. A instalação será feita por meio de concessão, do tipo Manifestação de Interesse da Iniciativa Privada (MIP), cabendo à empresa vencedora do processo os custos de instalação da estrutura.

A proposta havia sido apresentada ao comitê pelo secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Almir Schmidt, em reunião realizada no fim de setembro. Na reunião seguinte, na última quinta-feira (8/10), o comitê aprovou por unanimidade a abertura da concessão. Estavam presentes na reunião: Centro Alceu Amoroso Lima; Instituto Estadual do Ambiente (Inea); 3ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB Petrópolis); Fundação de Cultura e Turismo; Conselho Municipal de Meio Ambiente (Condema); Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Econômico; e Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.

“Com o muro de escalada, o parque vai ganhar mais um atrativo, valorizando ainda mais aquele espaço que é tão importante para Petrópolis. O muro vai incentivar a prática de esportes e o ecoturismo, sem gastos para o município e sem qualquer prejuízo ao meio ambiente”, disse o secretário Almir Schmidt.

O secretário frisou que, para a concessão, haverá critérios a serem seguidos pela empresa responsável, entre eles previsão de aproveitamento da água da chuva e utilização de energia solar. Além disso, a estrutura não poderá ser de caráter permanente. “Será um espaço sustentável, com total respeito ao meio ambiente. Não haverá supressão de vegetação. No projeto, vamos estipular uma cota de gratuidade para os estudantes de escolas públicas utilizarem o muro de escalada”, acrescentou o secretário Almir Schmidt.

Ruínas – O parque também será beneficiado com a restauração da ruína que há no local. O valor de R$ 1,3 milhão, fruto de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre uma empresa privada e o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), já está disponível no Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio) para que o governo do estado faça a licitação e defina a empresa que realizará a restauração.

Programação dos filmes em cartaz